Explicação para os limites ao Windows 11, e o término do Windows 10 podem ter aparecido com o Windows 365

5 4 votes
Avalie o nosso artigo

Basicamente, a confirmar-se a situação, todos os limites estão relacionados com a Microsoft preparar-se para ganhar mais dinheiro com o Windows.

Nota: O artigo que se segue é total especulação do seu autor, não havendo qualquer confirmação oficial sobre a situação. No entanto, toda a especulação é baseada em factos conhecidos, sendo um explicação possível para o contrassenso que é abandonar milhões de clientes Windows.

Confesso que sempre me intrigou como é que a Microsoft lança um Windows 11, onde deixa de fora máquinas com mais de 4 anos (facto), e anuncia ao mesmo tempo o término do Windows 10 em 2025 (facto).

Esta acção, altamente prejudicial para a Microsoft a nível de clientes teria de ter uma explicação. E a mesma parece ter aparecido com a leitura de notícias do Windows 365… O Windows… na Cloud (facto)!

Pois é… Windows 365, um Windows que requer apenas um CPU a 1 Ghz, 2 GB de RAM e 64 GB de armazenamento, exatamente o que o Windows 10 pede… Que suporta todas as máquinas com hardware igual su superior ao indicado, sem restrições (facto).



Ora olhando para os restantes produtos da gama 365, o Office, vemos que o mesmo funciona à base do pagamento de uma licença anual (facto).

E desta forma a ideia da Microsoft aparenta ser simples… Um Windows 11 local para os Gamers mais exigentes que não abdicam de correr as coisas localmente (facto), e que possuem máquinas capazes de aguentar uma nova geração de jogos, e para os restantes… perante o término do suporte do Windows 10 (facto)… que paguem uma anuidade e adiram ao Windows 365…

Recorde-se que a Microsoft referiu-se ao Windows 10 como a ultima versão do Windows (isto apesar do Windows 11 ter sido lançado), mas nunca negou a existência futura de um Windows como serviço. O que não se imaginava aqui é que esse Windows fosse quase colocado como uma imposição, e não como uma alternativa.

O Windows 365 sai em Agosto.

 

 





5 4 votes
Avalie o nosso artigo
9 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Julio Esteves
Julio Esteves
2 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Fiquei confuso! A MS quer ampliar os dispositivos em que os jogos do Xbox possam ser jogados com o cloud, mas com o Windows 11 ela vai retirar apoio a jogadores do PC que tenham hardware com tempo de fabricação de 4 anos ou mais. O PC depois do console tem a maior base de jogadores, pois a base de jogadores no mobile ou tv ainda tem muito para crescer a ponto de alcançar a base do PC. Qual a estratégia por trás do Windows 11 que justique afetar os grandes investimentos no cloud, no game pass, na compra de vários estudios?

Juca
Juca
Responder a  Julio Esteves
2 meses atrás

Opinativo: Ela quer ganhar dinheiro com serviço. Não está preocupada com PC gamers. Serviços são controle, como é quando se tem uma plataforma fechada, coisa que ela não pode mais fazer com o Windows por diversos motivos. Pra quem quer jogar, basta um smartphone com seu serviço ou um console mais barato com o seu serviço. PCGamers de alta renda, poderão se dar ao luxo de ainda comprarem jogos, os de baixa renda que compre seu Series S ou jogue nos Smartphones. Serviços são controle. Taí o resultado de apoiar os serviços! Pior que daqui uns dias, mesmo pagando, os clientes ainda terão que aguentar propagandas antes de iniciar sistemas, aplicativos, e quem sabe até aguentar uns banners na área de trabalho enquanto usamos algo. “Cool”!

Daniel Torres
Daniel Torres
2 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

E é por essas razões que meu sistema operativo principal é o Linux, e vendo que a Valve também esta investindo bastante para lançar jogos na plataforma o windows já não me é interessante.

Para quem não conhece o Linux assistam esse vídeo do Linus onde ele mostra o Pop os e como instalar e rodar os jogos da Steam:
https://m.youtube.com/watch?v=_Ua-d9OeUOg&t=196s.

Juca
Juca
Responder a  Daniel Torres
2 meses atrás

Foi o que mais me empolgou no portátil da Valve, a possibilidade de aumentar a popularidade do Linux como plataforma de jogo!

Daniel Torres
Daniel Torres
Responder a  Juca
2 meses atrás

Exatamente, hoje eu so tenho o win 10 por causa dos jogos, mas 90% eu passo usando o Ubuntu por causa de alguns programas que uso no trabalho.

Deto
Deto
Responder a  Daniel Torres
2 meses atrás

Esse teu cometario aí fecha com o que eu imagino da MS voltar a dar importância para o PC em jogos.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
2 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

As grandes empresas vão querer que o usuário use somente o Cloud deles (MS então que é a imagem da ganância), só interessa que pague algum serviço, de música, de filmes, séries, de jogos e agora, até o desktop querem que seja na cloud. E com a subida absurda do preço do hardware, muitos vão achar ótimo simplesmente assinar alguma coisa invés de comprar um novo computador caríssimo mesmo um meia boca.
Esse é o futuro que eu temia se tornando realidade, paga paga e não tem nada, além de dependência total da rede.

nETTo
nETTo
2 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Imagina a Microsoft liderando no mercado de Consoles🥶

Ainda bem que ao menos por hora isso está longe de uma realidade

Deto
Deto
Responder a  nETTo
2 meses atrás

Ela sem liderar já bota banner de propaganda na Dash do console e foca cobrando on line F2P, que do liberaram para “desqueimar” depois de tentarem dobrar o valor da Live Gold.

error: Conteúdo protegido