Uma explicação para o facto de se conseguir melhores velocidades e performances com o sistema de frequências variáveis, do que com frequências fixas

5 5 votes
Avalie o nosso artigo

A explicação é dada por um utilizador do Neogaf, e apesar de totalmente coerente, faltam-nos dados palpáveis que nos permitam confirmar que a situação seja efectivamente 100% assim. Mas seja como for, deixamos aqui a informação!

Uma explicação dada por um utilizador do Neogaf vem explicar o motivo pelo qual as frequências variáveis conseguem melhores velocidades no GPU e melhores performances.

Tudo o que se segue deste parágrafo para a frente é baseado na explicação desse utilizador, e apesar que concordamos com ela, e nos parece completamente lógica, pelo facto de a explicação não ser oficial, teremos de dizer que ela é da total e exclusiva responsabilidade do seu autor. Note-se porém que não vamos usar textualmente as suas frases tentado explicar a situação por palavras nossas. A explicação original essa pode ser vista aqui.


Qualquer sistema informático funciona à base de consumos de energia. E esses consumos são variáveis.

Nesse sentido uma fonte tem uma capacidade de fornecimento de energia máxima, mas tenta trabalhar no máximo com 80% dessa performance, pois é até aos 80% que ela consegue garantir melhor funcionamento. Nesse sentido, temos uma margem de 20% a que o autor chama de espaço de eficiência (Efficienccy gap), que idealmente não é usado.



Dentro dessa Efficiency Gap, temos uma zona que é a margem de segurança para o futuro (Future Proofing), ou seja uma margem que não é destinada a ser usada, mas que exste para garantir que os jogos quando passam por qualquer motivo o consumo máximo que deveriam ter, podem ainda operar.

Ora num funcionamento normal de um sistema, a coisa deveria então funcionar como vemos no gráfico de baixo:

Basicamente as partes de cima estão já explicadas. Falta explicar o resto do gráfico.
E a azul temos o consumo do GPU conforme as cenas que está a processar, obtendo ora consumos mais baixos, ora consumos mais altos.
As zonas marcadas a amarelo são as zonas com maiores consumos, e para a maior parte das pessoas, seria de se acreditar que estas são as zonas onde o GPU está a mostrar as cenas mais complexas. Mas na realidade nem sempre isso é o caso.
A complexidade de cenas bastante impressionantes é de tal forma que os cálculos realizados pelo GPU se atrasam uns aos outros. E apesar de podermos precisar que todos os transístores do GPU sejam usados, eles atrasam-se uns aos outros pela concorrência dos dados que circulam. Por norma essas cenas mais complexas notam-se com um gráfico como o que está assinalado na parte a rosa, onde basicamente há picos altos, mas acima de tudo, há poucas quedas no consumo.
E então que cenas é que nos levam aos picos a amarelo?
Bem, els acontecem quando o cálculo é complexo o suficiente para se espalhar por todo o GPU, mas não ao ponto de causar atrasos no processamento, permitindo que os fps sejam calculados livremente e subam para valores bastante acima dos necessários, ou quando os processos em fundo repetem ciclos repetidamente sem qualquer efeito significativo.
E estes são casos, onde o trabalho que efectivamente é necessário realizar-se, pode ser feito, com um consumo menor de energia, mas dado que os relógios são fixos, basicamente os fps disparam por ali acima, aumentando os consumos.

A aproximação da Sony passa por analisar e detectar estes picos anormais de actividade, e quando a utilização explode, de forma preventiva, reduz as velocidades de relógio. E faz isso para uns valores que permitem que o trabalho que é necessário ser feito continue a ser feito, o que permite que não haja qualquer quebra na qualidade oferecido ao jogador. Por exemplo, num jogo 60 fps, se a cena subir aos 80 fps, a PS5 apenas calcula os 60 necessários reduzindo a velocidade para esse efeito. (E isto bate certo com aquilo que já tínhamos dito nós mesmos aqui na PCManias).

A diferença é que basicamente o GPU deixa de estar esforçado sem qualquer vantagem visível para o utilizador. E o gráfico de consumos, fica então como de seguida:

Ora isto é muito interessante na questão da redução dos consumos e aquecimentos. Mas a questão é há aqui uma situação nova.  É que agora temos uma folga muito maior entre o valor de consumos que podemos usar, e os que efectivamente estamos a usar.
E o que é que isto permite? Basicamente aquilo que explica o motivo pelo qual o Mark Cerny referia que com relógios fixos não conseguiam passar dos 2 Ghz, mas com os variáveis podem ir aos 2,23 Ghz. Permite subir as velocidades de relógio!

