Se analisarmos tudo o que a Microsoft prometeu, a Scorpio não é mais potente que a Xbox One.

A Xbox One foi anunciada. E com ela vieram as promessas de um sistema preparado para o futuro, um sistema capaz de ser 4x mais potente com a Cloud, e um sistema capaz de 4K. Apesar de que se calhar poucos tem consciência de tal, basicamente a Xbox One foi publicitada como possuindo as capacidades da Scorpio.

NOTA: O conteúdo deste artigo é completamente fatual, com as declarações das partes a serem comprovadas por meio de links, e a realidade atual a comprovar o desenvolvimento face ao dito em 2013!

O passado é o passado, e a Microsoft que esteve na génese da Xbox One está radicalmente alterada desde a entrada de Phil Spencer. Mas a história ficou, e agora, perante o lançamento da Scorpio , e a realidade que todos conhecemos da Xbox, podemos ver como essas promessas desmedidas foram caricatas!

Curiosamente, verificando a caixinha de jóias com que a Microsoft nos brindou no passado, consegui encontrar aqui um conjuntinho delas que demonstram como o Marketing da Microsoft nos iludiu ou tentou iludir ao longo dos tempos. E analisando esse marketing, o que tínhamos como promessa era uma consola Xbox One basicamente tão potente como a Scorpio.

Naturalmente que se tal alguma vez fosse verdade, a Scorpio nem sequer existiria, mas o certo é o Marketing de promessas fez o seu trabalho ao longo dos anos na publicidade da Xbox One, com uma consola vendida associada ao slogan “Cloud Powered”, e uma tecnologia milagrosa que melhorava as performances da consola para valores com os quais a concorrência nem sequer podia sonhar.

A promessa da Cloud como motor de impulsionamento das performances da Xbox One foi uma jogada de Marketing destinada a iludir os crentes, e uma promessa que sempre desmistificamos aqui como não sendo de aplicação fácil e imediata uma vez que, mesmo tendo pernas para andar no futuro, se trata de algo dependente de factores que fogem ao controlo de qualquer empresa, e algo pouco adequado à realidade da internet média do mundo atual.  É, como sempre referimos aqui na PCManias, algo que estava e ainda está, muito longe de poder ser algo implementado de forma maciça e/ou plenamente eficaz face às suas potêncialidades.

Recorde-se que o prometido nunca foram servidores, gravações de jogos, ou o sequer algum processamento online associado aos servidores como temos vindo a ver sempre que se fala da cloud. As promessas eram melhorias a nível gráfico, de computação, de IA sem paralelo, e de performance em mundos com características únicas e universos como nunca tinham sido criados. Mas tudo o que vimos mostrado até agora, no único jogo que parece usar a Cloud em algo próximo do prometido (Crackdown)… foi uma demonstração em ambiente controlado!

Aliás este tem sido um jogo do qual nem se tem falado, quem sabe por problemas em implementar o desejado fora ao ambiente controlado dos servidores de teste e no mundo real?
Mas o certo é que após uma apresentação mediática este é um jogo que parece ter caído no esquecimento, apesar da sua data de lançamento se manter prevista para 2017.

Infelizmente, mesmo que este jogo venha a cumprir com as expectativas, será o único, aplicará as melhorias apenas à componente multi jogador, e sairá 4 anos após o lançamento da consola, mesmo em cima do lançamento da Scorpio! E nessa fase estaremos longe de poder considerar a sua aplicação em apenas esse jogo como algo que caracterizou a Xbox One e justificasse verdadeiramente o seu slogan de “Cloud Powered”.

Mas o certo é que a Cloud e o seu elevado poder foi, durante muito tempo uma promessa repetida de forma constante de forma a não deixar as vendas da Xbox cair. E situações como o Drivatar, ou a IA de Titan Fall, situações que poderiam ser realizadas em qualquer servidor dedicado, eram anunciadas como parte das capacidades únicas da Cloud (Agora TitanFall II sai para a PS4, desmistificando essa situação).

A realidade é que com a Cloud a Xbox One era anunciada como super poderosa… Tão ou mais poderosa que a Scorpio!

Como?

Vejamos, a Scorpio será 4.5x mais potente que a One, mas a Microsoft tinha-nos prometido que com a Cloud a Xbox One seria 4x mais potente, apesar de referências dos programadores de Crackdown que referem terem obtido a performance de 13 consolas Xbox.

Mas mesmo ficando-nos pela estimativa inicial, 4x mais potente seria algo semelhante a 5.2 Tflops, algo muito próximo do que a Scorpio oferece. Mas na realidade sabemos que a Xbox não só não ofereceu nada disso, como tem mesmo dificuldade em manter os 1080p em muitos jogos. E essa promessa de potência, mesmo que venha a poder ser verificada total ou parcialmente em um jogo, não poderá nunca definir a consola.


xbox-one-cloud-powered

Mas e quanto à outra diferença face à Scorpio, os jogos a 4K? A futura consola com o nome de código Scorpio promete jogos a 4K! Mas e a Xbox One no seu lançamento?


Vejamos o que a empresa dizia em 2013, antes do lançamento da One, face aos 4K, e para isso vamos citar Larry Hryb da Microsoft, mais conhecido como Major Nelson, em entrevista dada um mês antes do lançamento da Xbox One sobre essa questão:

Ye! We are really excited about that too. I am sure your audience knows that 4K is the next big thing. Xbox One is a home entertainment system that is built for future. It supports 4K gaming and entertainment. In fact we are shipping an HDMI cable that is 4K rated. So when you get your HDMI cable out of the box it is 4K rated. We are looking forward to bringing 4K capabilities to our consumers in the future, but it depends on the developers.

Vou traduzir:

Sim… estamos realmente excitados com isso também. Tenho a certeza que a vossa audiência sabe que os 4K são a próxima grande coisa. A Xbox One é um sistema de entretenimento construído para o futuro. Suporta 4K gaming e entretenimento. Aliás estamos a fornecer um cabo HDMI que está qualificado para 4K. Daí que quando tirarem o cabo HDMI da caixa ele estará capaz de 4K. Estamos a olhar para o futuro para trazer capacidades 4K aos nossos consumidores no futuro, mas depende dos programadores.

Sabemos hoje que estas palavras deram em nada e que tudo o referido foi mais uma vez mero Marketing enganador destinado a vender consolas. O HDMI 1.4 da Xbox One apenas permite 30 fps a 4K e que a consola não é capaz de executar jogos de qualidade a 4K, infelizmente lutando habitualmente para atingir os 1080p.

Mas o certo é que não só a Xbox One não pode reescalar para 4K por estar limitada a 30 fps, como nem sequer os pode usar para entretenimento com streaming 4K, onde os 30 fps seriam suficientes, uma vez que a consola não está equipada com HDCP 2.2 (obrigatório para 4K) e não possui sequer hardware específico capaz de descodificar video 4K. A implementação da segunda situação por software não é impossível, mas os codecs necessários como o High Efficiency Video Coding (HEVC) utilizam os recursos CPU e GPU da consola de forma elevada, piorando-se a situação quando falamos do Context-adaptive binary arithmetic coding (CABAC) que nem sequer pode ser feito no GPU, pelo que, de acordo com relatos, a implementação software nas consolas estava limitada a 24 fps com um bitrate de 15 Mbps, ou seja mesmo à rasca para o requerido pelo Netflix para estas resoluções (15.6 Mbps). Mas apesar de tal poder funcionar, tal obrigava a um uso com consumos elevadíssimos e ao nível dos usados nos videojogos mais intensos. Por esse motivo, apesar de tal não ser impossível, a Xbox One, tal como a PS4, nunca foi colocada a suportar video 4K.

O certo é que a Microsoft, como criadora da consola sabia das suas reais limitações. Mas mesmo assim, conscientemente publicitava-a como uma máquina perfeitamente capaz para esta resolução.

Comparando com as palavras presentes no FAQ da Sony no lançamento da sua consola PS4, as situações são contrastantes, sendo que a marca nunca anunciou qualquer suporte aos 4K:

Support for high-resolution 4K output for still images and movie content is in consideration, but there are no further details to share at this time. PS4 does not currently support 4K output for games.

