Gamepass Ultimate pode ser obtido em PT e BR por menos de 4 euros por mês. Em algumas partes do mundo, ele pode ser de borla.

5 8 votes
Avalie o nosso artigo

O custo oficial é… de 14.99 euros! Mas indo por subterfúgios legais e autorizados, a diferença ao fim de três anos é de mais de 403 euros, com um custo mensal de apenas 3.77 euros. Mas isto em Portugal ou Brasil, pois em muitos locais do mundo, ter o Gamepass de borla não requer mais do que perder um par de minutos por dia.

A campanha de adesão ao Gamepass por 1 euro transforma o tempo de Live Gold em tempo de Gamepass, tornando a situação muito mais acessível que a adesão normal.

Basicamente se o Gamepass Ultimate custa 14.99 euros por mês, e assim sendo, aderir ao mesmo por três anos custa algo como 539,64 euros.

Mas como vem acontecendo desde sempre, a situação pode sair bem mais barata.

Aderir ao Live Gold por três anos é uma despensa que pode ser conseguida por 44.99 por ano, o que quer dizer que três anos ficam por 134,97 euros.



Ora com esta adesão, uma adesão ao Gamepass Ultimate por três meses, com o custo de 1 euro, irá converter o vosso pacote Gold em 36 meses de Gamepass Ultimate, aos quais acrescem os 3 meses pagos pelo 1 euro.

Infelizmente a campanha apenas permite acumular até 36 meses, pelo que esta adesão acaba por ficar pelo valor limite de 36 meses.

Seja como for, estes 36 meses ficam por 135,97 euros, o que perfaz um custo de 3,77 euros por mês!

Esta situação dada como ativa e possível à data de 29 de Abril de 2021 em diversos websites credíveis, como a PCWorld, é dada como ainda existente a 19 de Maio de 2021. Se atualmente a situação ainda pode ser explorada não sabemos, mas o facto é que ela era funcional até à bem poucos dias, e esta é uma situação que se arrasta à anos, pelo que não vemos que a Microsoft tenha vontade de acabar com ela.

Ora com 3.77 euros por mês, obtidos de forma oficial e conhecida, não haja dúvidas que o Gamepass não pode estar a ser viável… E tambem não hajam dúvidas que o aumento das adesões se devem à pandemia e a um espalhar-se de uma situação que permite aproveitar estas situações para se usufruir do serviços por três anos ao custo de 3 cafés por mês. Isto sem que quem adere pense nas consequências deste corte brutal de receita para o mercado. Pura e simplesmente não é possível sequer para a Microsoft manter o serviço por este custo, e o mesmo encontra-se altamente financiado (E diga-se que, sendo esta metodologia algo oficialmente aceite, a situação deveria ser alvo de investigação pois poderá configurar um caso de concorrência desleal e atitudes predatórias.)

Pessoalmente adoraria pagar apenas 3.77 euros/mês por centenas de jogos. Mas por gostar demais deste hobby não irei contribuir para causar danos à mesma pois há a plena consciência que com este valor não é possível sustentar-se toda uma industria e desenvolvimento de jogos que custam centenas de milhões a serem criados.



Mas a coisa na realidade ainda é pior, e tal como referido num outro artigo anterior, há formas de se obter o Game Pass Ultimate de borla. Meios esses que não funcionam em Portugal, mas que estão disponíveis nos seguintes países.

  • Austrália
  • Bélgica
  • Brasil (oferta muitíssimo limitada )
  • Canadá
  • França
  • Alemanha
  • Hong Kong
  • Irlanda
  • Itália
  • Japão
  • México
  • Holanda
  • Nova Zelandia
  • Noruega
  • Singapura
  • Espanha
  • Suécia
  • Tailandia
  • Reino Unido
  • Estados Unidos

Falamos dos Microsoft Rewards que permitem trocar os pontos obtidos pelos seguintes prémios:

  • Xbox Live Gold 1 mês
  • Xbox Live Gold 3 meses
  • Xbox Live Gold 12 meses
  • Game Pass 1 mês
  • Game Pass 3 meses
  • Crédito na Xbox Store

Apesar que 5000 pontos são algo na ordem dos 5$, a realidade é que estes prémios estão quase sempre com descontos, podendo assim ser obtidos por menos que os 15000 pontos (ou 15 euros) que 1 mês de Gamepass custaria. Na realidade, 1 mês de Gamepass,, que podem ser convertido em 20 dias de Gamepass Ultimate custa 6800 pontos.

Mas por mês podemos facilmente amealhar os seguintes pontos:

  • Usar o Bing no PC oferece 3 pontos por pesquisa, com um máximo de 90 pontos por dia.
  • Usar o Bing no smartphone dá igualmente 3 pontos por pesquisa, com um máximo de 60 pontos por dia.
  • Existem atividades diárias na Página de recompensas, que dão entre 30 a 90 pontos por dia e que demoram menos de 2 minutos a realizar..
  • Existem tambem atividades equivalentes às da linha anterior, quer diárias, quer semanais, na Xbox Rewards App.

