Xbox série X vs PS5 – A comparação

Com as duas consolas reveladas é hora de compararmos aquilo que sabemos existir.

Apesar de nem todos os dados serem conhecidos de igual forma em ambas as consolas, alguns já o são, e dessa forma podemos tentar comparar os mesmos e ver quem tem vantagens.

CPU

Xbox série X – 3-6 Ghz SMT, 3.8 Ghz sem SMT.

PS5 – 3,5 Ghz SMT

Vencedor



Xbox série X

Quando comparamos os CPUs, ambos com SMT a diferença é negligenciável. Olhando apenas para as velocidades de relógio, vemos que há algo na ordem dos 2.8% de performance adicional para o lado da Xbox One. um valor não significativo.

Há no entanto que se ter em conta que o CPU tem frequência variável, pelo que pode descer desta velocidade, ao passo que os da Xbox série X são de performance fixa.

Sabemos ainda que o GPU da Xbox pode ir aos 3.8 Ghz sem SMT.

Medir performances sem SMT contra performances com SMT é complexo. Apesar de a AMD ter tido problemas com o SMT no passado, onde este até prejudicava as performances (daí poderem encontrar muitos benchmarks da AMD onde os valores são mais baixos com o SMT), esta tecnologia serve exactamente para aumentar performances, ao optimizar as pipelines do CPU.

No entanto, nem todos os jogos ganham com ele. Alguns motores não estão devidamente adaptados a isso, podendo assim ganhar mais com os 200 Mhz de velocidade de relógio adicional do que com um SMT que nada fará.



Nesse sentido sendo ambos os CPUs Zen 2, o que temos são um conjunto de vantagens para o lado da Xbox série X que a PS5 não apresenta.

E, nesta fase, desconhecendo-se eventuais alterações ou outras possíveis diferenças, a vantagem está toda do lado da Xbox.

GPU

Xbox série X – 12,1 Tflops sustentados a 1825 Mhz

PS5 – 10.28 Tflops máximo com velocidade máxima a 2.23 Ghz

Vencedor



Xbox série X

O que chama aqui mais à atenção dentro destas especificações é o facto que a PS5 refere uma velocidade de relógio variável, dando a entender que os 10,28 Tflops não podem ser obtidos de forma sustentada, sendo apenas um pico.

A Sony não refere quais os valores comuns, mas explica que CPU e GPU, ao invés de terem performances fixas como foi a opção da Microsoft, ambos partilham energia.

Basicamente há um gestor de energia que desvia a potência do CPU para o GPU e vice versa. É isto que permite à consola atingir valores de velocidades de relógio inéditos. É uma tecnologia AMD denominada SmartShift que faz acertos em tempo real, e criada para evitar sobreaquecimentos do sistema e melhor controle de performances e térmica, permitindo que estas velocidades sejam atingidas.



Num parágrafo de total especulação nossa, acreditamos que isto quer dizer que as indicações do Github, que comprovaram o uso dos 36 CU na PS5, nos mostram a realidade desta consola. O GPU deve funcionar com uma base a 2 Ghz, possuindo estes picos até aos 2.23 Tflops. E tal implicaria que de forma sustentada a PS5  poderá efectivamente apresentar os tais 9.2 Tflops que se referia, mesmo que Cerny refira que espera que as quebras sejam menores (uma resposta muito pouco técnica para uma apresentação tão técnica, não?).

Na nossa opinião, isto é algo decepcionante! Mas como foi dito, é uma especulação!

O que temos como realidade é que quando a PS5 debita os seus picos de performance, os 10,28 Tflops a consola possui uma diferença de 17,7% de déficit de performance face à Xbox série X.

Mas, se agora tomarmos como base o valor da nossa especulação, ou seja, se a velocidade sustentada for efectivamente os 2 GHz, esse valor de diferença será, com as consolas bem puxadas pelo software, de 31.5%.

Diga-se que isto é menos que a diferença entre a PS4 e a One, e a Xbox One X e a Pro.



Seja como for, a PS5 tem algo a seu favor. O facto que a diferença na velocidade de relógio é significativa face à Xbox série X.

Se a base for efectivamente os 2000 Mhz como o Github referia, a PS5 possui uma vantagem de 9,8% de velocidade de relógio face aos 1825 Mhz da série X. Um valor que sobe para os 22.52% quando a velocidade de relógio sobe ao seu máximo de 2230 Mhz. E isto torna-se relevante uma vez que se é certo que a Xbos série X faz mais, a PS5, ao ter maior velocidade de relógio faz mais rápido.

E onde está a relevância.

Esta situação atira-nos para um velho dilema: O que é melhor? Mais rápido e mais estreito, ou mais largo e mais lento?

A pergunta não tem uma resposta única, pois ambas as situações tem virtudes, mas no entanto há dois pontos a favor da primeira opção.



  • O facto que mais rápido é mais relevante pois o cálculo é mais expedito.
  • O facto que o aumento de processadores paralelos está associado a perdas de eficiência (Lei de Amdahl)

Isto foi algo que Cerny abordou. Há várias formas de combinar Compute Units e velocidade, obtendo-se os mesmos Tflops. Mas a melhor solução possível é a que apresenta mais velocidade e menos processadores paralelos. Essa será mais rápida que as outras na mesma percentagem do aumento da sua velocidade de relógio.

No exemplo de Cerny, com dois GPUs teóricos, um com 36 CU a 1 Ghz e outro com 48 CU a 750 Mhz, e ambos a debitar 4,6 Tflops, o primeiro sistema ao ter mais 33% de velocidade de relógio acaba por se revelar mais rápido. E o motivo é simples… Porque o processamento é feito na mesma quantidade, mas num deles é processado 33% mais rápido. Ora quando temos fotogramas com 33, 3 ou 16.6 ms, interessa-nos que o processamento será mais rápido para se poder meter o máximo de coisas possíveis no fotograma. E nesse sentido o processamento paralelo de um sistema com os mesmos Tflops, apresenta os mesmos resultados por segundo, mas não os apresenta à mesma velocidade.

Imaginem um caso mais terra a terra. Um serviço com um homem que vai numa mota a 50 Km/h que transporta 2 caixotes de cada vez. E outro com um homem que vai numa mota a 100 km/h e transporta apenas um caixote.