E podemos subi-las ao mesmo tempo que melhoramos as performances globais, aumentando consumos gerais e fps até que os picos voltem a bater nos pontos onde estavam antes.

Ora ao aumentarmos a velocidade, melhoramos as performances e fizemos com que as cenas mais pesadas usem melhor os recursos da consola, que antes estavam sub-aproveitados. E com menor variação de consumos é mais fácil prever e desenhar uma solução de arrefecimento que seja eficaz e se mantenha silenciosa durante mais tempo. Para além do mais, picos de consumo apenas terão como consequência cortes na cena que os consome, e na fase de concepção o receio de se poder ultrapassar esses picos diminui pois tal apenas tem como consequências cortes na cena em questão, ao passo que numa solução de relógios fixos garantir que não se passam picos é mais problemático e resolver a situação pode colocar em causa a eficiência de todo o processamento, pois em vez de subirmos o gráfico como aqui se viu, ele pode ter de ser descido, reduzindo um pouco a tudo.



Eis uma versão animada do que acontece com a análise de energias da PS5.

——-
Como referido, concordamos com o que aqui está escrito, e é exactamente assim que vemos a coisa. No entanto, não sendo esta uma explicação oficial resolvemos não fazer das palavras deste senhor, as nossas palavras. Mas mesmo assim achamos relevante deixar aqui a explicação.


5 5 votes
Avalie o nosso artigo
67 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Rui
Rui
1 mês atrás

Melhor pros consumos acredito, melhor para ocasionalmente subir mais a frequência também acredito, mas também vai descer e prejudicar a performance.
Este sistema variável tem mais vantagens do que desvantagens mas tem desvantagens.
A maior vantagem é nos consumos, até porque julgo eu esta tecnologia smartshift é mais vocacionada para o mobile.
Nao era suposto existir um evento em agosto da xbox? ele existiu e eu não soube, já nem sei a quantas ando 😅

Mário Armão Ferreira
Responder a  Rui
1 mês atrás

Não adianta Rui… Explica-se e explica-se e há quem não queira entender.
Isto não são Boost clocks, a PS5 o que faz é aumentar a eficiência ao não processar o desnecessário, e se eventualmente descer é apenas porque não é preciso, não porque tenha de cortar.
A AMD anuncia ganhos de 14% com o smartshift, e isto ainda vai mais longe. Como o Cerny já referiu há energia para o CPU e GPU se manterem no máximo, ecomo estes gráficos mostram, os consumos máximos mantém-se equivalentes aos de um sistema de relógios fixos, mas permite subir velocidades e performance.
Essa situação das descidas de velocidade são FUD e não há nada na tecnologia que faça prever isso.

Rui
Rui
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Nesta questão sou como o São Tomé, quero ver e se, se vier a provar o que o cerny diz eu depois venho aqui e dou o meu props. Porque nem tudo o que eles dizem é 100% verdade.
Sei que o sr Mário tem a opinião formada e ja explicou e é chato estar sempre a dizer o mesmo, mas eu nesta questão não acredito no cerny so vendo depois digo sim senhor ou não senhor.

Danilo Marciel
Danilo Marciel
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Ai que é mais complicado ainda Mario.

Se a questão é aumento de performance me vem na cabeça aquela que o PS5 é 9.6TF e sobe um “overclock” quando não da conta do que é preciso para 10.2TF.

Como Rui disse eu também não acredito que um sistema com variações possa ser melhor do que um fixo. Me perdoa se estou sendo chato mas eu vou esperar pra ver os testes de performance entre os dois pra ver até aonde esse sistema pode ser melhor assim.

E como eu já disse aqui assim como o SSD… com absoluta certeza um sistema assim no Xbox SX seria alvo de extrema crítica e descrença e seria chamado de molho secreto e não de inovação.

nETTo
nETTo
Responder a  Danilo Marciel
1 mês atrás

E eles continuam a se basear naqueles rumores de 9. Alguma coisa do Github. Jesus amado, Markcerny ja explicou como funciona, a vcs não entenderam, blz, ele ja explicou pra DF também, poxa mesmo assim ainda não entendeu blz, agora tem este artigo quase desdenhando o forma como funciona um GPU em jogos, ainda sim eles continuam a voltar pro Github e seus 9TF sem Raytracing kkkk

Alias, vc soube que Ratchet & Clank tem Raytracing? Kkk

Sobre vc esperar pra ver se o sistema variável do Ps5 é melhor que o fixo do xSX, não precisa não.