Traduzindo:

Suporte para um output de alta resolução 4K para imagens ficas e conteúdo de filmes está em consideração, mas não há mais detalhes para partilhar nesta altura. A PS4 não suporta atualmente output 4K para jogos.

Estas situações são já passado, mas face ao lançamento da Scorpio, são situações interessantes de serem relembradas. Porque afinal de contas a Scorpio não é mais do que aquilo que a Microsoft em 2013 dava a entender que a Xbox One já era!

Publicidade

Posts Relacionados

Readers Comments (118)

  1. Por falar nisso, por onde anda o poder da nuvem?

  2. Luciano S. Carvalho 9 de Outubro de 2016 @ 11:52

    Agora gostaria também de ver uma matéria parecida mostrando todas as promessas que a Sony fez em relação a PS4 que também não passaram de simples promessas.
    Só o fato de precisarem lançar um console no meio da geração já demonstra que prometeram coisas que também não foram cumpridas.

    • Pelo que lembro a promessa era o 1080p 60fps em todos os jogos, algo que conseguiu em alguns e outros não.

      • Quem prometeu 1080p 60 fps em todos os jogos?
        Tens consciência que estás a falar de algo que ninguem pode prometer, certo?

        • Luciano S. Carvalho 9 de Outubro de 2016 @ 13:45

          Concordo, ninguém pode mas a Sony o fez. Só isso já merecia um artigo a respeito.
          No final tudo se resume a promessas que não passaram disso e o resultado final é o mesmo, jogos aquém do prometido.

          • Cita aí a fonte por favor!
            E que não seja uma fonte diz que disse, mas que tenha referências a quem disse!

          • Errei em ter citado que a promessa era 1080p 60fps em todos os jogos sem ao menos ter pesquisado. Pesquisei agora no santo Google, definindo o intervalo de data entre 01/01/2013 e 31/12/2013, pois é o espaço em que saíram as promessas do PS4 e só achei uma matéria da Gamevício, sim o mesmo site que quando fala do Xbox a galera não aceita, mas vou colocar mesmo assim como fonte.

            Vamos as contas de algumas promessas a nível de hardware com intuito de vender mais unidade:
            Sony
            *Jogos 1080p 60fps(http://www.gamevicio.com/i/noticias/162/162531-sony-define-1080p-a-60fps-para-os-desenvolvedores-de-jogos-do-ps4/)

            Microsoft (tirando os 180° que ela fez até agora)
            *DX12
            *Cloud

            A nível de software nem precisa colocar link de vídeo, todas as 3 marcas de games prometem jogos para um ano e acabam adiando.

            Mas Mário faz aí um artigo com a Sony em relação aos 60fps.

          • Quando me arranjares um link em que Sony ou alguem da Sony diga isso, sim.
            Nesse link a frase do título não está reflectida no artigo onde tens um developer que ia criar um jogo a 60 fps a dizer que teve toda a ajuda da Sony para os obter. Nada mais! E posso pesquisar a noticia original se necessário.

          • Sabes porque
            é que erraste em citar os 1080p e 60 fps na PS4?

            Porque essa promessa nunca existiu oficialmente por parte da Sony! O que ocorreu é que certas pessoas ficaram mal dispostas quando uma certa consola começou a atingir 1080p nativos e uma outra consola se ficava pelos 900p em jogos. Então essas pessoas, que passaram quase uma década a basear a sua escolha no melhor aspeto gráfico mudaram logo o discurso de que os gráficos não importam, que as pessoas só querem saber do aspeto, e que não notam diferenças de resolução.

            Mas antes notavam e antes faziam questão de as gritar aos 4 ventos. Como são pessoas que não gostam de perder, começaram a distorcer a realidade e a colocar na boca da Sony a promessa dos 1080p e 60 fps. Essa promessa nunca existiu. Salvo a situação com Uncharted que como já foi discutido aqui e muito, não foi uma promessa oficial, foi uma declaração dada no inicio do desenvolvimento de que seria algo que esperavam poder atingir – da mesma forma que um atleta diz esperar ganhar a medalha de bronze.

            Basta dizer o seguinte – se esse artigo foi o melhor que conseguiste arranjar é melhor ficarmos por aqui. Isso para além de ser mais diz que disse, nem sequer tem declarações de nenhum representante da Sony.

        • Ainda nesta vídeo, vários foram lançados e teve sim alguns jogos adiados para 2017, mas não teve nenhum cancelamento pelo que eu saiba, e adiamentos temos também tanto pelo lado da Sony, Microsoft e Nintendo, então não acho uma promessa descumprida.

        • Se isso é o melhor que consegues arranjar, mas vale parar aqui. Queres mesmo comparar promessas sobre potência e serviços que nunca exisitiram mas que foram anunciados em conferencias, sobre jogos que foram adiados, mas que vão chegar? Por favor!

          • Luciano S. Carvalho 9 de Outubro de 2016 @ 18:31

            Chegar quando? Nem que levem sete anos ou mais para serem lançados.
            Uma pergunta: Ainda continua valendo quando somente saem para outra geração?

          • Sim. A não ser que nunca mais apareçam.

            Mas se queres a resposta a essa pergunta coloca no google: upcoming ps4 games e qualquer site te dá essas datas.

            Já agora onde estão Crackdown 3, Scalebound e Phantom Dust?

            A propósito dos jogos que demoram anos a chegarem…

          • Luciano S. Carvalho 9 de Outubro de 2016 @ 19:27

            Então seguindo o seu raciocínio, se lançarem daqui a mil anos ainda estará valendo.
            Quem viver verá!

        • Tenho de ver depois. Agora estou no telemovel.

        • Se tens lido os artigos da PCManias temos criticado os atrasos dos jogos da Sony e especialmente o facto de tal se estar a tornar um hábito!
          Daí que quanto a isso já está escrito!

      • Luciano S. Carvalho 9 de Outubro de 2016 @ 16:23

        Em meio a algumas que foram realizadas, mais promessas: http://games.tecmundo.com.br/noticias/promessas-verdades-ps4-ano-anuncio_772265.htm

        • Vamos falar somente das promessas do link:

          O poder da PlayStation Camera: Na minha opinião já deixará de ser promessa no próximo dia 13/10 com o lançamento do PSVR, de resto faz o mesmo que o kinect faz com interação do movimento com jogos/acionamento por voz.

          Comece de onde parou: Aperte o botão PS e coloque o PS4 p/ hibernar, ao religar o PS4 vc terá a tela do jogo no momento que você botou p/ hibernar.

          Demos instantâneas: Promessa
          O sistema conhece o jogador: promessa

          Vimos aí que diminuímos p/ 2 promessas sendo que a última embora interessante não a apoio, pois ao baixar automaticamente os jogos você não terá o controle sobre o espaço do armazenamento.

          Agora resumindo essas 2 promessas tem o impacto maior de vendas de unidades em relação ao prometer DX12 e Cloud que tornariam o One x vezes mais potente?

          Quais dessas promessas foram divulgadas quando o console já tinha sido lançado e o objetivo era melhorar as baixas vendas?

        • Para além do que o Livio disse, há algumas coisas esquisitas nesse artigo…

          Vamos começar com o perfil online do utilizador que identifica que jogos ele quer e os baixa antes mesmo de os comprar. Isto não só é ridículo, como é criminoso. Como te sentirias se a tua máquina comprasse por ti jogos que tu não lhe deste ordem para comprar? Neste momento a PSN dá uma lista de recomendações mas já dava isso antes, e já fazia isso antes. E ainda agora o continua a fazer. Mais do que isto, ir ao ponto que o artigo refere já é crime!

          Demos instantâneas com o Gaikai. Bem o Gaikai existe, e está implementado na consola, em certas regiões, mas sinceramente? Duvido que mesmo que viesse fosse ter sucesso. Muito diferente de uma consola 4x mais potente.

          Quanto muito este é a única promessa que se pode contar como não cumprida. E não será muito dificil cumpri-la mas pelo andar da carruagem acho que o serviço não vai para a frente.