Para entregar 2 pacotes a uma distância de 25 km/h, e voltarem à base, ambos demoram o mesmo tempo. O primeiro vai demorar uma hora, e o segundo uma hora. Mas para entregar apenas um pacote e regressar à base, o segundo homem faz isso em metade do tempo.

Pode parecer que aqui não há muita vantagem, pois se formos a ver, independentemente do número de pacotes entregue, ambos demoram sempre o mesmo tempo. Mas agora imaginem que o conteúdo do segundo pacote vai depender no primeiro.



Isso quer dizer que o primeiro homem vai fazer entregas de apenas um pacote pois não sabe ainda o que o segundo tem de conter. Mas o outro não sofre desse problema. E as entregas começam a desfasar. E isto é uma realidade constante na programação, com os dados a serem dependentes, e tal situação oferece vantagem ao sistema mais rápido em detrimento do que mais pode calcular em paralelo.

Ora 10,28 Tflops, com 36 CU temos os mesmos Tflops que 52 CU (os mesmos da série X) a 1545 GHz. E isso quer dizer que a consola da Sony consegue bater, numa percentagem que será muito variável  conforme o código, as performances desse sistema. E isto sem contarmos com a ineficiência que mais CU nos trazem ao sistema.

Mas apesar desta teoria toda, a realidade é que a XBox série X tem mais performance. Mesmo que a realidade visualizada não seja aquela que os Tflops apontam pelo facto de o processamento ser mais rápido, e da dependência do processamento ajudar o sistema mais rápido, a diferença continua a ser significativa. Há aqui no meio basicamente a performance de uma Playstation 4, e perante isto, mesmo que a PS5 com a vantagem da velocidade consiga cortar parte deste fosso (algo difícil pois os 10,28 Tflops não são constantes) não é difícil ver-se para que lado cai a vantagem!

Mas há mais que pode ser dito.

Cerny não abordou muito o Ray Tracing, mas referiu algo sobre este ser baseado na solução standard da AMD, o que não aponta à partida para nenhuma solução proprietária.



Ora o que Cerny não refere quando fala das vantagens da velocidade vs computação paralela, é que as unidades de Ray Tracing estão incluidas nas compute Units. Os Interception Engines fazem parte das Texture Mapping Units, que são 4 por Compute Unit.

Ou seja, ao ter 44% menos CU, também tem 44% menos unidades de processamento de Ray Tracing. E isto, mesmo que compensado por mais velocidade de relógio não augura bons resultados para a consola. E talvez por isso, o Ray tracing não tenha sido muito abordado.

Resumidamente, olhando apenas para os dados conhecidos, e naturalmente que se torna necessário conhecer eventuais alterações proprietárias ao hardware (para os dois lados) antes de podermos falar de forma definitiva, o que podemos dizer neste momento é que a consola da Sony é inferior à da concorrência.

Não tendo ajudado nada esteve a forma como foi feita a apresentação: monótona e nada dedicada ao jogador, bastante estilo GDC, onde ela deveria ter sido apresentada. Foi uma péssima escolha para a apresentação mundial, ao público em geral, da consola.

A parte mais triste da apresentação, para além do cenário melancólico e quase deprimente, foi vermos a comparação dos Flops RDNA com os Flops GCN 1.1, falando-se que os 36 CU da PS5 se equivalem a 58 da PS4, para justificar a escolha. Uma postura completamente oposta à da Microsoft que ignorou esse facto, anunciado a Série X como sendo dias vezes a Xbox One X, ou seja, olhando para o valor matemático, e ignorando os ganhos da arquitectura.



Sinceramente, creio que tal como a Microsoft esteve muito mal na geração passada, a Sony enterrou-se aqui, não só com o hardware, como com a forma de apresentação da consola decorreu. A confirmar-se esta consola sem outras alterações, esta realidade associada à notícia da passagem dos exclusivos para o PC, algo que mesmo que bom a nível económico e para o futuro da consola, desagrada aos fans que serão quem vai comprar a consola, e a Sony começa muito, mas mesmo muito mal a geração. E não é apenas uma questão de o seu produto ser o inferior, é o facto dele ter ficado aquém daquilo que eram as expectativas.

Mas no meio de tanta situação menos positivas, eis que surgem pelo menos 2 coisas boas.

O SSD

O SSD é uma pequena jóia. Ele tem mais do dobro da velocidade do SSD da Xbox série X, o que quer dizer que os loadings serão metade do tempo e quase inexistentes. E esta velocidade é algo que tem um custo zero, ou seja, algo que não requer que se fala seja o que for para a obter. Ela está lá, e estará lá sempre.

Isto quer dizer que caso os jogos sejam nivelados por baixo, devido à Xbox série X, a performance continuará lá.

Daí que outras situações podem emergir. Para começar a consola continuará a carregar mais rápido, mas depois a geometria, a qualidade das texturas, o uso do disco como memória virtual, e toda uma panóplia de outras opções abrem-se pelo simples facto de a velocidade estar lá.



O disco debita por defeito 5.5 GB, sendo 129% mais rápido que o SSD da Xbox série X, e quando comprime os dados, debita entre 8 e 9 GB/s, o que é algo entre os 66,6% e os 87.5% mais do que Xbox série X.

Se a Microsoft refere que a sua compressão de dados se equivale a 2 Núcleos Zen dedicados, Cerny aqui refere que esta compressão requereria 9 núcleos Zen dedicados.

Esta é a parte da PS5 que é realmente fascinante.

Mas como não há bela sem senão, no meio da imagem de uma consola aparentemente concebida um pouco à pressa surge a indicação que o disco terá… 825 GB.

Mas que raio de capacidade é esta?



Bem, este SSD é na realidade uma Scratchpad, o que quer dizer que não pode ser aumentado como na Xbox série X. É um disco fixo, e os jogos que não caibam lá terão de ser guardados num disco externo standard que depois, caso sejam da PS5 precisam de ser copiados para essa scratchpad para funcionar. Há uma percepção, não confirmada, que a Sony até suporta discos externos para jogos da PS5 desde que dotados de velocidade igual ou superior. Mas esses discos não existem ainda!

A única vantagem aparente desta uma solução da scratchpad, é o ser mais económica e altamente performante, mas convenhamos que não tem as mesmas virtudes nem facilidade de uso da da Microsoft.