De se notar que os limites acima referidos implicam que o utilizador das Microsoft Rewards seja nível dois. Mas isso implica apenas que o utilizador alcança 500 pontos num mês, para passar a nível 2. Daí para a frente, manter esse nível é só manter a atenção de 500 pontos por mês.



A ajudar à festa a Microsoft adicionou as “streaks”. Assim se cumprires sempre as tarefas diárias recebes bónus ao fim dos seguintes conjuntos de dias:

1º Streak = Dia 3 = 45 pts
2º Streak = Dia 8 = 75 pts
3º Streak = Dia 13 = 75 pts
4º Streak = Dia 20 = 105 pts
5º Streak = Dia 28 = 105 pts

Basicamente o que isto implica é que o utilizador comece como nível 1, passando os 500 pontos para garantir o nível 2 no mês seguinte, e podendo amealhar no máximo de 1000 pontos mensais. Depois no segundo mês, já com o nível 2 pode amealhar 5000 pontos mensais.

Ora com uma familia de 2 pessoas, é possível cada membro amealhar 5000 pontos mensais. E como a Microsoft permite que os utilizadores nível 2 cedam até 5000 pontos por mês a outro, isso quer dizer que é possível amealhar-se facilmente 10000 pontos por mês! Ou seja, a cada 2 meses são 20 mil pontos.

Uma adesão de 3 meses ao Gamepass Ultimate custa 17000 pontos. A cada dois meses adere-se por três meses e ainda sobram 3000 pontos.



Fonte 1 do procedimento oficial
Fonte 2 do procedimento oficial

Como se percebe, amealhar pontos para se jogar de borla… é uma atividade de caretas, apesar de no primeiro mês ser complexa e de depois obrigar a algum trabalho. Mas uma vez dentro do gamepass, as coisas surgem quase naturalmente.

E segundo se dá a entender nos fóruns amealhar os pontos é algo bem mais simples do que o acima referido pois os custos em pontos das adesões estão quase sempre em promoção.

Como referido, a situação não está disponível em Portugal, e está muito, mas mesmo muito, limitada no Brasil, com as ofertas a serem de poucos pontos diários e não estes valores aqui presentes.

Mas a quem adere, uma vez com o Gamepass pago, dentro do próprio Gamepass há pontos a ganhar, com jogos que a serem jogados oferecem pontos. E caso comprem alguma coisa, cada 1$ gasto na loja da Microsoft ou na Xbox store dá mais 20 pontos… O amealhar de pontos torna-se ainda mais simples e banal.



Resumidamente o que vemos aqui é uma forma oficial de se obter o serviço, onde ele basicamente é “dado de borla”; isto só é possível com um financiamento tremendamente grande do mesmo. E os clientes, acreditando no chamado “Pai Natal”, acham que o serviço está a crescer por mérito e não porque as pessoas se estão a aproveitar das borlas. Mesmo com o pagamento na integra torna-se questionável como é que se mantêm uma industria de videojogos com a qualidade da atual usando um serviço destes. Mas com o serviço a ser dado ou vendido a 3.77 euros por mês… não brinquemos!

Perante isto não admira que os números de assinantes do Gamepass possam ser altos. O intrigante é não serem é mais altos! Mas pelos vistos ainda há muita gente que pensa e que gosta demais deste hobby para o colocar em causa.

Agora não podemos é criticar as atitudes de outras empresas no sentido de tentarem amealhar mais receitas para poderem ser mais competitivas quando o que estão a enfrentar é uma gigante mundial que, ao permitir negócios deste género, as está, claramente, a tentar aniquilar. E isto não afeta só a concorrência, afeta toda a industria.



5 8 votes
Avalie o nosso artigo
95 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Rui
Rui
4 meses atrás

Eu tenho gamepass ate jan 2022 mas vou ver se expando mais é exelente para mim mas sim ja sei o que o Sr Mário pensa.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
4 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Eu gostaria de saber porquê mesmo sendo muito barato o serviço não tem o número que eu pelo menos esperava, que seria algo algumas vezes maior que o divulgado, pois ainda tem no PC, mas considero o número baixo, então no futuro se o serviço tiver que ter um aumento pra cobrir sua existência, suponho que o número não deverá aumentar, mas sim talvez diminuir possivelmente… O que quero dizer é, se a moda pega ainda entra a Sony no negócio, entra outra empresa, e outra… Como a Microsoft vai manter isso? Eu não consigo enxergar uma forma que isso vá dar certo, gostava muito que alguém me explicasse qual é a esperança da Microsoft que isso venha a funcionar um dia pra eles.
Eu não critico o negócio pro público, eu mesmo assinei por muito tempo e só não sou assinante pois vendi o Xbox, mas eu assinava particularmente pra jogar online, os jogos que lá estavam, os bons eu já tinha jogado e a maioria era palha, geralmente pego algum lançamento de maior nível (compro a mídia física) e zero as possibilidades dele, pra só depois buscar outro jogo grande, e nesse meio tempo, gasto imenso no PUBG, GTA Online ou FIFA, não restando tempo pra testar algum jogo mais fraco, e quando o fiz não valeu a pena, então pra mim não é interessante como vejo as pessoas falando