        • Luciano… dou-te razão. Mas e essas promessas de funcionalidades software não aconteceram dos dois lados? Vale a pena andar a medir?
          O artigo em causa não pretende pegar com a Microsoft porque como se diz no início, essa Microsoft já não existe.
          Mas em 2013 existia. E o que lá está são citações directas da Microsoft. Promessas não de funcionalidades software que nunca foram implementadas pelo motivo A ou B, mas de performance e caracteristicas Hardware que a empresa sabia perfeitamente que não eram reais na altura, e não são reais hoje!

      • fui ver a fonte que vc postou abaixo.

        se ir na fonte da fonte, descobre que é um telefone sem fio, e a Sony apenas falava que um desenvolvedor de um jogo INDIE devia entregar 1080p 60fps APENAS no jogo INDIE dele.

        claro, se vc pensar um pouco, iria saber que se isso tivesse sido verdade, seria amplamente divulgado.

      • Luciano S. Carvalho 9 de Outubro de 2016 @ 18:26

        E agora a Sony diz que o importante é a história.
        Esqueçam os pixels.

    • Diz aí algo minimamente semelhante para se fazer o artigo.

      • Não tem.

        Essa noticia de ‘1080p 60fps em todos os jogos’ é pura mentira de fanboy da MS com fonte tosca.

        E indo na fonte da fonte vc descobre que é apenas a Sony pedindo para UM desenvolvedor INDIE fazer o seu jogo INDIE 1080p 60fps.

        • Exacto Bruno… A extrapolação para o genérico é algo que apenas esses websites citados usaram. E depois não há nenhuma afirmação de ninguem nesse sentido! O que se passou foi que a Sony tinha um desenvolvedor que estava a criar um jogo 1080p 60 fps e estava com problemas e a Sony ajudou no intuito de se atingir esse resultado. Mas isso foi, como dizes e bem, apenas esse jogo, e o resto é invenção desses websites de treta!

    • Luciano S. Carvalho 9 de Outubro de 2016 @ 14:53

      Essa é uma das promessas que a Sony fez e passou longe de cumprí-la: http://www.brasilgamer.com.br/articles/2014-05-11-sony-confirma-watch-dogs-vai-rodar0-1080p-e-60fps-no-ps4

      • O mais engraçado disso é que o jogo é de uma third party e não exclusivo, e como a Sony não tem o menor controle do que é feito por estúdio que não são seus, é mais fácil dizer que essa matéria foi uma errônea interpretação que alguém da mídia fez em.cima de um erro que houve na Psn. Não não foi promessa isso.

        • Luciano S. Carvalho 9 de Outubro de 2016 @ 17:22

          É assim mesmo, já esperava por isso.
          Quando acontece do lado da Sony tudo não passa de um tremendo engano, ninguém tem culpa de nada, tudo foi feito na maior ingenuidade sem nenhuma intenção.
          Se pegarmos esse caminho, então este artigo e toda essa discussão não fazem o menor sentido.
          Parabéns!

          • aceita que a Sony não engana e mente igual a MS.

            MS mente.

            Sony se engana.

            E como vai o ‘todos os lumias serão atualizados para Windows 10’ ?

            onde somente 50% dos celulares foram.

          • Aqui é que te enganas… Nesta geração a Sony tem estado melhor que a Microsoft, mas não é isenta a mentiras. E na geração passada elas existiram e foram bastantes!
            Não há santos e pecadores aqui!

          • Diz antes Ubisoft – porque a promessa foi do lado da Ubisoft e não foi cumprida. E sobre isso tiveste milhares de artigos sobre isso aqui.

        • Luciano S. Carvalho 9 de Outubro de 2016 @ 17:38

          E esse aqui também é de uma third party e não é um exclusivo:

          http://selecter.com.br/Uncharted-4/noticia/Uncharted-4-vai-rodar-em-1080p-e-60-FPS/

          Também foi uma interpretação errônea de alguém da mídia feita em cima de um erro na PSN.

          Se isso não foi uma promessa, então não sei de mais nada.

          • Eu nem vou dizer se concordo ou não! Até porque esse engano desfez-se pouco depois na E3 com o jogo a correr a 30 fps.
            Mas se estás a querer comparar isto com as mentiras do artigo… esquece! Estamos a milhas e milhas de distância!

        • Luciano S. Carvalho 9 de Outubro de 2016 @ 17:42

          E olha o que disseram alguns meses depois:

          http://www.ps3brasil.com/noticia.php?id=41392

          Não precisa dizer mais nada.

          • Fora de contexto… Falta lá muita coisa do que foi dito pelo meio!
            É o hábito desses websites. Cortam as frases…
            A pergunta e a resposta foram (sem o uso dos palavrões):
            P – Quão difícil é atingir os 60 fps em Uncharted 4?
            R – Muito difícil. Quero dizer, isso é verdade para qualquer jogo. Foi realmente difícil em The Last of us Remastered. E esse era um jogo no qual sabiamos qul o resultado final a obter e o aspecto que iria ter. Mas aqui estamos a puxar as barreiras visuais deste jogo, a a fazer as cutscenes em tempo real… E tentar fazer os 60 é muito difícil.

            Apesar de tudo, o que aqui está escrito é um bocado diferente do que está dito e citado no website que linkas. E onde de num artigo parece que a equipa está a dizer claramente que já nem sequer está a tentar, no outro explica com todo o detalhe porque motivo tal será difícil.

        • Sobre isso já tiveste artigos aqui e vários.

          Essa novela começou com trailer da E3 2014, que foi identificado de forma não oficial como a rodar em 1080p e 60 fps.

          Mas não houve resposta oficial da ND e tão pouco da Sony. Depois em entrevista esse senhor disse o seguinte:

          “Penso que é isso que queremos tentar alcançar com qualquer coisa que façamos para esta geração. Foi como uma obrigatoriedade quando criamos o motor para a PS4. Vamos ver se conseguimos fazer isto. Com The Last of Us: Remastered conseguimos, porque não continuar com este padrão?”

          Podes ver aqui a fonte:

          http://www.eurogamer.pt/articles/2014-07-21-naughty-dog-a-apontar-para-os-1080p-60fps-com-uncharted-4

          Chamo a atenção para esta parte:
          “Vamos ver se conseguimos fazer isto.”

      • Essa promessa não é da Sony pois o jogo não é da Sony. A Sony apenas publicou a informação dada pela Ubisoft.
        Isso foi uma publicidade errada e corrigida como o artigo demontra.

    • Karneiro ainda no costume de misturar as coisas, qual a relação de um console 100% online e um jogo 100% online?

      O sarro da Sony foi em relação ao hardware do One que necessitava estar conectado diariamente. Se um jogo lançado por uma third é 100% online qual a culpa da Sony/Microsoft por isso?

      Não mistures as coisas.

  3. Essa geração é realmente um fiasco. Falta de jogos, adiamentos, marketing mentiroso, consoles meio de geração… O jeito é aproveitar da melhor forma possível, e fazer uma limonada com tanto limão. Prometer cloud computing hoje, seria praticamente impossível pra nossa realidade, imagine em 2013…

  4. Luciano S. Carvalho 9 de Outubro de 2016 @ 12:05

    Tudo o que foi dito na matéria em relação as promessas feitas pela Microsoft infelizmente não passaram mesmo de promessas.
    Se pelo menos tivessem deixado de lado o Kinect e o custo do mesmo tivesse sido destinado ao console, quem sabe como teria sido o Xbox One.
    Mais como dito na matéria, isso tudo é história.

    • Aqui não há desculpas, a Xbox ONE estava destinada a ser o que é por dispersão da própria Microsoft.

      Algo que felizmente foi corrigido. Mas sim, poderia ter sido uma consola muito melhor e capaz de obliterar a concorrência.

      Infelizmente, não foi esse o caso. Mas a culpa não é da Sony, é da Microsoft.