O Audio por Ray tracing

Quais as diferenças totais do audio da PS5 face ao da Xbox série X é algo que, nesta fase, não sei dizer. Não tenho verdadeiros dados sobe ambos os sistemas, o “Project Acoustics” da Xbox e o “Tempest Engine” da PS5.

Mas a verdade é que a descrição feita por Mark Cerny ao seu Tempest Engine define-o como uma verdadeira revolução, algo inédito e sem paralelo. Aqui a culpa pode ser das descrições da Microsoft, que basicamente define o seu sistema como um sistema de audio 3D melhorado com auxilio de Ray tracing, que depois se apoia em codecs tradicionais como o Dolby Atmos. Mas o sistema da Sony vai muito, muito mais longe, pretendendo quebrar os limites de 25 fontes de som usados por esses codecs, podendo-as levar às 5000 fontes, e aplica-los a qualquer sistema de som, com efeitos variáveis dependendo das capacidade de projecção 3D, mas não obrigando a um sistema com suporte dedicado para codecs específicos e trazendo a qualquer sistema com 2 altifalantes, sejam colunas ou headphones, resultados de topo. Mais ainda o sistema possui características tão avançadas que pode ser ajustada às capacidades auditivas de cada pessoa, sendo por isso uma total revolução no conceito de audio.

Mas como disse, nesta fase não tenho muitos dados sobre ambos os sistemas pois eles requerem ainda muita reflexão.

Conclusões

Como em qualquer análise aqui feita na PCManias, ela é sempre escrita e baseada apenas naquilo que é no momento factual e conhecido. E perante os dados actualmente públicos, a PS5 decepcionou-me quando vi que os 10.28 Tflops não eram fixos. E com isso, não se conhecendo eventuais alterações ao hardware destinadas a compensar esse facto, a possibilidade de a consola descer para a casa dos 9 Tflops é real, e isso é uma decepção face ao que o publico em geral considerava como um mínimo para esta geração.

Neste contexto, ver um Mark Cerny que tanto paleio coloca numa apresentação a entrar em argumentos que, para a maior parte das pessoas soam a uma  desculpa pela escolha de um hardware com esta capacidade em Tflops explicando que os flops do RDNA são superiores aos do GCN, tal só pode ser considerado decepcionante. É um argumento que é válido, que é real. Mas que se se aplicou em todas as gerações existentes até hoje, sem que no entanto fosse usado como argumento para fosse o que fosse.

Ou seja, se a PS5 não tem algum trunfo na maga, algo que não ficou no ar, a escolha da Sony foi má… a decisão de lançar em 2019 foi paga quando não se decidiu gastar mais uns trocos para modificar o APU como deveria de ser.

O resultado, pelo que é conhecido, acabou por ser uma consola inferior à da concorrência. Não digo que seja má, pois continua a ser uma excelente consola, mas não tem o fascínio que os números da concorrência apresentam e que o mundo imediatamente interpreta. E isso quer se queira, quer não queira, a não ser que esteja compensado de outra forma que terá de ser explicado, vai ter consequências no mercado.

A piorar esta imagem temos que a melhor forma de lutar contra uma consola inferior seria uma política semelhante à da PS3, com os exclusivos a serem um ponto forte para a aquisição da consola. Mas nem isso a Sony está a fazer, ao levar os exclusivos para o PC. Aí não discuto a decisão, pois como quem leu os meus comentários sabe, não me oponho a que um exclusivo que seja já um peso morto possa render mais algum que seja para benefício da consola. Mas discuto o timming. Não era com uma consola inferior que essa decisão se torna a melhor. Pelo contrário!

E estar agora a trás, seguindo aparentes políticas de quem já lá esteve e não se deu bem, quase dá a entender que, perante o que a Microsoft está a apresentar, que a Microsoft copiou a Sony no seu melhor… e a Sony copiou a Microsoft no seu pior.

E isso pode custar caro!

No entanto há que se ter cautelas com as comparações… O hardware não está todo revelado. E dessa forma não sabemos eventuais costumizações que possam melhorar as performances.

Mas não nos devemos enganar. Salvo alguma alteração radical não revelada, e não expectável, e temos forçosamente de fazer essas ressalvas pois não está tudo conhecidoa nível de personalizações, a XBox série X é claramente superior.

 



newest oldest
Notify of
Deto
Visitante
Deto

Sobre o clock variável do PS5:

Cerny fala do PS4 PRO levantando voo com o mapa do HZD… que acontece TAMBÉM no meu PS4 PRO, ele fala disso:

“When that worst case game arrives, it will run at a lower clock speed. But not too much lower, to reduce power by 10 per cent it only takes a couple of percent reduction in frequency, so I’d expect any downclocking to be pretty minor,” he explains. “All things considered, the change to a variable frequency approach will show significant gains for PlayStation gamers.”

Mario, acho que todo mundo esta entendendo errado.

olha as palavras chaves:

“When”
“any downlocking to be preetty minor”

Para mim ele foi especifico em falar de casos como o Mapa do Horizon Zero Dawn, a loja do God of War, o vendedor do Nioh 1 e outras partes especificas e limitadas de alguns jogos.

Infelizmente não tenho os links dos topicos de reclamação, que ME incluiam, do PS4 PRO voando. De cabeça as reclamações pontuais eram:

Mapa do Horizon Zero Dawn
Menu do Nioh
Loja do God of War

Esses são os casos onde vai der downclock.

Fernando Molina
Visitante
Fernando Molina

Serão dois grandes consoles, sem dúvida, o que realmente me deixou puto com a Sony foi nessa altura do campeonato me vir com uma retrocompatibilidade porca dessas, pena que com essa gravissima crise do coronavirus dias terriveis virão, esses consoles no lançamento serão para poucos infelizmente

Deto
Visitante
Deto

O pior não é a retro ruim, é falar mal falado

falaram no clock váriavel e todo mundo entendeu que mal vai rodar a 2.2ghz, quando é o contrário

falaram da retro e até agora ninguém sabe se os 100 jogos são os testado com BOOST mod ou não.

bruno
Visitante
bruno

Tens razao. E um misterio que nao se entende devido ao slide. Ha 3 modos – PS4, Ps4 Pro e PS5 native boost num so slide. Ficamos sem entender o que funciona, o que noa e em que modos. Mas o PS Blog parece referir a retrocompatibilidade me geral.