Não sei até onde vai isso e desde que não faça cair a qualidade dos jogos AAA, não me importa se vai seguir ou ser encerrado, desde já não me faz nenhuma diferença

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Como eu disse, quem tem um critério menos exigente que o meu, deverá ver muito valor em pagar pouco e ficar saltando de um joguinho pra outro, e por isso não entendo como o serviço não tem muito mais público… Será que tem tanta gente que pensa mais ou menos como eu? E será que esse negócio um dia vai ser rentável, isso ignorando totalmente o fato de haver ainda concorrência? Não sei não, acho muito pouco sustentável

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Carlos Zidane
4 meses atrás

A menos que a MS esteja esperando uma quebra da economia mundial, onde as pessoas sem grana, talvez até dependendo da tal renda universal que o povo da ONU propôs e gente como o Elon Musk entre outros “visionários e gênios” como o cara do Fórum Econômico Mundial, e nesse cenário desolador, só restaria esse tipo de serviço, imaginando o “novo normal” com pessoas enjauladas em casa, sem vida social e novas pandemias, possíveis conflitos militares e civis, quebra em cadeias de suprimentos (e isso são eles quem alertam, não eu), aí com um número imenso, mesmo que dividindo palco com outros players, eles podiam talvez se sobressair, mas isso é algo até bizarro de ser aventado, mas se acontecer eu falei aqui, fique registrado

Deto
Deto
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

não acho que alguém se importe em estragar a industria e por isso não assine.

acho que é pq para a maioria das pessoas não vale a pena.

o pessoal hoje se comporta com assinatura de serviço como se fosse no nascimento do Netflix, 9 reais e um caminhão de conteúdo.

Eu acho que para a maioria de quem tem video game não vale a pena e pronto, mesmo barato com mutreta oficial.

aqui vou listar os motivos que eu não gosto de assinatura e que eu acho que o serviço não decola (50M de usuários não vai rolar sem ter no playstation, switch e PC com o mesmo catálogo do xbox):

o Sujeito escolhe o jogo que vai comprar, no GP não.

o sujeito pode emprestar, pode jogar para sempre, pode jogar daqui 5 anos ou nunca jogar; mas o jogo vai continuar lá, não sai, não tem prazo misterioso para jogar e depois o jogo sair.

o sujeito joga no GP e as DLCs tem que comprar fora?

Se UM jogo que ele quer muito jogar e for “velho” e não estiver no GP, ele já acha muito ruim; igual quando eu procurei exterminador do futuro 1 em três serviços de streaming e nenhum tinha, adivinha? podia alugar ou comprar o filme. Nesse instante já me deu vontade de cancelar e usar a grana da assinatura para alugar o filme que q eu queria… não cancelo pq divido assinatura com familia… o GP vc cancela e pronto, pq só tu usa.

mais importante, ninguém é idiota… o sujeito assina netflix, amazon, disney, HBO Max e DIVIDE com todo mundo da familia…

vc divide gamepass com alguém? não

alguém da tua familia joga GP além de vc ? não.

vc deixaria de assinar Netflix, Prime Video, Disney+, HBO Max que vc divide com quem vc gosta, quem vc gosta usa também para assinar gamepass que só vc vai usar?

GP não decola pq ele tem desvantagens, não é igual netflix que era somente vantagens a alguns anos atrás.

o sujeito quer jogar, sei lá…. sekiro, ai tá la por 40 USD em promoção… ai ele assina o GP, como ele vai comprar sekiro e jogar ele não vai usar GP, então naquele mês o gasto dele é “sekiro + GP”

enquanto quem não assina, só gasta para comprar sekiro

tem muitas desvantagens o GP, e todo mundo sabe.

mas sabe pq não ganha tração na narrativa as desvantagens?

pq exige escrever muito para exemplificar as desvantagens, olha o textão que eu escrevi ai…

para hypar a vantagem (“de graça”) é so ficar repetindo uma frase de efeito igual um papagaio “1 real” “500 jogos” “vou esperar sair no GP”

agora olha isso:

é caro pq se eu quiser comprar um jogo para zerar em um mês, a minha despesa de jogos naquele mês vai ser o jogo comprado + o mes do GP

Sparrow81
Sparrow81
4 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Uma hora essa conta vai chegar… Aqui a maioria que eu vejo em redes sociais é nesse esqueminha aí. E mais, vão criando quantas contas conseguirem para conseguir o máximo de desconto pelo maior tempo possível. Fico imaginando quantos assinantes o gamepass tem realmente, pois a impressão que tenho é que a Microsoft está colocando todos que já assinaram um dia gamepass na vida na conta de assinantes. Ou seja, o serviço na verdade é uma fracasso e a maioria não paga preço cheio, vai só na fraude. Até quando a Microsoft não vai cobrar essa conta?

Rui
Rui
Responder a  Sparrow81
4 meses atrás

E qual é a tua preocupação? Se a microsoft resolveu deitar dinheiro fora, não és tu que perdes ou és acionista da microsoft?
Esta conversa de ah “eles só perdem dinheiro” ou “os números não são verdadeiros eles só tem prejuízo”, não compreendo porque não afeta ninguém, se a microsoft esta a gerir mal o seu dinheiro o problema é exclusivamente dela.