  5. Concordo que a MS mentiu como a Sony tb fez com o ps2 e o ps3, mas penso que quanto ao Scorpio, não vejo promessas exageradas sobre, simplesmente que ele terá 6tflops, ou seja, prometem um hardware melhor, nada mais que isso! Mário, se puder, gostaria que visse isso: https://WWW.youtube.com/shared?ci=rrtYlg9eQyo Abraço pra todos!

    • PS2? Não me recorda de mentiras na era PS2. Ora cita aí uma!
      De resro a geração PS3/360 teve uma boa dose de mentiras (mas não tanto como esta), mas não foram só da Sony! Essa geração teve boa treta dos dois lados com ambas as empresas a darem a entender que as suas consolas eram mais potentes que a concorrente.

      • Ainda me lembro da Microsoft a referir-se aos SPUs do Cell como um conjunto de DSPs inúteis. E em 2012 ainda havia pessoal a acreditar nisso!

      • Mário, posso estar enganado, mas quem vendia está de “console mais potente” na geração passada, era a Sony! Além de vender isto, colocou o ps3 com um preço nas alturas. Com certeza o ps3 era o console mais sofisticado da geração passada, mas se a MS vendeu a idéia de seu console ser o mais poderoso, ela não errou, pois o xbox 360 destruiu o ps3 em quase todas as comparações de desempenho sobre o ps3, inclusive mostrada tantas vezes pelo Digital Foundry, mas sei que defenderá o grande processamento do ps3 quanto ao 360, porém quando digo melhor aparelho, refiro-me a provas reais de desempenho e não há números teóricos.

        • Só por uma questão de clareza, a consola da geração passada mais poderosa era a PS3. No entanto a mais fácil de se programar e de se tirar rendimento era a 360.
          Daí que na geração passada a potência não tenha valido de muito à Sony face à complexidade da consola. E esse deve ter sido um dos motivos pelos quais nesta geração seguiu o mesmo caminho da Microsoft.

      • Na época da transição do PS1 para PS2 eu acompanhava o cenário através das saudosas revistas(Ação Games e EGM) e não lembro dessa época de promessas para o PS2 que não foram realizadas.

        Posso até dar um palpite, foi o Network Adapter?

        • livio, foi algo referente ao poderio do ps2. Lembro-me de algo como, o processamento é tão poderoso que teria poder para levar um foguete ao espaço, algo assim… Mas, não me recordo msm o todo, porém o ps2 teve o segundo pior hardware da geração, sendo melhor do que o dreamcast e perdendo para o Cube e o xbox. Não quero tirar o mérito do console, pois a meu ver ele é o melhor de todos os tempos, com uma biblioteca ímpar de grandes jogos, sem falar as vendas absurdas. Ponho-o bem próximo do nes e super nes, mas entendo que ele ainda está acima e pelo andar das coisas, será dono absoluto do dono por muitos anos ainda.

          • do trono(corrigindo)rs

          • http://www.theverge.com/2015/1/15/7551365/playstation-cpu-powers-new-horizons-pluto-probe
            O que distinguia as duas primeiras Playstation eram os processadores vectoriais que mais nenhum hardware possuía e que lhes dava uma versatilidade de cálculo fantástica para a era.

          • @Edson: lembro sim desse boato do processador do PS2 e que o console foi até barrado de ser vendido em alguns países, mas isso faz aumentar as vendas?

            Sobre o processador fazer parte de um foguete eu não dúvido pq o processador do PS1 foi encorporado em um: http://www.tecmundo.com.br/nave-espacial/72711-satelite-usa-processador-playstation-1-chegar-plutao.htm

            Claro que o PS2 tem um hardware inferior, mas é injusto compará-lo com consoles que foram lançados depois(Cube e Xbox). Nessa geração foi diferente pois ambos concorrentes foram lançados com diferença de semanas.

            @Mario. Dei um palpite no Network Adapter(NA) porque não lembrava de alguma promessa não realizada, aí parti para os periféricos ao qual tenho pouca informação. Lembro que o SOCOM chegou a utilizar o NA. Atualmente meu PS2(SCPH-39001) é equipado com NA pois coloquei um HD interno nele.

          • Não Livio… a PS2 não tem hardware inferior. Desculpa corrigir as coisas, mas há que se ser exacto!
            A performance da PS2 era inferior aos das concorrentes. Já o seu hardware era muito mais avançado do que o usado pela concorrência!
            E assim sim, estás a dizer a verdade!
            Quanto ao network adapter tambem o comprei por causa do HDD!

          • A piada que vi no artigo do satélite que usa o processador do PS1:

            “A NASA até iria utilizar um processador da Sega, mas o satélite iria chegar somente até Saturno!!!”

            Esse lance de utilizar os processadores dos consoles PS em outros objetivos sempre saiu na mídia, não lembram das Universidades que compraram vários PS3 para aproveitar o processamento que o CELL oferecia?

            Ahh e tem coisas que os processadores do PS2 conseguem fazer que os do PS3/PS4 não conseguem. Lembro que o Kaz, produtor do Gran Turismo, já falou algo a respeito.

          • É porque nas respostas, por pressa, é comum colocar outra palavra no lugar e não perceber que ela vai ter um sentido diferente.

            Na minha resposta anterior considere o hardware como sendo potência. O mesmo vale quando comparei os 2 consoles dessa geração.

        • O que teve o Network adapter? Não me recorda de nada sobre ele!

    • 4K60fps já foi prometido, vamos ver.

      • Luciano S. Carvalho 9 de Outubro de 2016 @ 17:55

        Essa promessa a Sony já conseguiu cumprir com um joguinho de corrida, e olha que são 4K nativos, não é fake.

      • Essa promessa foi o Alberto Penello da Microsoft quem fez Luciano.

        • Até quando se vai enganar meu amigo.Mesmo que o scorpion em seu inicio de ciclo corra jogos a 4K nativo e 60 fps,com o passar do tempo mesmo com optmizações esta regra se quebra como todo hardware fixo.Ou seja jogos cada vez mais exigentes e hardware fixo.Não venha dizer daqui a 2 anos que a Mic não cumpriu seu papel,pois a cada ano mudam tecnologias rapidamente e o que hoje é top amanhã não o é.seja mais coerente com a realidade meu amigo,sei que você é sonysta,mas deixa seu orgulho de lado e reconheça que todo hardware tem seu tempo,e que logo não será possível aconpanhar a evolução assim como o PS4 pro que logo logo não correrá jogos sem ter seu CPU e GPU massacrados pelos níveis de detalhes num cenário.Ok a Sony pode vir daqui a 3 anos anunciar um PS5 com 4K nativos a 120 fps mas com o tempo isso não será comprido.mas não deixa de ser uma promessa,mas que foi comprida em alguns jogos,veja um Exemplo,esportistas que não conseguem quebrar seu record por seu corpo ter sentido o peso da idade.Tentam mas não conseguem.Abraço

  6. A Microsoft tem uma dívida com essa história da Cloud e eu quero esperar pelo Crackdown para ter certeza de que foram todas falsas.
    Por outro lado, a Sony tem as suas tecdemos mentirosas que existem desde o PS2 e nunca se concretizam. O caso emblemático dessa geração, foi fazer as pessoas acreditarem que o PS4 rodaria Uncharted 4 naquela qualidade e ainda em 1080p 60fps.
    Sem ambas pudessem fazer tudo que prometeram, ninguém precisaria de console de meio de geração.

    • Luciano S. Carvalho 9 de Outubro de 2016 @ 15:10

      Exatamente Fernando, esse é o ponto.

      • Enfim virou o sujo falando do mal lavado, a fim de lembrar algumas tretas da Sony e só lembrar de Killzone ll, que além de CG só saiu em 2009. Mas por mais treta que fosse depois tivemos Killzone lll, meu Deus ainda tinha suporte ao 3D, The Last Guardian ainda é uma bela cicatriz na kara da PlayStation. Em compensação a Microsoft está sem cabeça desde anunciaram o CloudPowered, era divertido ver que a nuvem seria a salvação da Xbox, isso era.