Compara a Demo de Halo Infinity com Ratchet. Ja terá a sua resposta kk

nETTo
nETTo
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Sabes, é tanta insistência, mas tanta, que eu penso que alguns vivem em um mundo onde o Ps5 até este momento não mostrou nada, muito menos jogos a apresentar a eficiência deste sistema variável e o console concorrente o qual tem velocidades fixas está apresentando resultados palpáveis.

Mas é justamente o contrário. L PS5 ja teve a Demo UE5 a rodar com qualidade absurda no console, depois tiveram 9 exclusivos do PS5 a correr no console, mais recente teve o novo Call of Duty a correr no console e está demo do Ratchet. Ainda sim, tem gente com o discurso, “não temos prova de tal eficiência” kkk

Curiosamente o console concorrente, neste mesmo período, continua a falar de 12TF, VRS, Mesh Shaders, DirectML, Velocity Archtecture, não sei quantos Gigarays, mas jogos? Cadê os jogos? Tu apresentado no PC, inclusive o carro chefe que teve de ser adiado por estar num estado ridículo pra nova geração, 4K dinâmicos, 60fps, texturas em 720p, baixa contagem poligonal, sem Raytracing. Mas né, cobrar coerência parece demais em alguns momentos.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  nETTo
1 mês atrás

O discurso é aquele que eles querem acreditar. Mas no fundo sabem que não é assim no mundo real. Não ache que eles são burros a tal ponto.

nETTo
nETTo
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Eu vi ontem justamente isso, as novas GPUs da Nvidia já irão acrescentar tal característica

Eita que daqui a algum meses não faltara exemplos para nossos colegas descrentes e São Tomés da vida 😇

nETTo
nETTo
Responder a  Rui
1 mês atrás

Então me diga aí São Tomé, vc acredita que o XSX existe? Pois não existe jogo algum a correr neste console.

Engraçado, vc parece torcer pra que o console tenha algum tipo de problema kkk

Daí diz não acreditar no Mark Cerny quando tem um monte de devs vindo a público falar bem da concepção do console, pra vc deve ser tudo pago pela Sony kk.

Outra coisa, veja lá o Gameplay de Ratchet & Clank em 4K nativos com Raytracing, uma infinidade de coisas na tela, partículas, cenários novos sendo carregados em 2s e tudo com altíssima qualidade, e tudo isso rodando liso, liso no PS5.

Mano ja tá ridículo essa tua torcida e falta de critério.

Rui
Rui
Responder a  nETTo
1 mês atrás

Deto? Netto? Com quem estou a falar? É que confundo de tão semelhante o discurso.
Quem disse que pode descer senao cumprir os tectos de térmica foi o cerny não fui eu.(senao foi isto foi algo muito parecido)
Em relação à torcida dos outros eu não comento porque também tenho opiniões por vezes pouco favoráveis mas abstenho me em faze-lo, portanto análises de caracter ridículas ou não abstem te a faze-lo à minha pessoa e as outras.

nETTo
nETTo
Responder a  Rui
1 mês atrás

Rui, vc acompanha o PCManias a pouco tempo, eu comecei lá por 2011, na época as tretas eram com o User Fernando e sua perseguição a NaughtyDog kkk

São Tomé, vc fugiu da minha pergunta sobre o XSX existir ou não.

Ewertom
Ewertom
Responder a  nETTo
1 mês atrás

São duas máquinas incriveis,que nos darão jogos incriveis,o que mais queres?Não entendo os sonystas de plantão,é um tal de isso e aquilo e não sabem o verdadeiro valor de gamer.Opnião é opnião e se tu achas isso fica para ti e se ele acha isso fica para ele e pronto,ou você vai comprar o console para ele?

Rui
Rui
Responder a  Ewertom
1 mês atrás

Se o netto comprar para mim uma ps5 aceito com todo o gosto!

bruno
bruno
Responder a  Ewertom
1 mês atrás

Ewertom ha alturas para dar opiniao e alturas para entender que certas coisas sao factos e quando ha factos, nao ha opinioes, porque ai nao sao opinioes… sao mentiras.