Eu como consumidor olho para o produto e preço se me agradar compro ou adiro, assim que o preço sair do que considero razoável ou o produto perder qualidade deixo de aderir tão simples quanto isto.

Mas isto são velhas bruxas que andam por ai sempre o mesmo choradinho, o gamepass é terrivel é uma fraude vai destruir a industria etc.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Rui
4 meses atrás

Preocupação? Haahahaha preocupação quem deve ter é o sonhador que acha que sempre vai ser assim. O que comentei ali é minha percepção que isso vai falhar e dar muito choro ainda quando a conta chegar.

Elton
Elton
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Para mim FIFAs, CODs e Fortnites da vida são mais dolosos à indústria. O que empresas perseguem para criar sua versões destes jogos corta mais a criatividade e inovação que um serviço estilo gamepass.

Deto
Deto
Responder a  Sparrow81
4 meses atrás

e a conta já chegou

esqueceu que a MS tentou empurrar dobrar o valor da Live Gold?

então, para mim isso tem cara de corda no pescoço.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Deto
4 meses atrás

Nadella uma hora ou outra vai cortar essas asas aí. Ninguém, em sã consciência, admite tantas perdas sem resultado. Creio que o gamepass tem um prazo para dar dinheiro. E o prazo não deve ser tão esticado assim. Se nós próximos 5 anos o serviço não engrenar…

Deto
Deto
4 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Quantos anos o Gamepass tem de existencia?

e quanto tempo faz que teme essa barbada de 3 ano de GP por 1 real?

não podemos esquecer que faz uns meses e a MS tentou emplacar a Live Gold pelo dobro do preço.

isso já indica que a conta tá chegando…

e quando acabar a pandemia, vai ter refluxo desse faturamento ai; tudo extra que as pessoas gastaram em jogos vai ser cortado em dobro.

Tenho Xbox, vou assinar GP aqui pq to em casa”

“nossa, todo mundo vacinado, vou para o Bar… acabou a grana? putz, vou vender o meu xbox e beber ele no Bar

Esse do bar eu dei exemplo de qualquer coisa que as pessoas gostam de fazer e não podem, bar… festa, dançar, viajar, restaurante.

Fernando Molina
Fernando Molina
4 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Se ele vai ou não “destruir” a industria, só o tempo dirá(eu particularmente não acredito), só sei que neste momento de crise é bom demais, e no fim do ano com o novo Halo e possivelmente o novo Forza Horizon vai ser demais

Fernando Molina
Fernando Molina
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Simplesmente pq eu não acredito que o gamepass dá esse prejuizo todo, e acredito que ainda dará grandes resultados à Microsoft a medida que os jogos first forem saindo no serviço, por isso não acredito nessa alardeada quebra na receita, posso estar totalmente errado, e tenho certeza que voce acha que estou, mas só o tempo dirá

Livio
Livio
Responder a  Fernando Molina
4 meses atrás

Concordaria contigo se nos relatórios a MS não colocasse o Xbox como parte de receita de um bolo, falam do aumento de usuários e mesmo assim é tudo muito escondido.

Se não tem nada de anormal por qual motivo escondem os dados?? Brasil ano passado queria esconder os dados da pandemia (contaminados e mortes) e já sabíamos por qual motivo.

Fernando Molina
Fernando Molina
Responder a  Livio
4 meses atrás

Então Livio, não tem como afirmar nada, dá pra supor que tem algo errado pq a Microsoft coloca o xbox como parte da receita de um bolo, mas certezas não temos nenhuma, nem eu, nem voce e nem ninguem

Livio
Livio
Responder a  Fernando Molina
4 meses atrás

Mas o que te comentei era que você não acredita que o GP dê prejuízo, mas em base de quê? Como que você tira essa análise, com que dados? Já os que acham o contrário (digamos assim) se baseiam por um documento oficial onde não informa nada específico da divisão, imagine do serviço.

Por exemplo, lembro meses atrás antes mesmo do lançamento da nova geração, a Sony em relatório oficial apontava que teria um período de baixa receita e creio de até prejuízo nesse período de 2021(pandemia nem tinha começado) e daí já se apontava que seria nessa época o lançamento do PS5. Já não lembro de algum documento por parte da MS a falar sobre o GamePass, de período de investimento (sim se você quer algo tem que investir por um tempo).

Em alguns cursos que já vi do SEBRAE(para quem é de fora do Br é uma entidade de apoio a empresas) se você monta hoje uma empresa somente terá retorno financeiro depois de 2 a 4 anos, muitos fecham antes disso porque não tem $$ para bancar. Em menos de 1 mês o GP irá completar 4 anos e ainda com a possibilidade de colocar 3 anos de assinatura por um preço muito baixo, ou seja, o serviço com 7 anos ainda terá usuários a pagar um valor baixo, será que a MS vai permitir isso até lá? Não sei, espero que sim, já tiveram produtos que sumiram por muito menos

Fernando Molina
Fernando Molina
Responder a  Livio
4 meses atrás

Ok provavel que eu esteja errado então, sem problema, vamos ver o que o futuro reserva

Livio
Livio
Responder a  Fernando Molina
4 meses atrás

Não estou impondo que você está errado, somente gostaria de saber com quais informações te fizeram formular que o GP não dá prejuízo, só isso.