        • Mas aí é que tá, ninguém aqui vai tentar dizer que isso não houve ou foi dito, em contra partida já tem alguns aqui indignados com as promessas enganosas acima relatadas

    • Falando nisso, nunca mais ouvimos falar dele.
      Será que vai ser só mais uma tec demo?

    • Eu sei que é usado nos driveatar no forza.
      Eu acho muito legal.

      • O driveatar é muito bom. Mas não é algo que requeira obrigatoriamente uma Cloud.
        Mas essa nem é a questão! Porque o que a Microsoft prometeu não foi um Drivatar, foi auxilio à performance geral!

    • Ainda tens dúvidas? Crackdown só vai implementar isso no Multijogador – isso já vai contra a promessa inicial por isso, não, não vai cumprir.

      Uncharted 4, fora os 60 fps, que nunca foram uma promessa oficial mas um objetivo que o estúdio esperava poder atingir, está muito próximo do mostrado nesse trailer. Mas isso já foi mais que discutido. Mas queres falar de tech demos mentirosas? Que tal Quantum Break?

      Se as consolas de meio de geração servirem para o que dizes então não são consolas de meio da geração – são consolas da próxima geração.

      • Veja bem isso:

        https://abload.de/img/normalstagelightingg4ary.png

        Uncharted não ficou perto do que foi mostrado nos trailers, mas o fato dele ter uma direção de arte tão bem conseguida, ilude as pessoas que ficam admiradas com o que veem. Olhos treinados podem ver facilmente na comparação que a versão final sofre com a pobreza de materiais nas roupas, pele do personagem, iluminação e principalmente como os ativos reagem a iluminação.
        Não tem como negar que U4 é algo muito bem realizado, mas ele é uma promessa não cumprida que os fans precisam de qualquer forma afirmar que foi cumprido por orgulho.
        Ja sobre Crackdown, mesmo se a MS entregar a funcionalidade da Cloud só no multiplayer, ela terá sim cumprido o que prometeu. Afinal, o que nós queremos é a prova de que a tecnologia é possível e de que ela criou o console com a Cloud em mente. A não utilização no single player é uma escolha para não obrigarem os clientes à irem sempre online, aquela velha hipocrisia dessa geração de que existe cliente que tem um PS4 ou um One e que ficam offline. Todo mundo sabe que não tem, mas se a MS lança um jogo com online obrigatório, ela é uma opressora que quer impor sua política a todo custo…

        Agora sobre o Quantum Break, não entendi. A versão final é melhor do que a apresentação de 2013 e tem apenas alguns leves ajustes sobre a demos pré-lançamento, melhorando algumas coisas e piorando outras, mas de forma equilibrada sem afetar o resultado final. A mesma coisa ocorreu com Uncharted 4, e ocorre com todos os jogos. A fase de polimento e otimização do produto final é assim, otimização sempre significa cortar em uma coisa para dar um ajuste em outra.

        • Por partes:
          Para começar não sei o que um jogo tem a ver com hardware, mas falemos de Uncharted.
          O que foi mostrado inicialmente não foi uma promessa. Foi um trailer ingame que mostrava as capacidades do motor da Naughty Dog. O jogo não atingiu essa patamar, é certo!
          Podemos dizer que ficou uma promessa por cumprir? Face à cena do trailer talvez, mas também não a temos no jogo. De resto recomendava uma visualização das imagens neste artigo (http://www.pcmanias.com/uncharted-4-analise/), e que me referissem que outro jogo conseguiu sequer chegar perto deste nível.
          O que ali está é ingame e em tempo real.

          Quanto às promessas da Cloud não se podem comparar com as de um jogo.
          Um jogo é um jogo, mas a Cloud prometida aplicava-se à consola.
          Ela foi anunciada e vendida como uma consola Cloud Powered, sendo dadas entrevistas e feitas conferências a referir que a Cloud pode aumentar a performance da consola até 4x, que podemos ter grafismos e mundos como nunca foram vistos. Enfim, tudo com o intuito claro de fazer esquecer o menor poderio face à concorrência.
          E mesmo que Crackdown venha a demonstrar isso, o que eu seriamente questiono, não é um jogo que altera essa realidade. A consola nunca ganhou nada a nível de performances com a Cloud, e a Cloud nunca a tornou 4x mais potente. Ter um jogo nas vésperas do lançamento de uma nova consola que mostra parcialmente o prometido, e apenas no multijogador, mesmo que cumpra nessa parte, não muda a realidade que a consola não ganhou com a cloud e que as suas performances eram o que eram é não 4x superiores como se tentava dar a entender.
          Daí que não cumpriu com o que prometeu. Porque o prometido não foi um jogo que usa a Cloud, foi uma consola que usava a Cloud e que era até 4x mais potente com isso.

          • Uma pergunta amigo pois como não tenho PS4 e sim Xbox e estou contente com o que tenho a PSNOW hoje é uma realidade em massa ou apenas uma promessa não comprida.Já que estamos falando em ambiente cloud,pois como relatado a cloud powered da Microsoft foi testada realmente,mas també foi falado que com as tecnologias atuais seria um grande obstáculo colocar em ação nos lares dos jogadores em massa.

        • Essa comparação de Uncharted ta bem safada em @Fernando, a imagem do jogo ta toda degradada, bem manipulada esta imagem que vc postou fora que nem do console ela deve ser, talvez de vídeos de youtube, só quem jogou uncharted sabe que o que foi mostrado foi entregue. Sobre crackdown, se pra vc este unico jogo que ainda nem saiu e talvez seja até cancelado pois foi anunciado em 2013 e em 2017 vai fazer 4 anos de desenvolvimento já serve pra honrar a promessa pra mim que também tenho One não, esperava mesmo que meu One ficasse 4x mais forte quando conectado a net e que eu pudesse jogar jogos mais detalhados com isso, mas não, não foi assim.

        • Fernando te aconselho a jogar realmente Uncharted 4 em vez de pegar screens e vídeos pela internet a fora.

        • Sabes o que vejo? Uma cena diferente, com iluminação diferente. De resto o mesmo modelo, com os mesmos detalhes, e diferentes texturas, no coldre.

          Podes sempre olhar para a seguinte imagem:

          http://download.gamezone.com/uploads/image/data/1184760/Uncharted_4_-_E3_2015_screenshot_-_1.jpg

          ou esta:

          http://download.gamezone.com/uploads/image/data/1184763/Uncharted_4_-_E3_2015_screenshot_-_4.jpg

          E dizer-me que notas diferenças nas texturas.

          De resto tu mesmo já o referiste, LoD, nível de detalhe. Uncharted não está a esse nível na gameplay, mas sejamos sinceros – durante a gameplay não temos todo o hardware centrado no processamento da cara da personagens ou do tronco superior, do personagem e de todo os elementos ao seu redor.

          O trailer era in-engine, Fernando, não in-gameplay, esse veio no final do ano e houve melhorias significativas desde essa altura até agora.

          Um trailer in-engine é semelhante a uma techdemo – o explorar de uma tecnologia ao seu máximo.Mas numa cena controlada, com efeitos controlados, algo que no jogo, durante a gameplau não podes ter. mas todos os elementos desse trailer – as plantas, a àgua, tudo, tiveste na versão final.

          Sobre Quantum Break, só te digo isto compara bem as demos gameplay antes do jogo ser lançado e o que tiveste na versão final. Houve ou não houve promessas não cumpridas? Repara bem nas luzes das sirenes na primeira demo que tivemos, antes da cara da personagem ser mudada, e na versão final, isto sem falar na polémica da resolução.

          Isto não retira nada ao jogo, é lindíssimo e um bom título, mas mais uma vez se vê que techdemos mentirosas a Microsoft também faz.