Deto
Visitante
Deto

sabe o que eu pensei?

que odio engaja muito mais gente que coisas boas.

faz uma apresentação merda 9 meses antes de lançar para os haters engajarem falando grozelha do PS5 e os “Sonystas” ficaram com raiva.

depois anuncia o PS5 direito e os sonystas vão com odio para cima dos caixistas.

o que vai sobrar é uma zona para divulgar o console com a narrativa final sendo positiva.

Depois do bozo no BR e o trump no EUA, eu não duvido de mais nada.

Rui
Visitante
Rui

Eu de ontem para hoje aprendi que para teres a melhor performance possível basta um ssd super rápido.

Eu se tivesse um pc gaming ia ja mudar o cpu para um pentium 4 ht e uma gráfica para uma riva tnt, e torrava os euros todos no ssd de elite.

Ok estou a ser sarcástico, gosto de ver os fanáticos a espernear a volta do tema, 13.3 tf diziam eles, a sony vai esmagar com a sua apresentação diziam eles, esquecem se é do histórico das consolas em hardware,esquecem se é do poder das duas empresas.

Eu sinceramente fiquei surpreendido com a falta de argumentos a todos os níveis da sony espera mais mas a consola é boa e o ssd deve tornar a experiência em quase perfeita em termos de fluidez no menu, nos loadings , nas instalações.

Mas SE otimizados os jogos serao sempre melhores na xsx SEMPRE.

Agora existe a situação preocupante do covid e isso é a minha principal preocupação , as consolas temos de ver a lockhart se é que ela existe, temos de ver os preços, e por fim nao esquecer que apesar da ps5 ter um ssd magro ultra rapido a xsx tem um ssd magro+ rápido.

A ps3 tambem tinha a memória ram mais rápida do mercado e isso pouco lhe valeu, tambem tinha o cpu mais avançado e isso pouco lhe valeu.

bruno
Visitante
bruno

Nao e a opiniao de muitos devs, que seguramente entendem muito mais do seu oficio que tu algum dia entenderas. A diferenca e brutal,e tal como tentei explicar por tres vezes, isto resulta num carregar de assets muito mais rapido e de assets muito mais detlhados. O resultado final? Mundos muito mais vivos e detalhados e capacidade de navegar esses mundos de uma forma sem precedentes E sim, para tua informacao a PS5 aqui pode ter uma vantagem enorme.

Nao importa se o teu processador e muito poderoso, importa acima de tudo que o consigas alimentar com dados de forma muito conveniente.

Eu acho uma piada ao vitimismo de Xbots. Depois de andarem com resolucao na 360, levam com ela na ONE e depois atiram as culpas para os outros quando a ONE X chegou a choratrem que por noa se valorizar o quase-quase 4K vs o quase 4K e todo o resto do mundo partcial e injusto. E isto pessoas que noa viam diferenca entre 900p e 1080p!

Agora, nao suportam que se fale do SSD porque se tem que elogiar a series X.. Triste.

Rui
Visitante
Rui

Podes falar a vontade no ssd, eu nunca disse que 900p era quase igual a 1080p, o don matrick projectou mal a consola e o kinect foi um fiasco que ninguem pediu, o hardware para mim conta muito e ver a xbox one face a ps4 enquanto fã de hardware e tecnologia e fã da xbox foi uma desilusão total e ja nem falo na tv e apresentação.

Mas essa xbox do don matrick acabou, foi o patinho feio da familia, depois veio o phill e a one S e a one X e agora a SX.

A one X nao so é superior em tudo face a ps4 pro como corre 90% dos jogos melhor seja em resolução fps LOD ou ambos ou todos.

Nesta geracao acho muito bem que falem no ssd e compreendo.

E acho as specs boas da ps5 esquecendo a SX, acho as boas , mas ha 2 problemas, velocidades variáveis no cpu e gpu e os 825 gb do disco.

Uma coisa é teres targets de velocidade fixos, outra é teres variação, eu acompanho a leitura provisória do sr Mário, tudo aponta uma ps5 com 9.2tf na maioria do tempo.

Quanto aos devs, 2 que li não sao muitos e um deles trabalha para a sony.

bruno
Visitante
bruno

https://www.resetera.com/threads/devs-react-to-ps5-specs-twitter-edition.175980/

Tens aqui mais.

E se esta tudo a vontade porque e que escreveste isto?..

“Eu de ontem para hoje aprendi que para teres a melhor performance possível basta um ssd super rápido.”

ou isto

“Eu se tivesse um pc gaming ia ja mudar o cpu para um pentium 4 ht e uma gráfica para uma riva tnt, e torrava os euros todos no ssd de elite.”

ou isto

“Ok estou a ser sarcástico, gosto de ver os fanáticos a espernear a volta do tema, 13.3 tf diziam eles, a sony vai esmagar com a sua apresentação diziam eles, esquecem se é do histórico das consolas em hardware,esquecem se é do poder das duas empresas.”

A ONE X saiu um ano apos a Pro. A ONE X e uma consola de meio de geracao que quebrou com a base. A ONE X e 100 euros mais cara e perde no catalogo. Nao e prova de nada porque o objectivo das duas empresas era muito distinto dado que nao se trata de uma nova geracao, mas de um upgrade para rodar os mesmissimo titulos a melhor resolucao.

Relativamente ao correr 90% melhor a maioria dos jogos, so o faz em resolucao, tudo o resto sao versoes ou tem sombrar com menos serrilhado. O resto que referes… so em alguns titulos.

O ponto e os 4K nativos dessa consola nao soa uma realidade e a diferenca nao e enorme.

Rui
Visitante
Rui

É assim cavalheiro, a ps3 também saiu um ano depois e nao foi por ai que teve resultados.

A one X senao vence com mais clareza muitas vezes deve se ao simples facto de a otimização e a programação ter sido sempre mais focada para a consola mais popular e depois escalada para cima ou para baixo consoante o sistema. Factos. Ninguém obrigou a sony a lançar a ps4pro um ano antes. E ninguem obrigou a ps5 ter sido idealizada para 2019 e terem andado um ano a volta das frequências e refrigeração para mitigar.

Esclarecido?

Agora se te queres agarrar ao ssd e sonhar com os molhos secretos estas a vontade.