Fernando Molina
Fernando Molina
Responder a  Livio
4 meses atrás

Livio, eu sei que voce não está impondo nada, e eu não tenho informações nenhuma, como voce também não tem que dá prejuizo, estamos todos nós aqui supondo algo, ontem li um comentário não lembro de quem que ninguém admite tanto prejuizo sem resultado, que se o serviço não der retorno em 5 anos já era, mas tirado de onde essas informações??? ninguém tem certeza de nada, só o tempo trará respostas, mesmo pq de onde deveria, ou não, vir as respostas, sabemos que dificilmente aparecerão

Fernando Molina
Fernando Molina
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Sim, voce tem razão, eu só acho que se o serviço estivesse dando tanto prejuizo, a Microsoft não estaria investindo tanto e cada vez mais nele, mas isso é só um palpite meu

Fernando Molina
Fernando Molina
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Estou lendo e relendo tudo que eles falaram hoje, e a aposta é alta, vamos ver o que o futuro reserva, mas no momento me parece bem promissor

E pelo que falaram não irão abandonar o console não, inclusive já estão trabalhando em hardware

Ewertom
Ewertom
Responder a  Fernando Molina
4 meses atrás

Acredito que daqui a 2 anos esse game pass vai estar indispensável na sala de estar de muita gente,acho que veremos uma virada de mesa para muitos.

Ewertom
Ewertom
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Pegando no embalo da conversa,sabes mais dados ou informações sobre o anuncio da Sony em estar desenvolvendo algo para combater o game pass e se for real e iminente o que espera que a Sony irá fazer de diferente?Algo a pensar.

Ewertom
Ewertom
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

PSnow não tem lançamento day one como pode ser concorrente?assim será esmagado
Se a Sony planeia combater terá de trazer um serviço ao mesmo nivel ou superior,mas podem dizer”prefiro os jogos da Sony” e ai eu digo tem gente que gosta mais dos jogos da Mic.
Há o Jin relatou pouco tempo atrás que o game pass é inviável…….Sim mas como pode dizer o contrário estando ele a frente da companhia concorrente. e após informando que planeia combater o serviço?

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Ewertom
4 meses atrás

Lançamento day one desses joguinhos que o gamepass vem liberando ultimamente? Não faz falta alguma! E psnow tem quase mil games lá, é infinitamente superior em oferta ao gamepass.

Ewertom
Ewertom
Responder a  Sparrow81
4 meses atrás

Pro hater não,não faz falta mesmo.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Ewertom
4 meses atrás

Hater? Gamepass é 70% uma indilandia. Assina plus por 3 anos e já tens uma biblioteca com jogos muito melhores do que a qualidade gamepass. E o detalhe é que se você resgatou uma vez, o jogo não sai de lá. Não é igual o aluguel do gamepass que quando entra um RDR2 tem que jogar correndo porque sai em poucos meses.

Ewertom
Ewertom
Responder a  Sparrow81
4 meses atrás

Muito desinformado André.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Ewertom
4 meses atrás

Não, não estou desinformado. Só sei fazer porcentagem. 70% de jogos velhos, AA e indies. Desses aí se salva algumas coisas sim. 30% (estou exagerando bastante) de jogos lançados nos últimos anos e nem tudo presta.

Ewertom
Ewertom
Responder a  Sparrow81
4 meses atrás

Sim esta:e muito como falei,pro hater não tem nada,pro jogador de games tem..qual você é?pensa um pouco Andre na boa.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Ewertom
4 meses atrás

Estou indo jogar Ratchet and Clank já já. A questão é que eu não tenho tempo pra joguinhos mais. Só jogo coisas que me interessem muito e sejam de qualidade elevada. Um serviço que entrega um.monte de coisas e de novidade é a minoria não me satisfaz de jeito nenhum. Se te satisfaz, ok. Você é um público diferente que eu. Eu sou do público que fez a Sony vender 145 milhões de exclusivos em 3 anos. Você é o público do serviço.

Ewertom
Ewertom
Responder a  Sparrow81
4 meses atrás

Eu curto jogos Andre e voce curte plataforma.É hater,fala sem jogar e sem ter.Finish

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Ewertom
4 meses atrás

Nada disso. Vai lá no gamepass e vê o que tem… A maioria dos bons jogos que lá estão já foram doados na plus por exemplo. Não tem nada de hater em ser realista.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Ewertom
4 meses atrás

Sem Gamepass a Sony já domina, imagine se ela traz isso
E não, não vejo o PSNow como concorrente do GP, aqui no Brasil então é certeza

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Mal posso esperar que esse dia chegue, estou desde 2013 esperando :p

Ewertom
Ewertom
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Fato os jogos irão chegar com certeza,hoje a Mic tem condições de fazer 6 lançamentos AAA por ano.Fora AA

