Ex-engenheiro da PS5 pode ter dado a entender algo sobre o hardware da consola da Sony

Matt Hargrett é um ex-engenheiro principal na componente software da Playstation 5. E comentou as especificações da Xbox série X com uma frase que aparenta dar a entender algumas das especificações da PS5.

NOTA IMPORTANTE: Todo o artigo que se segue baseia-se em interpretações das palavras de MATT HARGRETT, um ex engenheiro principal na componente de software da PS5. Nada é oficial, e este senhor pode na realidade estar meramente a “falar por falar”. No entanto, para efeitos deste artigo, vamos levar as suas palavras a sério, e verificar o que pode ser retirado daí.

O comentário de Matt Hargrett da Sony às especificações da Xbox série X é extremamente curioso e aparenta ter imenso significado.

Porque motivo Matt questiona aquelas situações em particular? E porque motivo o faz agora que se sabe que a consola é RDNA 2, sendo as questões sobre Ray Tracing que sempre se soube existir na consola?

Basicamente o que nos quer parecer é que o seu Tweet soa como uma resposta algo pouco ponderada face aos NDAs a que está sujeito, às performances da XsX, dando a entender que os Tflops podem não dizer a realidade toda, especialmente numa geração em que ele será standard.



Mas o que ele diz pode ser interpretado como muito mais do que isso. O simples facto de ter ido por aí parece colocar um ponto final nos rumores sobre qual a suposta performance da PS5, parecendo querer deixar no ar a hipótese de impossibilidade de uma comparação directa apenas pelos Tflops. Curiosamente essa é uma situação que já tínhamos num artigo denominado  “Em teoria pode uma consola com menos Tflops superar uma com mais”.

Se bem se recordam, os rumores tem vindo a apontar para 9.2 Tflops de performance na PS5, e 12 Tflops de performance na Xbox série X. O segundo valor foi hoje confirmado, sabendo-se ainda que a arquitectura usada é RDNA 2… mas e o primeiro?

Olhando para as palavras de Matt Hargrett, e tentando fazer sentido das mesmas, estas aparentam confirmar duas situações.

1 – A PS5 não se baseará no RDNA 2, sendo antes é uma versão costumizada baseada no RDNA 1, estilo RDNA 1.5
2- Nesse sentido, a PS5 poderá efectivamente ser 9.2 Tflops.

Eis a frase de Matt Hargrett.

 



Arquitectura da AMD RDNA 2 confirmada. Será que isto significa Multi-bounce Ray Tracing a 4K nativos a 60 fps? Com transparência? A que distância do “frustum” e a que ângulo/percentagem de clip na janela de exibição, se aplica o VRS? Muito curioso em ver o quão directamente estas questões serão abordadas.

O claro é que se a Sony estivesse a usar a mesma arquitectura, teria a mesma solução de RT. E dessa forma um Engenheiro que já trabalhou com ele, não viria colocar estas questões. Basicamente o que parece coerente concluir-se daqui é que a Sony não está a usar RDNA 2.

Assim sendo, sendo o seu uma versão alterada do GPU RDNA 1, este deverá estar limitado a 40 CUs, o que dá azo aos referidos 9.2 Tflops com 36 deles activos a 2 Ghz.

Mas há mais dados que podem ser tirados da frase. Nomeadamente:

1 –  Ao fazerem-se aquelas perguntas em concreto, as questões abordadas aparentam ser apontadas a pontos fracos e penalizadores das performances da arquitectura RT da AMD. Talvez até o motivo pelo qual a Sony teria apontado para uma solução externa para o Ray Tracing com um chip adjuvante (Nem o Ariel, nem o Oberon, são referenciados como possuindo RT, algo que a Sony confirma existir). Basicamente o Ray Tracing da Sony poderá ser, e as frases indicam que o será, mais eficaz que o da AMD agora usado pela Microsoft.
2 – Perante isto, surge o sentido do Tweet. O dar a perceber que a diferença de performances entre as consolas não será aquela que os números aparentam, abrindo-se até a possibilidade de a mesma ser nula, ou com vantagem para a Sony (abordaremos isso novamente de seguida).