É falso que a one X seja igual a ps4pro e mais em cima.

Quanto aos devs falo dos famosos não daqueles que programam jogos la para a aldeia dele.

E por fim sr mario voce nao afirmou os 9.2tf mas suspeitou que pode ser o caso, eu acho que é, o cpu e o gpu nao vao correr ambos a velocidade máxima constante logo aquele valor é em situações pontuais ou específicas.

E para finalizar cavalheiro bruno, eu nao estou a chorar nem a rir, falo de factos.

A sx é a consola mais poderosa do mercado senao houver novidades de ultima hora, assim como a xbox o foi, assim como a x360 o foi, assim como a one X o foi e assim como a sx para já é.

Factos.

Senao concordas estas no teu direito.

bruno
Visitante
bruno

Nao? A PS3 tinha bluray, a 360 nao e teve problemas por isso, a PS3 era a mais poderosa e apesar de ter demorado a prova-lo, provou-o. FACTOS.

A ONE X nao vence com mais clareza porque nao tem potencia suficiente para rodar jogos que rodam na PS4 a 1080p em 4K nativos. So tem potencia para levar titulos da ONE e que rodem nesta consola a 1080p aos 4K nativos. FACTOS. Esclarecido tambem?

De resto, estas a repetir as mesmas coisas que te disse em cima e ainda tens a distinta lata de escrever como se eu as ignorasse. FACTOS.

Ninguem aqui se esta a agarrar a nada, tu e que estas ofendido por te terem dito mais um FACTO que tu queres por toda a forca que seja mentira, sendo alias obvia a tua ansia de afirmar que a XsX e mais poderosa por um sentimento de injustica que levas contigo. E estas a cair no ridiculo de colocar de tentar criar discussoes que ninguem iniciou e dar respostas a alegacoes que ninguem fez para te dares razao a ti proprio. FACTOS.

Quantos aos DEVs ja tiveste declaracoes de pessoal com mais 24 anso da industria e que trabalham diariamente com jogos AAA… alias o que te divulguei e isso mesmo. FACTOS.

A XsX e a mais poderosa no papel. E isto que toda a gente te esta a dizer. FACTOS. A performance real sera dependente de bottlenecks que possam exsitir ou nao. FACTOS.

Deto
Visitante
Deto

o que o cerny falou:

“any downclocking to be preetty minor”

o que vc entendeu:

“any upclocking to be preetty minor”

Se basear nisso, posso supor que os 12TF do SX é fake?

Antonio Lucas
Visitante
Antonio Lucas

Os 12TF DO SX são CONSTANTES, nunca será abaixo ou acima desse valor, aliás, não é 12tf mas sim 12.1 TF

Deto
Visitante
Deto

Vc lê o que os outros escrevem?

pq o que eu já escrevi continua respondendo o que vc postou antes.

tem que repetir?

E eu se fosse vc, depois do que os DESENVOLVEDORES andam falando, hypava bastante o TF até 2021, pq depois isso vai acabar e o xbox SX nem em “poder” vai ser relevante mais.

nETTo
Visitante
nETTo

quanta mágoa acumulada kkk

Edinho
Visitante
Edinho

O Ray Tracing é por software, por hardware dedicado, ou hardware integrado?

AlexandreR
Visitante
AlexandreR

Bem eu esperava no mínimo um gpu com 11 Tflops e uma consola silenciosa. Não me importo ao não fornecerem os 4K nativos, se o preço compensar, mas pelo menos que a consola não seja barulhenta.
E não quero ver problemas nos fps e quero uma qualidade gráfica de nova geração, ao nível da Xbox SX. Como já referi quero gráficos e não me importo pelos 4K nativos.

Vitor PG
Visitante
Vitor PG

Specs bem equivalentes de ambos os consoles, a diferença é q o PS5 vai apresentar os verdadeiros gráficos da geração enquanto o xbox vai focar em indies de baixa renda

AlexandreR
Visitante
AlexandreR

A Sony deverá ter soluções para complementar os 4K não sendo nativos, havendo assim performance suficiente para a criatividade dos developers. Desde que eu não consiga notar a diferença e que fique mais barato no meu bolso eu não me importo!
Claro que preferia uma consola com um gpu de 11 Tflops, mas é o que há

bruno
Visitante
bruno

Nao sei se chega la com RT e nao sei se chega la com graficos Next Gen.

Para mim este e um GPU para 1080p.

AlexandreR
Visitante
AlexandreR

Para quem é mais hardcore, poderá esperar pela Ps5 Pro lá para 2022/2023, que a única diferença deverá ser somente o gpu, havendo entre elas diferença de resolução.
No caso dos first party da Sony podem fazer o jogo a pensar no gpu da Ps5 Pro e depois adaptam na Ps5 base com a resolução mais baixa!
Assim a Ps5 ficava low cost e a Ps5 pro quem quer a resolução nos 4K.

bruno
Visitante
bruno

Nao sei se esse e o cenario, mas digo que a empresa que nao lancar a versao Pro no inicio que se prepare para sofrer nas vendas.

bruno
Visitante
bruno

Checkerboard? Alias, com o GPU da MS a entregar uma demo de uma jogo como o Minecraft a 1080p, cada vez mais me convenco disto.

AlexandreR
Visitante
AlexandreR

Uma entrevista com o Cerny, quando?
Bem, acho que vou considerar a nova geração para 1080p.
O resto é lucro, só espero é que os gráficos e as tecnologias sejam mesmo da próxima geração!

Daniel Corrêa
Visitante
Daniel Corrêa

Deve ser porque só jogas os exclusivos!! Kkkkk

bruno
Visitante
bruno

Acho que a principal falha da apresentacao de ontem foi a ausencia de demos. Isto foi o mais grave. Depois do silencio de meses e meses, fazer este tipo de apresentacao foi um erro enorme e muito, muito esquisito. E como eu digo, ou a Sony tem um truque na manga, ou e melhor que meta os estudios internos a todo gas e prepare muitos trailer de titulos next gen para serem lancados com a proxima geracao.