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Ewertom
4 meses atrás

Espero que valham a pena, nesta geração One foi de amargar, tirando os ótimos Forza e talvez o Gears 5 (esse é bem mediano) eu realmente amaria que tentassem peitar a Sony com AAA de peso
E se eu sou chefe lá, os jogos Bethesda não sairiam na Sony de jeito nenhum, torrando dinheiro já tá mesmo, então não custa abrir mão do dinheiro da plataforma PS pra fortalecer a deles, que poderia inclusive ficar no 50 a 50 como foi o 360

Fernando Molina
Fernando Molina
Responder a  Carlos Zidane
4 meses atrás

Carlos, não cometa o pecado de dizer que Gears 5 é mediano novamente kkkk

José Galvão
José Galvão
Responder a  Fernando Molina
4 meses atrás

Não é pecado nenhum, também acho o mesmo, é o jogo perfeito para os trailers, com espetáculo visual e set-pieces a condizer, mas depois joga-se e não é nada de especial, no meu caso tenho uma forma peculiar de avaliar um jogo e tem a ver com os créditos finais, se anseio em ver os créditos finais é sinal que me estou a fartar e só quero qur aquilo acabe, no entanto o jogo não é assim tão mau ao ponto de nem querer ver os créditos finais.
Agora se estou a jogar e estou com receio de ver os créditos finais, então éporque me estou a divertir imenso e está a ser uma experiência memorável.

No caso do Gears 5, digamos que senti um certo alivio ao ver os créditos finais.

Fernando Molina
Fernando Molina
Responder a  José Galvão
4 meses atrás

Foi só uma brincadeira, eu sou suspeito pra falar do Gears, é minha série preferida, mas entendo seu ponto

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Fernando Molina
4 meses atrás

Kkk foi mal

José Galvão
José Galvão
Responder a  Carlos Zidane
4 meses atrás

Não se trata de só de abrir mão da receita na PS, o problema da não ter jogos da Bethesda na PS é que a PS representa cerca de metade ou até mais que isso, de toda a faturação obtida, do lado da Xbox não vai haver receita, e no PC vai cair drasticamente, portanto não estou a ver como é que esses jogos vão ser pagos, ou se calhar até sei.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  José Galvão
4 meses atrás

O PlayStation é o que é pelos seus jogos Galvão, porquê no Xbox seria diferente?!

Andrio
Andrio
Responder a  Carlos Zidane
4 meses atrás

Concordo com vc, mas assim como o galvao falou o ps representa uns +40% faturamento dos jogos. Como a pagou os 7bi será que deixando exclusivo teria retorno?

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Andrio
4 meses atrás

Sim, claramente temos isso. Mas no meu raciocínio se você agregar valor ao seu produto, e isso é um investimento de longo prazo (anos) assim como o Gamepass, imagine que daqui uns anos vários ótimos títulos de referência, 12 tflop que fãs, leigos e midia adoram, Gamepass, Xcloud, muitos estúdios entregando trailers e produtos finalizados, some tudo isso, e talvez você ganhe um jogo que parecia perdido. É como xadrez.
Por outro lado posso ser imediatista e querer lucrar agora pra não perder essa entrada de dinheiro, mas contínuo sem moral pois minha marca (console) não tem muito que os outros já não tenham… Acho que já deu pra entender o que quero dizer.
A Sony está sendo mal vista recentemente por colocar seu patrimônio noutra freguesia. É o que eu acredito

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Carlos Zidane
4 meses atrás

Plus, a Sony bateu a Nintendo no seu próprio jogo trazendo valor ao seu PlayStation, não dando de bandeja a eles o que eles tinham, planejaram e executaram muito bem depois

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Por hora sim, vamos ver se fica por aí, mas mudanças grandes começam com um simples passo, vamos ter que esperar pra ver, de qualquer forma, eu não estou de acordo com essas coisas, já expliquei o porquê, a MS nesse trecho que colocou está muito virada pra ser o serviço, mas a Sony não estará vendo isso como futuro também? Não sabemos

Livio
Livio
4 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Lembrando que mesmo conseguindo assinaturas de GamePass a preço baixo, muita gente ainda compartilha a senha. Nos comentários anteriores ao meu tem leitor que fala que a conta um dia vai chegar(e vai) e outros, em defesa do serviço, comparam o GP com a Netflix, porém olha esta passo que a Netflix já está a tentar fazer:
https://www.techtudo.com.br/noticias/2021/03/netflix-testa-recurso-para-evitar-compartilhamento-de-senhas.ghtml

nETTo
nETTo
4 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

No Brasil quem tem Exiboquissi usa a seguinte manobra

Compram Live Gold 12 meses até 3 anos e resgatam. Depois vão lá e assinam alguma promoção ativa de Gamepass seja de 1 mês por 1, 3 reais ou 3 meses por 5 reais.

Neste caso existe um sistema de conversão o qual transforma 3 anos de Live Gold em 3 anos de Gamepass Ultimate.

Eu mesmo pretendo fazer isso.