Rui
Rui
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Sim verdade sr mario, mas quantas vezes num sistema fixo como a ps4 e xbox one estas fazem um reboot forçado? Eu nunca vi a minha x360, ps3 e xbox one e X fazerem um reboot devido a calor, mas eu vivo em portugal, não no dubai.
E se a ps5 nunca vai precisar de baixar as frequências, porque falar no assunto? Porque entrar em explicações?
Até posso estar completamente errado, mas vou esperar para ver.

nETTo
nETTo
Responder a  Rui
1 mês atrás

Rapaz, só faltou desenhar e mesmo assim vc não entendeu kkkk

Não existe isso ai de que quando descer o relógio a performance será afetada, o artigo está aí explicando que quando descer é porque o sistema não esta precisando efetivamente de velocidade mais elevada, dai desce, quando precisar volta a subir.

Lê o artigo denovo kkk

andrio
andrio
Responder a  nETTo
1 mês atrás

Difícil né? Mas são Tomé ver elevadores na transição de 2 segundos entre os mundos de ratchet e fica desapontado 😔 pra ele até agora oque mais chamou atenção foi a transição rápida do menu para jogo no XS 🤭

Eu acho que se jesus descer a terra e desenhar muita gente ainda não vai querer entender.

Porém se me lembro bem, estavam acreditando que o Xbox poderia triplicar lá às leituras do SSD com Xbox Velocity Architecture. Disso aqui não precisa ver pra crer né 🤭

Rafael
Rafael
Responder a  nETTo
1 mês atrás

Acho que o que ele diz não é nem questão de entender ou não o funcionamento, está apenas a duvidar que na prática as coisas aconteçam como o Mario está explicando, que por sinal de forma didática e insistente desde quando foram anunciados os clocks variáveis e começou toda essa discussão.
Do mesmo jeito que alguns “aceitam” isso como verdade, também há quem não acredite. E não adianta tentar empurrar isso e forçar com que todos concordem com o que está sendo dito. Quando lançar o console e aparecer os jogos mais exigentes saberemos o quão bem esse sistema se comporta.
Estamos em 2020, em tempos que todos os eletrônicos precisam pensar em meios de reduzir o consumo e acho bem inteligente da parte da Sony fazer isso. Aumenta o tempo de vida útil, reduz chances de superaquecimento e todo o barulho causado pelas ventoinhas. A Sony está prometendo um sistema térmico bem eficiente, e precisa mesmo, já que os clocks serão bem altos, algo que até o Mario inicialmente colocou em pauta, visto que inclusive em GPUS para pc´s era algo difícil de se encontrar. Vendo aqui uma RTX 2080TI trabalha a 1,8ghz. Creio que é uma mudança considerável face ao que vemos atualmente.

Rafael
Rafael
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

O que eu disse não foi nem em relação ao que vc respondeu para o Rui, foi mais para me referir algo que alguns usuarios aqui ficam debochando de quem é contra ao que é exposto. Já chegou a um ponto em que vc explicou tantas vezes que não cabe justamente ficar dando corda quando alguem não concorda sem ter argumentos válidos, se valendo do direito da dúvida, já que o que está sendo colocado em pauta é sobre o que a AMD e SONY estão explicanfo e que ainda não pode ser comprovado, mas ao mesmo tempo tbm não pode ser invalidado.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Rui
1 mês atrás

Frequências variáveis são adotadas em todas as placas de vídeo do mercado… O que o ps5 faz é descer o clock quando não se está utilizando… Não adianta engenheiros te explicarem, imagina você entender o óbvio pelo Mário né? Impossível.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Continuous Boost/Smartshift são frutos de muito estudo e análise estatística de como os jogos consomem CPU e GPU.

O que me chamou a atenção na época foi a “corrida para o ocioso” dito pelo Cerny em uma entrevista à Digital Foundry: https://www.eurogamer.net/articles/digitalfoundry-2020-playstation-5-the-mark-cerny-tech-deep-dive

“Há outro fenômeno aqui, que é chamado de ‘corrida para ocioso’. Vamos imaginar que estamos operando a 30 Hz e estamos usando 28 milissegundos de nosso orçamento de 33 milissegundos, então a GPU fica inativa por cinco milissegundos

Então se eles tem todos os dados estatísticos, que em um frame de 33ms é possível a GPU “descansar” por 5ms, logo é melhor usar 2.23GHz em clock variável do que 2GHz em clock fixo. E se isso não for possível acontecer dentro do frame, a CPU poderá fornecer parte de sua energia para a GPU em um delay de apenas 2ms (dito pela Red Gaming Tech).