          • Eu aqui só discordo do termo mentirosas e da liberdade como atualmente tudo e todos chamam os outros de mentirosos.
            Na programação as coisas não são fáceis de quantificar. Tu crias as geometrias, as personagens e inseres no motor. E ele porta-se bem!
            Daí que crias expectativas. Vais acrescentando e ele continua a responder. E vais criando e tendo boas respostas o que te leva a esperar certos resultados finais.
            Mas de repente abres o mundo. Precisas de stream e ficas limitado pelo débito do disco. Mesmo com o resto a debitar bem, estás limitado no conteúdo.
            Abres a câmara e tens outro problema. A liberdade cria angulos onde os fps caem abruptamente. E tens de cortar na resolução.
            Acrescentas luzes para criar uma boa cena e as performances caem.
            Enfim, a criação de um universo é um processo dinâmico, com o hardware a responder de forma diferente a cada coisa que lhe introduzes. Hoje tens tudo para atingir 1080p 60 fps, mas porque certas partes não responderam como esperado acabas com 900p 30 fps.
            Isso não é mentir. Quando muito podes dizer que as palavras criaram uma expectativa não cumprida. Mas a realidade é que quando se fala em uma resolução ou fps fala-se em alvos a atingir perante a realidade na altura do desenvolvimento. E essa realidade pode mudar.
            Não perceber isto é não se ter a mínima noção de programação.
            Posso-te dizer que num projecto para a universidade para uma cadeira onde lidavamos com matrizes de transformação fiz um uma vez um sistema solar animado.
            Coloquei o sol, os planetas, os asteroides, e tudo corria às mil maravilhas com a vista de topo de trabalho.
            Quando libertei a câmara… OMG. Foi o caos!
            Ali o problema era a linguagem usada ser de alto nível, e o facto de não estar a fazer chamadas directas a nenhum API gráfico. O objectivo era apenas lidar com as matrizes e desenhar os objectos no ecrã pela ordem de visibilidade de acordo com a câmara.
            Nada demais. Apenas programação bastante básica onde o que estava em causa era apenas a matemática da cena, sem culling ou qualquer refinação.
            A solução que encontrei para apresentar aquilo foi entregar o código, mas demonstrar o software já compilado (onde ganhei imensa performance e me apercebi que tinha de colocar limitadores pois os ganhos foram tantos com a compilação que as velocidades de rotação e translação estavam todas alteradas).
            Eu não sou programador, mas já programei e fiz inclusive software comercial numa empresa que possuí até 2005. A minha experiência nesse campo é reduzida mas permite-me ter conhecimentos e experiência para perceber que as coisas são dinâmicas e que estas coisas são apenas promessas baseadas na atual fase de desenvolvimento e no que nessa altura se está a obter como resposta do hardware.

  7. Comenta aí as promessas do PS4.

    É muito fácil dizer.

    Faz como fiz acima, coloca o link.

    Legal saber que ser cientista da computação ou engenheiro da área é considerado fanboy doentio.

    Logo aqueles que estudam arquitetura de software e hardware, programação, microcontroladores…. não estão aptos a falar e estudar sobre o assunto?

    Pois vamos lá, vamos dar atenção a quem realmente entende do assunto, fala aí dos seus conhecimentos.

    Sou o tipo de pessoa que não gosto de colocar o nível acadêmico como modo de minimizar as pessoas, mas quando vejo uma resposta dessas vinda de uma pessoa com o histórico de responder sem antes pesquisar não consigo segurar e tento colocar a pessoa no lugar.

    • O que lhe disse que nem precisa ser desenvolvedor para saber como o aparelho funciona. Uma fábrica de software não é só composta por programadores e sim por arquitetos/engenheiros de software, de hardware.

      Não é só porque a pessoa não trabalha em um estúdio de jogos que não saiba como as coisas funcionam, há livros disponíveis e documentações dispostas na internet. Não trabalhar em um estúdio não é empecilho para que você, eu ou outra pessoa no planeta entenda sobre o assunto.

      Sua relação sobre a pessoa desenvolver um jogo AAA não tem sentido. As produtoras recebem o mesmo kit de desenvolvimento e a mesma documentação. Você não viu que um jogo indie conseguiu colocar um jogo 4K nativos no PS4 pro?

      • Com estudo da tecnologia pode sim, ou você não sabe que existem pessoas que desenvolvem jogos para Dreamcast, SNES? Dá uma visita no site da AssemblerGames, lá temuma galera que consegue pegar os kits de desenvolvimento e trabalhar em cima deles.

        Agora se você não se interessa e não tem vontade de fazer algo então não deixe a sua inveja atrapalhar os que querem conhecer novas tecnologias e métodos de programação.

  8. Cara, na boa. Acho que você falou um moi de besteira. Revejas seus argumentos e seja adulto para manter um diálogo saudável.

  9. O artigo é bem interessante e é pautado em de fatos e verdades concretas, vi que alguns aqui ficaram com raiva com o que foi dito e até acusações e difamações começaram a ser feitas, acho eu incrível como um ser humano vem agredir o outro por tão pouco, mas pior ainda é aquele que não quer ver as verdades e ainda assim ataca os outros, esses sim são os doentes, o user @Karneiro já havia sido banido e teve sua segunda chance, pelo jeito não aproveitou continua com suas asneiras e inverdades e seu modo unilateral de enchergar as coisas, lamentável o que ele disse do Op.

    • Não deves ter estado aqui quando a Pro foi anunciada.

      Aliás, muito provavelmente não estavas em lado nenhum quando em 2013 tudo isto foi dito pela própria Microsoft em várias conferências uma das quais teve direito a “demonstração”.

  10. Sobre o artigo, realmente a Microsoft se enrolou nesta geração, muitas inverdades foram ditas, dentre elas as principais foram, Kinect é inseparável, Power of Cloud, Xbox One Até 4X mais poderosos conectado a net, DirectX12 até 20% mais poder, ex-clusivos, enfim estas foram as principais mas tem outras mentiras, já agora umas das declarações de Alberto Penello é de que o One vai fazer 4k Nativo+60fds, vamos aguardar pra ver a veracidade disso.

  11. Ia postar essa materia em um forum, com os links das fontes.

    mas como vc bloqueou tudo, nem desativando o java eu consigo copiar trechos, não vou linkar e vc fica sem os cliques.

    • Os artigos da PCManias são da PCManias. E nesse aspecto faz-se tudo para que fiquem aqui!
      Quanto aos cliques não estou interessado neles, e nunca estive! A página destina-se a informar quem quer ser informado. Os restantes tem muitos sites para visitar!

      • Esse é o motivo pelo site ser ótimo e eu visita-lo todo dia, foco em informação de qualidade e não apenas na audiência comercial da esmagadora maioria dos sites. Só tenho uma pergunta Mário, porquê não consigo visualizar comentários em artigos mais antigos? Não deve ser a falta dos mesmos. Neles aprendemos muito e tiramos muitas dúvidas, são extremamente valiosos pra um melhor entendimento. Abraço a todos.

        • Viva Carlos
          A PCManias é alojada num servidor com recursos limitados. E nesse sentido tenho de zelar para que ela não cresça descontroladamente. Nesse sentido os comentários com mais do que um ano são apagados.
          Sim, é pena, mas mesmo artigos não exclusivos com mais de 4 anos são apagados. É a única forma de manter a página a custos aceitáveis.

  12. @Karneiro Mais uma vez, confundes “Sony” com o “público em geral e imprensa especializada”.

    Mas não te preocupes, não és o único

    Há um fenómeno bastante engraçado, que acontece com muita gente que aqui comenta que é o seguinte: quando a MS faz asneira a culpa é da Sony. Quando as pessoas criticam a asneira que a MS cometeu, estão a defender a Sony, ou pior, são um bando de robôs sujeitos a lavagem cerebral devido ao marketing enganoso da Sony, que não sabem o que dizem.

    Claro que neste caso o marketing enganoso veio da Microsoft e a asneira também, mas enfima a culpa é da Sony e está tudo dito!

  13. Queres explicar? Porque podes ir para o outroladoqualquetlandia com um piscar de olhos.

  14. Luciano e sua epopéia em busca de mentiras da Sony. Deve haver amigo pois estas empresas só visam lucro e crescimento, e não pense vc que a empresa que vc curte está isenta disso, não se morda por isso.