Assinou desde 2018 e nunca paguei o preço cheio de um mês sequer. Pra falar a verdade o máximo que já paguei foram 108 reais até final de 2022

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
4 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

OFF – Resumão de Ratchet and Clank Rift Apart. analisados pela Digital Foundry e IGN. Links: https://www.youtube.com/watch?v=T7im9dMlM7s e https://youtu.be/7xtJYpwvHjY

1 – Há um nível de detalhe sem precedentes em tudo, desde os insetos a outros NPCs não interativos aleatórios nos planetas, aos cartuchos de espingarda disparados contra o solo … visualmente receberam um cuidado especial com excelentes gráficos, bem como reflexos de RT.

2 – Os personagens principais têm cerca de 250 mil polígonos cada, sem contar cabelos e pelos.

3 – A versão final é melhor do que a que a Sony nos mostrou nos trailers anteriores, basicamente a Insomniac Games melhorou muito seu jogo. ]

4 – Os reflexos RT estão agora em 4K e não em 1080p como era o caso na versão mostrada em junho de 2020.

5 – As transições de dimensões também faz parte do gameplay.

6 – Ratchet & Clank Rift Apart é melhor do que o filme Ratchet & Clank lançado em 2016 na maioria das áreas.

7 – Não há perda de quadro ou oscilações ao alternar entre as dimensões.

8 – O modo de desempenho com RT a 60fps é muito suave.

9 – O modo de fidelidade a 30 fps visa 4K nativos na maioria das vezes (1800p ~ 2160p).

10 – Existe o modo performance com Ray Tracing a 60fps e 1440p.

11 – O jogo aproveita ao máximo o SSD do PS5. Os tempos de carregamento são quase instantâneos.

12 – R&C RA é um showcase da Next Gen inviável como na geração PS4 / One.

Fernando Molina
Fernando Molina
Responder a  Carlos Eduardo
4 meses atrás

Esse game tá absurdo

Andrio
Andrio
Responder a  Carlos Eduardo
4 meses atrás

Paece ser um jogão. Pena que o meu só deve chegar dia 15. Até agora americanas ainda não fez o envio 🙁

Andrio
Andrio
4 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Eu espero que o GamePass dê certo mas sinceramente quantos do users apoiam o serviço? Aqui no brasil como já falei várias vezes o pessoal usa ao máximo os meios para não pagar ou pagar quase nada. Se o serviço que já é barato pagando full price, imagina o pessoal que faz mutreta para pagar 1 real por anos e que ainda divide a conta com outras pessoas?

Finn
Finn
4 meses atrás

É perfeitamente normal que um serviço no seu início, no primeiro ciclo de adesão, seja mais barato ou vantajoso que depois de se consolidar. A Netflix, por exemplo, removeu o período de trial que antes havia. Agora, eu acho muito difícil que uma parcela expressiva dos assinantes use desses métodos (legais), porque me parece ser uma informação meio restrita. Duvido muito que o grande público assinante saiba disso, eu mesmo só fiquei sabendo há pouco mais de um ano da possibilidade de conversão. Se e quando o serviço se consolidar, é perfeitamente possível que a MS mude todas essas políticas, por exemplo, não oferecendo mais o período de trial, removendo a possibilidade de conversão e também limitando a pontuação do rewards (que eu particularmente acho excelentes, gosto bastante que ela dê a possibilidade de ganhar créditos cumprindo tarefa e jogando jogos). A questão é que, como qualquer empresa, ao conquistar uma espécie de monopólio (não no sentido estrito da economia), ela pode fazer o que bem entender, por isso espero que ela tenha concorrentes de peso até lá.

Finn
Finn
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Nunca conheci alguém que lesse FAQS de serviços além de mim mesmo.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

! … Nossa

Finn
Finn
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Não é questão de perguntar aos meus amigos/familiares especificamente se leem isso (embora eu até já tenha perguntado, assim como se leem bula de remédio), mas eu os conheço bem o suficiente para saber que nenhum procura informações adicionais sem precisar e que, quando precisam, simplesmente pesquisam no google a dúvida específica ou perguntam a alguém que provavelmente sabe. Isso no meu círculo social, mas talvez seja diferente em outras partes do país, em outros países, culturas, ou com outras idades (pessoas mais velhas, porque tenho certeza que os mais jovens não perdem tempo com isso).

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Finn
4 meses atrás

Você está duvidando que o público gamer seja informado? Como assim? Gamer, na maioria, é muito bem informado. Tá muito longe de ser comparado com a tiazinha que assina Netflix e nem sabe o que se passa.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Sparrow81
4 meses atrás

Concordo Sparrow, gamer sabe muito bem o que quer, Netflix nem deveria ser comparado ao GP, são coisas muito distintas na minha opinião

Finn
Finn
Responder a  Sparrow81
4 meses atrás

A minha percepção subjetiva é que no geral, os jogadores de PC são bem informados, mas não acho que chegue a ser a maioria. Aposto que a maioria sequer sabe da existência de serviços para o PC como GForce Now, PS Now, GP, EA Play, Ubisoft+.
Agora, do público de consoles, não tenho a menor dúvida de que a grande maioria é casual, por assim dizer, e que os bem informados se restringem majoritariamente a frequentadores de foruns e jogadores hardcore, ou seja, um nicho dentro de um nicho.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Finn
4 meses atrás

Grande maioria nos consoles casual? Cadê o dado que mostra isso, amigo?
O dado que sabemos, ao menos do lado da Sony, é que lá é onde se mais vende, inclusive mais que no Pc. Eu tenho certeza que você está muito enganado e que o público Pc gamer é o que mais acha que entende, mas que entende mesmo são pouquíssimos e a maioria é bem casual.

