Sabes renomear vários ficheiros de forma automatizada usando o Windows? Então vais ficar a saber!

Quando nos recordamos do MS-DOS apercebemos-nos da evolução que o Windows foi face ao antigo interface que obrigava a teclar comandos e parâmetros.

No entanto, apesar da evolução há determinadas coisas que parece que ficaram esquecidas no processo, e uma delas foi o denominado “batch” renaming, que permitia renomear vários ficheiros com um simples comando.

Vamos pensar num caso simples. Imaginem que possuem vários ficheiros com a extensão .txt e que pretendem passar esse ficheiros todos para a extensão .htm. Essa era uma situação bem simples no MS-DOS, onde usando o comando RENAME, que até podia ser abreviado para um simples REN, bastava teclar (sem as aspas e na directoria em causa): “ren *.txt *.htm”

E pronto, pressionando a tecla ENTER todos os ficheiros TXT passavam a HTM. Não podia ser mais simples!

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Mas mudar nomes dos ficheiros e não a extensão já não era possível. Por exemplo pegar em ficheiros com nomes diversos e chama-los de foto1.jpg, foto2.jpg, foto3.jpg era algo que não se podia fazer de forma simplificada.

Mas e com o Windows? Será que podemos fazer algo do género?

Pois bem, com o Windows a mudança das extensões é algo que não pode ser feito usando o interface gráfico do sistema operativo. No entanto, dado que o Windows suporta uma janela de comandos de DOS, as capacidades do comando RENAME estão disponíveis. Há contudo que saber navegar nas pastas usando o DOS, e tal poderá não estar acessível a todos uma vez que muitos de vocês são de uma era pós MS-DOS.

Mas no entanto se este caso te está vedado, talvez te interesse conhecer uma capacidade do Windows que se encontra escondida e mesmo desconhecida da maior parte dos utilizadores deste sistema operativo, e que serve para renomear os ficheiros por um nome sequencial.

Para utilizares esta capacidade necessitas de copiar os ficheiros que pretendes renomear para uma pasta criada para o efeito. A pasta não possuirá nenhuma característica especial, mas apenas poderá conter os ficheiros a serem renomeados.

Agora imagina que queres pegar nas tuas fotos das férias que a máquina chamou de HP1071.jpg, HP1072.jpg, HP1073.jpg, e por aí fora (e os nomes são originais são completamente irrelevantes não necessitando sequer de haver qualquer semelhança entre eles), e mudar o nome para algo mais apelativo, como por exemplo Paris.jpg, Paris (2).jpg, Paris (3).jpg e por aí fora.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Para isso, com as fotos todas colocadas na pasta em questão, e com a pasta a conter apenas os ficheiros a renomear há que seleccionar os ficheiros todos ali existentes. Podes fazer isso arrastando o rato de forma a que todos os ficheiros fiquem seleccionados, ou então clickar sobre o primeiro, pressionar a tecla SHIFT, e sem a largar clickar sobre o último ficheiro. Qualquer dos casos irá garantir que todos os ficheiros ficam marcados para edição.

Agora, e com todos os ficheiros seleccionados, há que colocar novamente o rato sobre o primeiro ficheiro e carregar com o botão do lado direito sobre o mesmo escolhendo a opção RENOMEAR. Podemos agora dar um novo nome ao primeiro ficheiro como se o procedimento fosse apenas para ele. E para o presente exemplo o nome a dar será “Paris“.

Carregando na tecla ENTER no final de se teclar o nome podemos ver o resultado final e como todos os ficheiros seleccionados mudaram o nome para um outro idêntico ao fornecido, mas com uma indicação sequencial acrescentada.

 

 

Publicidade

Posts Relacionados