Edson
Visitante
Edson

O truque dela chama-se spiderman 2. Console é sobre games de qualidade e não sobre especificações parrudas. Parece que vc está esquecendo a origem do PlayStation e como ela chegou até aqui, Bruno! Está reclamando, dramatizando, etc, etc, etc… Com todo respeito a ti, mas penso que se o xbox series X está bom assim ou se os pcs são tão parrudos, pq não ir para eles? Eu estarei com o ps5 e gostei das specs, pois o preço deverá ser convidativo, além de ser specs bem interessantes e honestas na relação qualidade/ preço.

bruno
Visitante
bruno

Com os exclusivos a ir para o PC, porque nao?

Edson
Visitante
Edson

Quais exclusivos? Há mais? Pq pelas palavras de Ryan, do ps5 não irão!!!

bruno
Visitante
bruno

Ha imensos. E ja foram os titulos da Quantic Dream, o titulo da Koji Pro, e quanto ao resto… Lancaram um… porque nao irao lancar os outros?

E por ultimo a Sony nao disse que nao a lancar o resto no PC. So disse que nao o faria ja e que ia pensar no assunto.

Isto significa que deixa em aberto a porta.

bruno
Visitante
bruno

Nao explica como a Sony se sente na obrigacao de fornecer tecnologia interna e pessoal interno para fazer um jogo PC. Nao explica como e que a Sony financia 2 jogos de raiz e depois os lanca no PC sendo que possui os direitos do IP dos dois.

bruno
Visitante
bruno

Talvez a unica coisa que de vantagem as estas consolas. Mas assets nao determinam resolucao.

Deto
Visitante
Deto

Mário… talvez seja o meu “sonysmo” falando, masss

seria possível a Sony lançar o HZD no PC igual ao PS4 e depois de uns meses anunciar retro melhorada no PS5?

Imagine um cara do PC que quer sempre os melhores gráficos ADORANDO HZD no PC, rodando 4k 60fps, mas sendo o mesmo que gráficos que o PS4.

A sony lá por novembro fala do Patch para HZD no PS5:

– 4k checkboarding, pq não tem motivo para ser 4k
– 60fps
– iluminação global por RT
– LOD aumentando 10x
– texturas na qualidade original criada para o jogo e não a versão “salvar como em 1080p”

Olhe o video inicial de HZD de abertura, aquilo é a engine rodando o jogo como ele foi criado sem ter sido “capado” para rodar no PS4.

Imagine aqueles gráficos, 60fps, RT global?

Isso não seria suficiente para o sujeito no PC TOP comprar um PS5?

Se bem que os sujeito já jogou… duvido que compraria um PS5 para ter gráficos melhores em um jogo que ele já jogou.

Daniel Corrêa
Visitante
Daniel Corrêa

Realmente o spiderman 2 vai trazer o melhor do ps5, não a dúvidas, gostaria que rodasse no X para vermos as diferenças!!!

AlexandreR
Visitante
AlexandreR

O foco ainda é a ps4. A Sony não quer desviar a atenção dos consumidores, e querem que os mesmos aproveitem e desfrutem dos jogos que vão sair este ano( The last of us 2 e Ghost of tsushima).
O objetivo é acabar a geração da melhor maneira possível!
Quando estes jogos tiverem sido lançados, a Sony deverá ter outra conferência para mostrar os jogos da próxima geração!

bruno
Visitante
bruno

Isso sem duvida.

Andrio
Visitante
Andrio

Um colega meu falou que o timing da sony não errado, mas sim que a MS acelerou os passos. Isso da sensação que a sony está atrasada com informações.

bruno
Visitante
bruno

Nao sei. Mas como um tipo disse ha algum tempo atras, a unica coisa que magoa a Sony nesta altura nao e comunicacao tardia, mas ma comunicacao. E infelizmente e isto que tem ocorrido. O que e grave.

Basta ver que em likes todos os anuncios da Sony enterraram os da Xbox.

Andrio
Visitante
Andrio

Ok, Xbox SX -> PS5 em força bruta. Fato não como negar!
Agora o que eu estou achando curioso como varios devs estão rasgando elogios a solução da sony. Mesmo sabendo que a apresentação de ontem seria voltada a GDC, eu achei errado manter o mesmo formato lançando ao público. Será que o setor de marketing não conseguiria prever que ia ser ruim apresentar tais dados sem exemplos em tempo real? Pra mim foi um desastre….

Felipe Leite
Visitante
Felipe Leite

Eu sempre fui um early adopter, mas nessa geração, irei esperar pelo menos um ano.
Chega de cair nos “testes” das empresas.
Estou muito tentado pela série X mas tenho receio das políticas da Microsoft.
Nesse momento estou decepcionado com a PS5.
Faltaram argumentos na apresentação, não há sequer o design da consola, continua a faltar explicações palpáveis sobre o real funcionamento da consola e na minha opinião a própria Sony está algo confusa.
Sem segurança não dá para confiar as cegas.
Esse é o meu sentimento no momento.

João Magalhães
Visitante
João Magalhães

Excelente Ártigo como sempre Mário!E temos que ser transparentes….

Vc passou muito bem a mensagem do que a comunidade Hardcore do PS5 gostaria de expressar…Até aqui de certa forma a Sony decepcionou e não trouxe a melhor máquina ou pelo menos uma mais próxima para brigar de frente…O resto é os jogos que vão ter que falar mas não alivia os erros e decepção.

É uma decepção porque o PS5 é seu principal produto e ela estava em um bom momento e não era hora para se acovardar e só pensar em custos.Para uma empresa de tecnologia isso foi
muito mal.

E tinha até esquecido esse detalhe…O Ray Tracing pode ser um sério problema se o PS5 não tiver mais nenhuma carta na manga…e pode provar que a empresa realmente foi surpreendida por essa e pelo alto Clock da GPU.

Até aqui é o que nós parece até existir por ventura novas informações.

E o PS5 pode mesmo parecer um console ainda em construção e que se perdeu pelo caminho.Mas o SSD ainda vai dar muito o que falar e por pessoas que trabalham com esses Consoles.

bruno
Visitante
bruno

[off-topic]Demo RT da AMD

https://www.youtube.com/watch?v=eqXeM4712ps

Nao me parece um bom augurio.