Finn
Finn
Responder a  Sparrow81
4 meses atrás

Por casual, eu entendo que são as pessoas que levam os jogos como mero passatempo, não como uma profissão, hobby, meio de vida ou algo importante/significativo a ponto de gastar tempo e energia adicionais com isso. Já li alguma pesquisa com abrangência reduzida que aponta que a grande maioria dos gamers de console são assim, mas duvido que exista uma pesquisa mais abrangente e confiável sobre o assunto. Sendo assim, basta olhar para a realidade: jogos mais casuais são os mais vendidos; na maioria dos jogos nem 50% das pessoas os terminam; Nintendo domina o mercado; e foruns têm pouquíssimo engajamento face ao público consumidor.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Livio
4 meses atrás

Está igual político, o sujo falando do mal lavado, critíca a prática semelhante só fazendo alguma demagogia. Eu que pensei que os consoles meio de geração já eram chateação suficiente, eis que a Sony: hold my Play Everywhere

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Livio
4 meses atrás

Vamos ver se entendi: o chefe da plataforma que menos vende no mercado quer falar que a líder de mercado está errada e deve seguir os passos da sua plataforma lanterninha?
Como falamos aqui no Brasil: É o post mijando no cachorro mesmo.

No mais, o console Xbox ficou mais dispensável ainda hoje. Com um pendrive e assinatura do serviço você joga tudo do Xbox. Plataforma mais descartável tá pra nascer.

Finn
Finn
Responder a  Sparrow81
4 meses atrás

Quando tiver quick resume, jogos retro com melhorias/fps boost/auto HDR, jogos fora da assinatura, o catálogo do XCloud for tão bom quanto o de console e a experiência de streaming for idêntica à jogar num hardware dedicado (e com todas as features, como VRR, VRS, RT, etc), eu penso em trocar um hardware dedicado pelo Xcloud.

Finn
Finn
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Eu também acredito que irão implementar a maioiria dessas coisas na nuvem no futuro, mas no momento, é inconcebível pra mim e imagino que para os “consolistas” a ideia de trocar um XSX pelo Xcloud. Seria como dizer que se a Sony disponibilizasse jogos próprios day one no Now (mantendo todo o resto igual) não haveria mais necessidade de se ter um PS4/5. No mais, a melhor experiência no geral (exceto para modders e pessoas com PC superior a um console e que se importam com performance) continua sendo nos consoles. Nem mesmo o PC tem todas essas coisas.

Pedro
Pedro
Responder a  Sparrow81
4 meses atrás

“Plataforma mais descartável tá pra nascer”

TODAS as plataformas físicas vão morrer um dia. Futuro são serviços. A Microsoft está apenas se adiantando. O PS6 ou 7 podem muito bem serem os últimos

Pedro
Pedro
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

O Zune estava adiantado? Que eu saiba foi o contrário. Ele foi lançado anos depois do iPod, seu maior concorrente, que já dominava o mercado e tinha se consolidado. E perdeu a guerra…

“O futuro pode muito bem ser serviços, mas nesta fase as pessoas ainda não querem serviços”

Eu discordo, pois a Sony conseguiu bons resultados com o PS Now, mesmo com este não sendo disponível em todos os países (ausente no Brasil por exemplo). E gerou receita maior que o Game pass, mesmo tendo 1/5 (um quinto) do número de assinantes de seu concorrente

O que ocorre é que a Microsoft precisa fazer um ajuste nos preços e não deixar mecanismos que permitem um usuário pagar menos de forma injusta. Se fizer corretamente, consegue lucro…

Finn
Finn
Responder a  Livio
4 meses atrás

Exagero dizer que foi uma crítica à estratégia da Sony para PC, é até sensacionalista, eu diria. É mais uma alfinetada/indireta para se auto promover. Ele está dizendo “enquanto no concorrente os jogos para PC são lançados com anos de atraso, é necessário comprar o hardware para jogá-los no lançamento e sempre é preciso pagar de novo se quiseres jogar no PC, aqui todos estão disponíveis day one e por vezes não precisas pagar novamente, especialmente com o GP”. E de facto, para os jogadores de PC, a MS é muito melhor, pois ela concede liberdade de escolha, para que o consumidor decida quando, onde e o que jogar. Do mesmo modo, para os jogadores de console, a Sony tem uma estratégia melhor. A Sony poderia dizer algo como “enquanto no concorrente os consoles são opcionais para se jogar, aqui o foco principal são eles”. Eu não veria como uma crítica ao modelo da MS. Os dois funcionam bem para o que se propõem.

error: Conteúdo protegido