TechRadar altera artigo após ter distorcido completamente as afirmações de programadores.

O Website Techradar resolveu distorcer completamente as palavras dos programadores de Wolfenstein. Mas mantendo as citações intactas a situação rapidamente foi percebida, e ao fim de alguns comentários o artigo foi alterado.

Quem visitou no dia 21 pela manhã (Hoje, para quem ler o artigo após a sua publicação) o website Techradar, podia ler uma notícia com o seguinte título:

WOLFENSTEIN DEV: PS4 and Xbox One are closer than PS3 and Xbox 360 ever were.

Traduzindo, o título referia que os programadores de Wolfenstein referiam que a PS4 e a Xbox One eram mais próximos do que a Ps3 e a Xbox 360 alguma vez foram.

E este título estava correcto! A afirmação não possui nada de errado.

No entanto, mal se começava a ler o artigo as afirmações do Website eram de que, segundo os programadores de Wolfenstein, a potência da PS4 e da Xbox One eram mais aproximadas do que alguma vez foi a da PS3 e da Xbox 360.



E esta afirmação era uma completa mentira e deturpação do contexto. Algo fácil de perceber quando se liam as afirmações nas citações dos programadores:

There was a much bigger difference in making a game for both PS3 and Xbox 360 back in the day than what it is now

The new platforms are much, much more similar to work with than what we’re used to. So it is less of a challenge this time than it has been before.

Traduzindo:

Havia uma diferença muito maior na criação de um jogo para a PS3 e Xbox 360 do que há agora.

As novas plataformas são muito, muito mais similares a nível de trabalho do que aquilo a que estávamos habituados. Daí que as dificuldades sejam menores do que eram antes.

Fica claro que, tal como em tempos já havia acontecido, as comparações entre as consolas são realizadas a nível de facilidade de desenvolvimento e não de potência.

Nesse sentido, e após uma série de comentários que mostravam a parcialidade e alteração de contexto, o website alterou o artigo retirando não só o título e trocando-o por algo completamente diferente (no entanto o título original ainda está visível no link), alterando inclusive todo o primeiro parágrafo onde eram feitas as referências à potência.

techradar

Apesar de termos lido a notícia original, quando íamos escrever sobre o assunto o artigo estava já alterado, motivo pelo qual não podemos aprofundar muito mais o assunto:

ACRESCIMO:

Felizmente ainda conseguimos pesquisar os caches da Google e encontrar a notícia original.

Eis então o artigo original e o alterado:

original

alterado

Como se vê, o titulo do artigo foi alterado (mas como já mostrado o link mostra ainda o título original), e o primeiro parágrafo foi completamente alterado.

No entanto o website não faz qualquer referência à correcção, mostrando que, infelizmente, a contra informação e a deturpação das coisas é uma realidade bem presente na maior parte dos websites.

 



Posts Relacionados