Rui Teixeira
Visitante
Rui Teixeira

Quando o Cerny falou timidamente do RT e depois do minecraft a 1080p fiquei logo céptico sobre o RT da AMD. Esta demo ainda me deixa mais preocupado. Parece-me que em jogos verdadeiramente NextGen o RT nem sequer vai ser possível, ou vão usá-lo de forma muito simplista, do género só sombras, só reflexos ou só iluminação global, jogos em mundo aberto provavelmente é para esquecer.

Entretanto, hoje vejo vários programadores com declarações meio estranhas. Dizendo que não entendem a apresentação da Sony, que a PS5 tem muitas coisas superiores à XBoxSX que a Sony decidiu, por alguma razão, não mencionar, ainda por cima dizem muitas, não uma ou duas. Ou estou simplesmente a dizer baboseiras, o que seria estranho, ou a apresentação da Sony foi má, não só para o publico em geral, como para todo o mundo, que raios se passa pela cabeça da Sony se realmente tem coisas que pode dar vantagem, ou pelo menos, minimizar a vantagem da XBoxSX e nem as mencionar!?

Uma pergunta que me tenho feito! Será que os API da Sony poderão dar alguma vantagem aos da MS? Se a MS se limitar em colocar o DX genérico do PC na consola, poderá a PS5 ter vantagem? Será que é disto que os programadores se referem?
Bom, acho que só saberemos quando a Sony ganhar algum juízo 😛

bruno
Visitante
bruno

Está demo corre a 1080p 30 fps. É muito intensiva no RT mas não chega aos calcanhares da demo Star Wars da nVidia. Daí eu ter dito que não é um bom augúrio. O que não sei é em que hardware estava aquilo a correr..

Sobre o API, não dará vantagem. A Sony usa um API baseado no Free BDS é fechado e vai mais ao metal. É feito in-house. Agora os DEVs normalmente usam um API genérico e portam.

O SSD pode dar vantagem. O problema é que não houveram demos que o demonstrassem ou a Sony continua à espera de um ponto de não retorno de modo a evitar resposta de última hora da MS. Ele vai permitir reduzir tamanho de jogos, e vai revolucionar os jogos. Tens que imaginar que tens 16 GB RAM a alta velocidade mais 809Gb de RAM muito lenta. Isto é brutal na medida em que o nível de detalhe, e dimensão dos mundos vão aumentar imenso.

O que me tem deixado pe atrás é o GPU que não acho suficiente para a resolução alvo.

É como digo precisamos de demos.

Daniel Torres
Visitante
Daniel Torres

Concordo com quase tudo que esse rapaz escreveu a respeito de como anda a Sony nos dias atuais: “https://www.gamevicio.com/noticias/2020/03/opiniao-o-que-esta-errado-com-a-sony/”

Depois de ver o vídeo da Digital Foundry e esse artigo do Mário, eu fiquei mais “tranquilo” em relação ao ps5, porém devo apontar que o console parece ser feito às pressas o que ainda me deixa preocupado.

Os pontos positivos para mim:
-SSD super rápido

Pontos negativos
-Temperatura que vai chegar (apenas teorizando)
-Raytracing??? (Pq se for aquela m**da que a AMD mostrou boa sorte)
-Audio que nem eles sabem como vão implementar
-Retrocompatibilidade apenas com o ps4 e mesmo assim bem nojenta, sendo que pc’s hoje conseguem emular todos os consoles da Sony (exceção o ps4) em 4k 60fps.
-Frequências jogadas no ar, ninguém sabe como vai afetar as performances do console e qual o mínimo que as chegam
-E a cereja no topo do bolo a Sony liberando jogos para pc e para quem escultou o áudio todo da entrevista ele deixa bem claro que tem intenção de levar mais títulos para o pc e deu a entender que o Horizon foi o primeiro apenas por ter sido do estúdio dele.

Apesar disso tudo que citei o console me parece ter futuro e se ele for mais barato que o SX então ao meu ver consegue o quota muito boa de mercado.

Fernando Medeiros
Visitante
Fernando Medeiros

Para mim a ideia da frequência variável surgiu de última hora (entendam como a poucos meses), quando a Sony se deu conta que eu console estaria em maus lençóis caso o marketing divulgasse um número de apenas 1 digito para a GPU, pressionados tanto pelos rumores de 12 TFlops do Xbox, quanto pelos 10,7 do Stadia. Pelo fator psicológico, 9 Tflops jogariam muito mais contra, isso por que provavelmente no início do desenvolvimento era ainda abaixo. 2GHz de clock para uma GPU de console é muito incomum e os mesmos que deram os rumores de 2GHz eram os que no começo falavam em 1,8GHz. Caso a Sony tivesse optado pela mesma frequência do XSX, seria 8,4Tflops, e com certeza isso seria bem pior…
Acho que eles forçaram o clock da GPU até o ponto em que pudessem fazer um marketing com um número de 2 dígitos também, e o Mark Cerny falou de Tflops RDNA contra TFLOPS GCN para pessoas comuns (entendam também como os atuais jornalistas de games comuns) não fazerem uma comparação direta. Apesar de parecer ridículo para pessoas como nós que entendem o assunto, tenham certeza que nesse momento devem existir pessoas que assistiram o evento de ontem e pensam que o XSX com 12 tflops é menos do que o PS5 com 10,2 por que a MS fez a comparação matemática direta com o Xbox One sem entrar nos méritos do Tflop RDNA. As pessoas que não percebem o RDNA 2 nos dois consoles, podem cair nisso sim apesar de que provavelmente foram poucas.
Outro ponto que não vai jogar a favor é que por muito tempo ainda os jogos precisarão ser feitos para funcionar entre PC, XboxSX, One, PS4 e PS5, o que significa que a vantagem do SSD da Sony será só em loadings e quando aparecer em outras coisas, deverá ser só em jogos exclusivos de escopos muito grandes. Aliás, algumas pessoas defendem até que a largura de banda desse SSD é um tanto exagerado e talvez não venha a ter nenhum benefício além do loading super rápido.
Apesar de todos os defeitos da revelação, a situação do PS5 não é nem de perto comparável ao Xbox One em 2013. Nesse momento em 2013, após a revelação do One, 9 em cada 10 sites de games estavam descendo a marreta na Microsoft, sem contar os portais de notícias aleatórias que só replicam os títulos com mais clickbait impopularizando mais ainda o console. A situação de hoje é muito diferente, 9 em cada 10 sites de games pegaram o Playstation no colo e estão publicando aquela famosa notícia “veja bem tflops não é tudo, loadings super rápídos”, com comentários de especificações no rodapé…
O PS5 vai ser o console mais vendido da geração, vai vender bem nos Estados Unidos e principalmente na Europa, aliás, se a Sony fizesse um minigame de tetris monocromático com adesivo temático do The Last of Us, os europeus esgotavam todo e estoque das lojas…
Não vai ser um fracasso, muito menos uma quebra de mais de 50% nas vendas. Apenas não vai ser a vitória de mão beijada que a Sony recebeu nessa geração, o que para uma empresa com o posicionamento e liderança de mercado, pode ser encarado como uma derrota.