    • Deve haver??? Nesta geração não vi muitas, mas olha na antiga!
      “Estamos contentes por anunciar que a PlayStation 3 terá retro compatibilidade” — Antigo Chairman da Sony Computer Entertainment, Ken Kutaragi.
      Não foi bem uma mentira pois as primeiras tinham… mas como foram só as primeiras acabou por ser uma burla a longo prazo!
      “Isto é gameplay real que estamos a ver.” – Jack Tretton vice presidente SCEA
      Sobre os videos CGI da PS3 apresentados
      “A PlayStation 3 terá duas saidas HDMI, standard Wi-Fi, e suporte para 7 controladores. — Ken Kutaragi na E3 2015 da Sony
      Onde estão os dois HDMIs e jogos que suportem mais que 2 controladores?
      “A PS3 pode correr jogos a 120 frames por segundo, fazer stream de 6 canais HD, e descodificar até 1000 Thumbnails media simultâneamente” – Ken Kutaragi e Phil Harrison na apresentação da PS3
      Teoricamente verdade. Mas terias de ser com jogos de treta! O resto mesmo que seja verdade, só com um ecrã não interessa mais do que um, e quanto aos thumbnails de video… mas o que é que isso interessa?
      Isto apenas como exemplos! Até porque também poderia dar alguns da Microsoft desta época!

      • Mas é isso que eu estou falando, eu sei disso é isso não me deixa aborrecido a ponto de não aceitar estas verdades, diferente de alguns aqui que passaram o domingo todo pesquisando algo pra atacar a rival da empresa amada ou mesmo aqueles que até colocam a idoneidade dos outros por como disse acima, empresas que no fim só pensam em.lucros e crescimento, eles lá estão se importando com os fanboys, só querem que estes se.ceguem e continuem a usar seus produtos.

  15. • MS Mentiu
    • Sony enganou
    • E o consumidor se prejudicou novamente
    Promessas e Mentiras porem enfatizar uma única empresa é algo a se pensar.
    Pro e S sei la o que estar por vir porem quero realidades e bons jogos preferencia pessoais cada um tem a sua e decide qual é a melhor.
    Assunto já esta mais que batido MS esta ai a dar risada com seus valores e Sony esta a tentar se manter na liderança.

    • Sem querer usar o nome Sony ou Microsoft, porque como sempre tenho dito, empresas são empresas e não há heróis e nem bandidos, há diferenças entre enganar e mentir…
      A questão é que enganar é algo que pode ser feito propositadamente, ou não! Já a mentira é algo consciente. Algo que se sabe que não corresponde à verdade e mesmo assim se diz!
      É o caso destas situações citadas neste artigo. A Microsoft sabia que os 4K não poderiam ser uma realidade, mas anunciou o seu suporte. E quanto á Cloud, sabia também da impraticabilidade da mesma a curto prazo, em larga escala, e com condições satisfatórias. E mesmo assim anunciou uma consola com o slogan de Cloud Powered para que a colagem a esses ganhos da Cloud existisse!
      Mas não te admires com isso. Basta recuar uma geração e vês a mesma treta igualmente na boca da Sony!

      • Mario
        Se leva ao pé da letra o que as duas fazem e com alguma ajuda jurídica poderíamos entrar com anuncio de propaganda enganosa e aredito que as duas se encaixaria muito bem nisso.
        O que fico claro com minha opinião é que discussões assim sobre quem mente mais ou engana mais é valida porem tanto que se aponte para as duas pois acaba transparecendo algo somente de uma empresa e convenhamos não é fato.

        • Não entro sequer por aí! Porque não é por uma enganar duas vezes e a outra uma que uma é melhor que a outra.
          A partir do momento que ambas mentiram então estão no mesmo saco!
          Nesse aspecto nunca me ouviste dizer o contrário. E aliás comecei o comentário anterior com uma frase que dava a entender isso mesmo.

          • Claro perfeito apenas o titulo do Tema da “Entender apenas uma coisa” porem de resto com a sua resposta o que esta dizer que as duas estao no mesmo patamar. Eu como leitora achei algo direcionado apenas para uma e nao achei valido somente por este ponto. Porem cada um analisa um texto e entende seu contexto. Para mim como disse esta claro sem mais.

          • Janaina… Nem preciso de ser eu a dizer. Seria muito desonesto, da parte de seja de quem for, dizer que a empresa A é melhor ou pior que a B no que toca a situações menos claras. Porque o que todos sabemos é que as empresas são todas iguais e todas mentem e manipulam conforme lhes é conveniente.
            A única coisa que temos, muito honestamente, de ter presente é que essa manipulação é sempre superior por parte da empresa que está por baixo. Nesta geração foi a Microsoft e na passada foi a Sony. E daí que se formos a ver tretas impingidas aos clientes, ambas, na devida altura fizeram o mesmo.
            Daí que só quem tem memória curta ou selectiva se esquece disso!

  16. Mario
    Uma correção superior da parte de quem quer que seja pois esta correto em dizer isso da MS porem estas ditas promessas foram feitas no anuncio do console em 2013.
    Então esta afirmação não se encaixa muito bem para esta conotação, mais enfim não estou aqui a defender ou rebater o seu artigo, porem como leitora tenho que discordar em base na minha intepretação e de3 alguns colegas que o artigo ressalta falhas e bem claras da empresa A e e não engloba as demais que fazem igual. Ai que entre em contradição dizer que na geração passada a fulana fez igual.
    Pois bem seria interessante colocar o mesmo artigo e falhas semelhante da mesma para todos terem a mesma base de “Mentiras e Enganações “ desta empresas.
    Mesmo peso e mesma medida.

    • Luciano S. Carvalho 10 de Outubro de 2016 @ 21:18

      Perfeito, sem mais.

    • Na atual geração não há peso que possa colocar na balança que a iguale. A Microsoft de 2013 bateu todos os recordes, e tu sabes disso.
      Felizmente para todos, essa Microsoft já não existe e Phil Spencer inverteu todo o rumo e cenários criados por essa empresa. Por exemplo, sobre a treta da Cloud, Phil Spencer veio referir que afina! A Cloud não seria exactamente assim, mas sim servidores dedicados, desfazendo o engano.
      http://www.pcmanias.com/cloud-afinal-sao-servidores-dedicados-e-isso-explica-tanta-coisa/
      Mas em 2013 e até Phil (e mesmo depois pois a imagem perdurou) a Xbox era vendida na ilusão de performances adicionais da Cloud.

      • Realmente foi um ocorrido estas falas da Mic quando Matrick éra seu presidente.Mas temos que admitir que com Phil as coisas mudaram muito de curso e com os jogadores dizendo a Mic que NÃO.Mas temos a Sony que também mentiu sobre performances,alguns aqui disseram sobre QB mas não falaram de KZ,uso de técnicas parecidas para disfarçar as limitações do hardware.Mas vamos fazer o seguinte quem tem PS4 jogue U4 e quem tem Xbox Jogue GW4,FHZ3 e vamos a diversão galera.Os dois consoles são muito bons independente de potência e quem tem WIIU também tem um excelente console para se divertir.

      • Mario
        Acredito que ai que entra um ponto muito importante e que vale você ressaltar que esta é a sua opinião sobre o peso da MS não se igualar com as demais.
        Não quero entrar no embate de reatividade ou nada, porem como me referi acima da mesma forma que faz um artigo faz expor tais realidades de um console X deveria sim fazer o mesmo com as demais marcas indecentemente de gerações . Peso para muitos é algo relativo a mesma mentiu em muitos aspectos porem compensou em outros, que isto não se justifique claro que não.
        Enfim apenas esta expressada minha opinião sobre o artigo espero que seja feita analises de todo mundo que envolve este meio de vídeo jogos.

  17. Mario

    Vale você ressaltar um ponto muito importante sobre sua resposta sobre o peso da MS referente a balança, isto reflete a sua”opinião” e não de grande maioria.
    Não estou aqui para debater ou entrar num embate de reatividade, porem como cito acima seria muito interessante você fazer um artigo da mesma proporção das demais marcas independente de gerações.
    Pois muito que esta escrito no seu artigo reflete a realidade do que se ocorreu no lançamento sim do console em 2013 e a mesma assim como as demias compensaram com outros pontos, mais não afasta sim as promessas não cumpridas do que a consola havia prometido.
    Enfim como disse como leitora espero que artigos como este seja refletido como um todo e não como uma fatia pequena como esta a mostrar, e fique claro que não estou a discutir” Ditas verdade” pois o artigo esta bom porem a realidade é muito diferente do que se aponta para um único console.