Mas creio que o orçamento máximo de CPU e GPU duram uns bons quadros no pior caso, sem necessidade de transferir energia ou contar com a “corrida para o ocioso”. Mas inevitavelmente essas situações podem ocorrer, e o PS5 estará preparado para prever usando as duas alternativas que citei.

By-mission
By-mission
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Uma olhadinha no passado:

A Guerrilla possui uma ferramenta interna chamada Autobot que mede as estatísticas do jogo a partir das posições em cada nível especificado pelos artistas. Este aplicativo é executado algumas vezes ao dia, estudando o impacto no desempenho das alterações feitas pelo código, enquanto faz uma captura de tela da área. Essas estatísticas detalhadas nos dão uma ideia da carga de trabalho na CPU e no chip gráfico no nível específico sendo perfilado.
comment image

Aqui vc vai inicialmente notar uma linha vermelha sendo o limite definido 80%, mas repare que o gráfico vai até 150%…

Então olhe o código sendo monitorado, veja o que há na tela, e veja o quanto estão ser usados da GPU e da CPU…

E agora olhe esta cena parada e mais simples de renderizar:
comment image

Veja com seus próprios olhos que o código é o mesmo, mas a GPU é muito pouco utilizado…

O clock variável nada mais é do que se adequar a carga de trabalho!

Neste ex: Killzone 3 ao invés da GPU e CPU estarem com os clocks fixos , nas cenas mais simples eles poderiam simplesmente reduzir, melhorando assim as térmicas e o código em si estaria lá funcionando normalmente…

Em uma analogia: ninguém fica com o acelerador puxado em um sinal vermelho, se o carro está parado não há porque de ficar com o motor em sua rotação máxima!

https://www.eurogamer.net/articles/digitalfoundry-the-making-of-killzone-3

nETTo
nETTo
Responder a  By-mission
1 mês atrás

Ainda sim, tenho plena convicção que tudo que vc diz é teórico, preciso de algo mais realista

Via …

Livio
Livio
Responder a  By-mission
1 mês atrás

Eu ia fazer a mesma analogia mais cedo, porém tive que resolver outras coisas

nETTo
nETTo
1 mês atrás

Off Topic

Mas acaba de sair o primeiro gameplay rodando no XsX, Haven rodando a 4K nativos e 30fps

@Rui e demais estavam certos, clock fixo é muito melhor

Ewertom
Ewertom
Responder a  nETTo
1 mês atrás

O Racket tambem,caso se esqueceu caro amigo!O que importa é a diversão ou quer falar de velocity variable e ssd ultra veloz.neste caso em si.O que vai ser.

nETTo
nETTo
Responder a  Ewertom
1 mês atrás

Mas Ratchet é AAA ao menos

São jogos bem, jogos bem diferentes quanto ao nivel técnico.

Cabe nem comparação.

Edson
Edson
Responder a  nETTo
1 mês atrás

Não creio que Ratchet e Clank seja AAA!

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Edson
1 mês atrás

Eu não considero Zelda AAA… opiniões.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Carlos Zidane
1 mês atrás

Não me peça pra explicar, seria como explicar a origem do universo… Totalmente teórico, pouco observável e completamente não comprovável.

bruno
bruno
Responder a  Edson
1 mês atrás

@Edson Estas errado.

Fernando Molima
Fernando Molima
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Mas que coisa chata está ficando os comentários, tem uns aqui estragando o unico lugar que dava pra ter um debate civilizado, e a porcaria dos consoles nem foi lancado ainda, que criancisse está virando, tá chegando ao ponto de ter pessoas que comentam aqui a torcer pelo fracasso de Sony ou Microsoft, por favor né

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Fernando Molima
1 mês atrás

Sim, todo lugar tem isso, e aqui não escapa. Mas não se aborreça com isso, no final o que é realmente bom no mercado, sobrevive, não importam as mentiras