Andrio
Visitante
Andrio

Lol, boa memoria para puxar tudo de 2013. Me tira uma dúvida, quem seria essas pessoas que falam que essa largura de banda seria um exagero?
Porque sinceramente no twitter eu só vejo Devs elogiando bastante o ps5..
Eis mais um….

https://twitter.com/AndreaPessino/status/1240708756041691136

Edson
Visitante
Edson

Fernando, não sei se leu a matéria da Digital Foundry sobre o ps5. Sei que dói para os fanboys de xbox, mas vejo o sofrimento nas suas palavras de alguém que no fundo, está pressentindo mais uma geração ruim para o xbox.

bruno
Visitante
bruno

Uma coisa é certa disto. Se a PS5 sair na frente será apenas pelos exclusivos. E ja não ha desculpas para mais nada.

Carlos Zidane
Visitante
Carlos Zidane

Ótimo artigo muito bem esclarecido Mário, bom trabalho.

João Magalhães
Visitante
João Magalhães

Eu mesmo como fã da Sony sinceramente espero que a Sony perca uma boa fatia de mercado…E a MS merece no mínimo uma competição cabeça a cabeça em termos de vendas pela forma como ela apresentou o XSX sem decepcionar….só falta eles acertarem no preço de no máximo 500 dólares…

E digo outra…Sony não está escondendo nada e jogo nenhum!…é o PS5 que está atrasado e cheio de problemas por resolver….Foi surpreendida de todos os lados pelo XSX e está uma Atrapalhada só tentando resolver.

Edson
Visitante
Edson

Sem decepcionar, João? Anunciando os exclusivos xbox series X para o one por quase 2 anos.

Fagner
Visitante
Fagner

Tu não conheces o que é clock certo?

nETTo
Visitante
nETTo

Eu vejo choro, eu vejo ranger de dentes.

Quanto desespero porque a Sony mostrou um console inferior ao concorrente. Alguns agem como se isso fosse o fim, algo pra se envergonhar kkkk. Dai eu olho no NPD e o switch com seus pouco mais de 300GF surrando o PS4 Pro/Xone X. Um teria de ser mais forte e o outro mais fraco.

Quanto ao console em si, falo do PS5. Pra mim é compra garantida, não será day one apenas por causa de fatores economicos atuais do Brasil, mas no máximo 2021 já terei o meu, em 2014 eu entrei na nova geração com o patinho feio (One fat), 1 controle sem jogo algum, baixei Warframe e comecei a me divertir a gloriosos 720p, em seguida comprei o vencedor da geração. Nesta nova provavelmente vai se repetir, vou comprar o mais barato primeiro e em seguida o próximo.

Quanto a máquina, pra mim está excelente o hardware, penso no que os estudios firts party da Sony e alguns third fizeram nesta geração em termos de jogos impressionantes, dai fico pensando no que estar por vir, um console que pode ultrapassa 10tf, com uma CPU muito superior ao velhinho jaguar, muita memória, com SSD de ultima geração (tem gente que já tenta diminuir este aspecto kk) Raytracing, áudio 3D, enfim.

A mais alguns podem dizer ” o xbox faz melhor”, vrd, mas no Xbox eu não posso jogar os jogos da Sony infelizmente, dai tenho de comprar o console já que eu dispenso o PC, já tentei, mas pra mim é apenas pra outras tarefas, pra jogos prefiro os consoles.

Hj já saiu rumor de Spider 2 pra nov/2021 com participação do Venon, temos os blockbusters deste ano como FF7R, Tlou Part2 e Ghost of Tsushima, sem contar o lineup de lançamento do PS5. Enfim, pra mim o hype está no alto.

Guerrilla entregou Horizon ZD em 2017
Pholyphony Digital pode surpreender com novo GT
Santa Monica pode vir com novo IP
Silent Hills???
BluePoint promete grandes coisas.

Para, PS5 tem um futuro promissor

PS: Hj user caixistas de um forum de games que frequento abriram um tópico com título “tópico da Migraçao”, destinado a saber quem em virtude da péssima apresentação do PS5 além claro do hard mais fraco estaria inclinado a mudar de plataforma, o resultado:

91% vão de PS5
9% vão mudar

só pra termos uma base

Rui
Visitante
Rui

E outra coisa que me esqueci uma compreendo que o sr mario tenha falado ao de leve o ray tracing por haver pouca informação, mas no artigo esqueceu se da memória.

Deto
Visitante
Deto

Mario, acho que acabou para o Xbox SX

PS5 > SX

Fonte:

todos os desenvolvedores segundo o Jason do Kotaku

https://i.imgur.com/4cxZoch.png?1

https://twitter.com/jasonschreier/status/1240711942945361920

heeheheh eu nem vou mais discutir, PS5 na pré venda.

acho que esse twitte ai vale uma materia heim eheheheh

do jeito que eles falaram, para final de 2021, não é diferença na API, SDK, etc, que a MS tb pode melhorar e sim o hardware.

By-mission
Visitante
By-mission

Se puderem assistam a esse vídeo:

https://youtu.be/QB9-Ia8hskY

Concordo com o que ele diz e ao que parece a Sony sabia o que queria e aonde queriam chegar com o PS5, digo, não é como se alguém estivesse esquecido a panela no fogo, mas sim um alvo de performance…

Muito do que ele explicou como alguns dizem ser o trunfo escondido ou como tantos gostam de dizer o “molho secreto” e simplesmente uma forma de se alcançar o que achariam o ideal de performance para a nova geração… Aqui fica a sensação de que talvez a Sony vá no preço buscar a diferença de performance, mas será que a empresa mais rica do mundo vai bancar essa diferença?