    • Opinião??
      Não Janaina… não é uma opinião.
      Ora nega lá isto:
      -A Xbox One foi vendida como Cloud Powered e foram feitas várias conferências a demonstrar o poder da Cloud, onde se prometia melhorias de performance e gráficas de forma a criar a colagem dessa performance à consola.
      -A apresentação da Xbox One teve 40 minutos de TV e 20 minutos de jogos. Mas estávamos a falar de uma consola de jogos! No entanto, apesar de promessas de serviços em todo o mundo e de gravação de programas como funcionalidades base da consola, nada disso existiu.
      -A Xbox One foi anunciada oficialmente como suportando 4K.
      -A Xbox One foi anunciada como requerendo obrigatóriamente ligação à internet. Foi igualmente dito que tal não poderia ser retirado facilmente pois isso implicava alterar radicalmente a consola. A recomendação para quem não tivesse internet era comprar uma 360.
      -A Xbox One foi vendida mais fraca e mais cara 100 euros devido a um Kinect que era vendido como parte integrante da consola. A Xbox é o Kinect e o Kinect é a Xbox. O kinect foi depois retirado e relegado para um lugar de esquecimento, sem suporte digno desse nome.
      -Foi preciso despedimentos no interior da Xbox para alterar a realidade da consola e a sua imagem junto do público em geral.
      E tu tens coragem de me dizer que é minha opinião???
      Ora diz lá atitudes destas que a Sony tenha tido. Todas estas atitudes levaram as pessoas ao engano na compra de consolas e perduraram durante muito tempo, em alguns casos anos! Diz-me uma só igual relativa às vendas da consola PS4 da Sony!
      A questão é que há pessoas é que, por preferências que eu não entendo, preferem fechar os olhos à realidade! E isso ficou bem claro com pessoas como o MisterXmedia e seguidores que alegavam situações como duplo GPU, e onde mesmo após Albert Penello ter desmentido esse rumor, as pessoas continuavam a acreditar dizendo que ele não tinha sido totalmente conclusivo nas suas palavras. O mesmo com o DirectX 12 onde mesmo após Phil Spencer ter vindo dizer que não ia alterar radicalmente o panorama da Xbox, os rumores de super performance continuavam a circular.
      Eu tenho uma página cheia de artigos sobre tudo isso… o passado não se me varreu da memória por conveniência. Nem o desta geração, nem o da geração passada!
      Eu sou capaz de criticar quem há que criticar. Porque me é irrelevante a marca que está envolvida! Eu compro máquinas de jogos e jogos, não compro marcas!
      Por exemplo, sou fan dos Smartphones Samsung porque os considero os melhores, mas já tive telefones da Apple e de outras marcas. Porque para mim o que conta é a qualidade do telefone e não a marca. Mas dada qualidade so Note 7 pretendia um! No entanto ainda hoje escrevi a realidade sobre eles. Porque a realidade é a realidade e não vale a pena atirar areia para os olhos. A empresa queimou a sua imagem imaculada e agora terá de lutar para a recuperar.
      Por muito fan que seja, não sou cego ao ponto de ignorar a realidade. Aliás a maior parte do mercado tambem não o foi e as vendas da Xbox só descolaram com as mudanças de Phil Spencer!
      Daí que não me venhas com “opinião” quando estamos perante factos claros. A não ser que queiras definir-te como fanboy daqueles que fecham os olhos porque lhes convêm. Esta geração foi marcada por atitudes da Microsoft de uma forma totalmente desequilibradora da balança, e isso é um facto que vemos nas vendas.

      De resto o artigo não aponta para consola nenhuma das que actualmente se vendem! O artigo apenas faz um apanhado de frases da Microsoft que mostram que em 2013 a Xbox One era vendida como tendo capacidades em tudo semelhantes às que terá a Scorpio! Não é algo destinado à realidade de mercado de qualquer consola atual mas sim a relembrar uma realidade que existiu em 2013 e que já nem sequer se aplica (algo que o artigo refere logo no início ao dizer que essa Microsoft já não existe). Actualmente quem compra uma Xbox One sabe bem o que a consola é, e poucos ainda a a compram ao engano, sendo que os que o fazem são levados por frases e conversas de amigos, mas não da actual Microsoft que agora é totalmente transparente!

  18. Mario

    Vamos lá acho que estar entender equivocadamente a minha reposta .
    • As repostas minhas citadas acima estão claras as praticas que a empresa prometeu e não pro cumpriu não sei aonde puxou que estou nega la sendo que esta claro em minhas repostas.
    • Quando cito sua “opinião “ não se trata dos fatos declarados” a qual cita pois artigos tanto do PC mania quanto de outros sites já falaram sobre algo parecido, falo sobre o fato de você afirmar que nesta geração este tais fatos tenderem a balança para o lado da empresa X, isso sim estou a questionar pois tirando todas estas praticas que “REALMENTE SÃO FATOS”se tende ou não para algo negativo isso e relativo e sim é uma opinião pessoal de cada um e não se pode Afirmar que seja algo de uma expressa maioria.
    • Volto a afirmar não estamos a ter aquele momento Quem esta correto pois fatos estão ai e não discordei nas minhas repostas, apenas volto a pedir como leitora uma analise de todas as marcas sobre o mesmo peso e artigo que escreveu sobre esta marca apenas isso. Sem mais.

    • Luciano S. Carvalho 12 de Outubro de 2016 @ 4:02

      Janaína, na boa, se eu fosse você desistia, não adianta tentar argumentar.
      Tanto você como eu e outros aqui, em momento algum dissemos que essas falsas promessas da Microsoft não ocorreram, em pelo menos um comentário deixamos isso bem claro.
      Sabe qual foi o nosso erro, falar que a Sony também fez o mesmo, seja em maior ou menor grau; pelo menos para mim, quem engana, mente ou rouba com pouco é enganador, mentiroso e ladrão do mesmo jeito, o ato é o mesmo.
      Mas o nosso maior erro foi ter falado ou pelo menos ter insinuado algo a favor do Xbox, somente isso já bastou para sermos condenados e até mesmo taxados de fanboys, qualquer coisa que escrevêssemos depois disso seria inútil.
      Mario, antes que diga alguma coisa, pelo menos essa última parte do comentário não me refiro a você, podemos até discordar em certos assuntos, mas nunca vi você acusando alguém de ser fanboy.

      • Todos sabemos que promessas todas as marcas fazem e partes dela não são cumpridas e todos falaram isso.

        Mas se o que foi debatido foram promessas que colocaram em um console que tinham o objetivo de dizer que ele seria mais poderoso com o decorrer do tempo (DX12, Cloud) e assim vendê-lo com essa promessa, o mesmo não foi colocado na concorrente.

        Você Luciano se propôs a caçar promessas no PS4 mas o que achou foram jogos adiados e características a nível de software que não alteram a potência do aparelho, aliás o PS4 nem foi vendido com a ajuda daquelas 2 promessas que não se realizaram(jogar uma demo via Gaikai e baixar um jogo automaticamente antes de vc comprá-lo só por causa do seu perfil).

        Lembro de um comentário aqui mesmo no PC Manias, onde um usuário que tem o Xbox como plataforma principal(e creio que única) reclamou que muitos defendiam a Sony mesmo sabendo que ela cometeu erros no passado e a resposta foi simples: “Muitos respondem aqui porque vêem que o que se fala da outra plataforma em parte não é verídico e então a reação é rebater a opinião”. Isso foi devido o leitor dizer que a troca do HD interno (PS) leva a perder a garantia do aparelho.

        Pelo que lembro o PS4 foi vendido como sendo o mais potente, essa mensagem está errada? Já o Xbox por um bom tempo se sustentou na cloud.

Os comentarios estao fechados.