Edson
Edson
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

(Off Topic) A Sony no seu último relatório fiscal trimestral, disse que irá buscar mais estúdios para terem mais exclusivos e que irão lançar mais de seus jogos exclusivos para o Pc.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Já tem um bom tempo que tenho vontade enorme de ir para o PC, só não o faço pois não compensa bancar várias plataformas pra fazer o mesmo, além de que há coisas muito mais importantes na vida. O PlayStation pra mim são seus jogos, nunca o hardware.
Se a Sony der indícios de que seus jogos irão como faz o xbox, rodar lá, e eu não tiver comprado ainda um PS5… a vontade que há pode se tornar uma idéia formada.
E não seria ruim pra mim, e eles poderiam me vender jogos, mas não um console caríssimo.
PS: se alguém me dissesse; mas pra rodar 4K você precisa de um PC de 12 mil… E quem falou que eu tô preocupado com 4K? 1080p 60fps pra mim já é perfeito. Se dependesse de mim, os consoles usariam das sua potência em 1080p, pois esses hardware’s tanto PS5 quanto XSX são fracos pra 4K/RT, e vai acabar ficando tudo rodando no limite, e creio eu, 30fps ou menos em muitas ocasiões, devido inclusive a constante aumento de exigência gráfica.
Sem exclusivos, consoles não são um negócio nem digno de leitura. Obviamente é só o meu critério, não querendo ofender ou incentivar nada.

Edson
Edson
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Eu tbm, Mário! Tomara que no futuro, seus exclusivos não sejam day one no pc.

nETTo
nETTo
Responder a  Edson
1 mês atrás

A informação é relevante, agora resta saber qual será a estratégia da Sony quanto a isso.

1. Vai tasca foda… e lançar day One igual a Microsoft tem feito ja ha alguns anos?

2. Fará nos moldes de Horizon ZD, lançando no PC anos após as vendas do console terem estagnado.

3. Serão todos os exclusivos como o Xbox faz?

4. Serão apenas títulos selecionados.

A informação é muito limitada. Mas somente por curiosidade, a Sony nesta geração já lançou 12 jogos de IPs suas.

bruno
bruno
Responder a  Edson
1 mês atrás

Eu acho que vou saltar a PS5. Estou a ver que a Sony precisa de passar por outra PS3.

andrio
andrio
Responder a  bruno
1 mês atrás

Outro ps3 e a Sony deve morrer. Lançar seus jogos mesmo que depois de um tempo pra ganhar mais dinheiro me parece muito ambicioso e um caminho sem volta.

Irei analisar com calma e com vc disse, vou saltar o ps5.

By-mission
By-mission
Responder a  andrio
1 mês atrás

Esse relatório?
comment image

1. Toda a sua estratégia é focada em “ser o melhor lugar para jogar”. Eles querem que as pessoas escolham playstation como sua plataforma preferida, ao contrário de “jogar em qualquer lugar”.

2. Eles sabem o quão grande e importante o WWS se tornou e eles querem continuar o investimento. Eles ficarão maiores. Não apenas seus próprios estúdios, mas também aquisições.

3. Eles também sabem a importância de terceiros, de indies a grandes editoras. “A Sony oferece várias formas de assistência, como compartilhamento de suas bibliotecas e suporte técnico aos criadores, incluindo estúdios independentes, para facilitar o melhor ambiente de desenvolvimento de jogos possível. ”

4. Para quem pensa que não está fazendo nada. Eles entendem que precisam ir mais longe: ” Espera-se que a competição de jogos de PC online e jogadores de outras indústrias continue a se intensificar. A estratégia de crescimento fundamental será inovar e desenvolver a plataforma PlayStation. Para esse fim, a SIE pretende fazer investimentos proativos para reforçar o IP de conteúdo e trabalhar para aumentar o valor da marca, fomentar as comunidades e o envolvimento do usuário, ao mesmo tempo em que aprimora os serviços DTC que se aproximam dos usuários. ”

5. Também não se escondem. Eles realmente acreditam em gerações e sua abordagem agressiva é fazer uma transição suave do ps4 para o ps5. “Os jogos para o PS5 que oferecem essa nova experiência de jogo estão sendo feitos por desenvolvedores de 1ª, 2ª e 3ª partes, e planejamos apresentar uma linha atraente de títulos para nossos usuários. “

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  By-mission
1 mês atrás

Calma lá. Esse alarde todo é devido a esse relatório? Se for isso mesmo, temos um novo patamar de FUD! Agora a empresa fala que é +1 e as pessoas interpretam que é -1 haahHHH Inacreditável!

Edson
Edson
Responder a  bruno
1 mês atrás

Se ela passasse como o ps3, mas lançando exclusivos só para o console, ainda seria até aceitável, mas… Está desenhando lançar mais e mais jogos para o PC, podendo quem sabe, até no futuro, lançar tudo para o PC.

Daniel Torres
Daniel Torres
Responder a  Edson
1 mês atrás

É disso que eu tenho medo e sempre falei aqui no site, se nós consumidores da marca não nos mostrarmos agora contra essa política que a Sony esta querendo seguir, depois para mudar vai ser quase impossível.

Edson
Edson
Responder a  Daniel Torres
1 mês atrás

Eu tbm tenho medo, Daniel! Essa política caso continue, ela é ótima para os jogadores de PC, mas péssima para o console.

bruno
bruno
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

O streaming nao esmaga com a quantidade nem ha razao para isso, dado que nada impede os titulos de irem parar as consolas de mesa.

A MS anunciou 10 milhoes mas vamos la a ver se ainda estaou activos, se sao utilizadores continuos e se sao pagantes. Tendo em conta que a empresa praticamente oferece assinaturas o espantoso e nao ter conseguido mais.

A Sony precisa receber a mensagem que liberar titulos no PC a magoa e vai receber: vai receber quando as receitas da loja descerem, vai receber quando a consola nao vender tanto quanto queria.

Eu so espero que nao seja tarde de mais por essa altura, mas se continuar a insistir em lancar titulos no PC bem pode desaparecer a PS.

As pessoas sobrevalorizam a performance do gamepass.

Daniel Torres
Daniel Torres
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Mário concordo com quase tudo o que você falou, mas tenho minhas ressalvas.
Para mim streaming nunca vai ser uma opção não importa qual seja o caso, pois sempre concordei com você que o streaming é o que vai aos poucos acabando com a indústria.
Realmente a Sony tem que se mover de alguma forma, mas acho que hoje meu maior problema quanto a isso é a falta de clareza sobre esta situação, quais jogos é que vão? São os exclusivos first? São todos? Acredito que se ela fosse mais clara eu estaria mais despreocupado.
E verdade os custos aumentam, mas agora mais do que nunca as vendas também aumentaram e uma coisa que me lembrei e te pergunto são só os custos de produção mesmo que estão altos? Há algum tempo vi que o presidente da activision queria aumentar o salário se não me engano para 30 milhões e foi barrado pelos investidores a mesma coisa o ceo da EA que queria aumentar seu salário para 21 milhões e de novo só não o fez porque os investidores interviram. Jogos que tem um cast digno de um filme de Hollywood, mas são os jogos que estão ficando cada vez mais caros. É perante essas situações que me custa acreditar se realmente é só isso que esta encarecendo o custo de produção.
Porque no mais geralmente concordo com o que você fala.

Edson
Edson
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Mário, uma vez eu falei que a Sony estava construindo um monstro que ela não conseguiria matar, mas me jogaram pedras dizendo que eu era contra a qualidade. Eu estava falando especificamente disso que vc está dizendo ao Bruno e esse era o meu medo. Para mim, a resposta é simples e foi dada por shawn Layden meses atrás. Pq não diminuem o tempo de campanha de um jogo, pois assim vc diminui o custo e tempo de producao, podendo lançar mais jogos maravilhosos com custos bem inferiores aos de hj. Uncharted 3 tinha umas 12 horas de campanha, pq agora um possível uncharted 5 tem que ter 20, 30, 40? Se o mercado do Playstation é adulto, entendo eu que as pessoas não achariam ruim com jogos com tempos menores para fecharem mais rapidamente. Ou a Sony vai para essa encurtamento de jogos ou teremos jogos no pc, jogos por serviço como esse novo liga da justiça ou… Pagarem 70, 80 ou 90 dólares em um game de campanha que duvido muito que a maioria há de pagar.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

É uma excelente explicação. Pena não ser oficial, embora faça todo o sentido.
Mais um ótimo artigo.
A equipe do Mark Cerny pegou algo que já era bom e levou pra outro nível.
Do meu ponto de vista, o PS5 é a máquina de jogos mais avançada já feita. Nvidia e a Sony são o farol no que fazem. Aos outros resta tentar acompanhar… E em jogos, não há paralelo com a Sony.

error: Conteúdo protegido