Basicamente as questão são claras. E Matt Hargrett não terá escolhido o timming da pergunta e as questões ao acaso (multi bounce a 4K nativos 60 fps é das operações mais pesadas do Ray Tracing pois tem a ver com o suporte à resolução e fps, em operações de reflexão de luz quando um raio bate num objecto e salta para outro e para outro e assim sucessivamente, fazendo com que todo o cenário na sua globalidade afecte a luz). Tudo leva a crer que ele aborda-os porque sabe que são coisas que a Sony tem, e que a AMD não tem, ou que tendo não são o seu ponto forte (E uma coisa é certa, a Sony poderia não saber o que a Microsoft tinha na sua consola, mas sabe bem o que a AMD tem para oferecer uma vez que a AMD é aberta quando a isso aos seus clientes).

O relevante aqui é que Matt dá a entender que a Sony optou por um co-processador para RT, e supostamente um co-processador mais capaz (quem sabe a solução da Imagination Tachnologies). E isto quer dizer que, tendo a consola da Sony um chip proprietário e que co-processa o GPU, que não lhe coloca limites na performance e resolução, a performance do GPU passa a ser exclusiva a 100% para a rasterização (o processamento gráfico normal), ao passo que na solução da AMD, pela integração do cálculo do Ray Tracing nas unidades de processamento das texturas do GPU (as TMU), a performance do GPU da XsX se terá de dividir entre rasterização e cálculo de Ray Tracing.

Esta situação ao ter impacto nas performances, impede o cálculo directo de diferenças de performances pelos meros Tflops, em jogos com Ray tracing, apesar de uma vantagem clara da consola da Microsoft em jogos que não o usem (que daqui para a frente, a nível de AAA deverão ser muito poucos). Na prática, a ser assim, e sem testes de performance reais, fica-se sem saber de que lado fica a vantagem de performances pois a comparação das mesmas pelos meros Tflops torna-se inválida.

Há aqui contudo uma questão: A confirmar-se esta situação, espera-se que a Sony saiba explicar as vantagens desta solução, uma vez que para o comum dos mortais, 12 será sempre maior que 9.2, quando na realidade, neste caso, até pode não o ser, sendo que, mesmo que o seja, nunca será na proporção que aparenta. Mas esta situação, a acontecer, será certamente alvo de exploração do Marketing para se passar uma imagem de performance, mesmo que não real. E isso vai certamente funcionar com muita gente, uma vez que os Tflops, algo que só pode ser usado para comparar arquitecturas iguais, o que não seria o caso aqui, se enraizou nesta geração.

Nota final: A conclusão aqui tirada foi tirada igualmente por terceiros. Matt nega que quisesse afirmar tal coisa, apesar que, logicamente, uma confirmação seria uma clara violação de NDAs, pelo que a sua resposta, sincera ou não, não poderia ser outra.



No entanto, a realidade é que esta conclusão é baseada em interpretação de frases. Não sabemos o que este senhor sabe ou não sabe, e que intenção verdadeiramente tinha na sua questão. Motivo pelo qual, este artigo é apenas uma hipótese que se abre. Uma especulação no meio de tanto rumor que por aí aparece, e que não deve ser, de forma alguma, tomado como uma verdade, mas apenas como uma hipótese que fica em aberto.

NOTA DE ULTIMA HORA:

Pouco antes de este artigo entrar online, deparei-me com um outro tweet de Matt com bastante significado e ao qual não tinha dado a devida atenção. Passo a colocar o mesmo:

Basicamente parece-me que há aqui uma nova boca ao DXR do DirectX 12, dando a entender que uma estrutura API de Ray Tracing pode ir mais longe do que o actualmente lá está implementado. Por outras palavras, há aqui um aparente reforço da ideia anterior de que a Sony poderá ter ido mais longe!



De notar que após ter lido e relido tudo várias vezes a questão da Sony não usar RDNA 2 não fica clara. A possibilidade, tal como descrito no artigo é real, mas não é a única. Na realidade a arquitectura pode ser  igual, e as questões estarem a ser feitas apenas ao nível de que Matt domina, o software. Ou seja, as questões de Matt podem estar apenas ligadas a um API bem mais completo que o DX 12 DXR usado pela Sony.

No entanto tendo igualmente lido alguma documentação da Imagination Tecnologies sobre a sua solução RT que está acessivel a licenciamento, alegando ser compatível com qualquer GPU, e acima de tudo ter processamento completamente paralelo e não penalizador da rasterização, permitindo um uso híbrido que resolve muitos dos problemas do RT, encontro referências a criticas ao DirectX 12 DXR que são exactamente as referidas por Matt.

Por exemplo (fonte):

First, you need a way to generate and process a set of data structures that encompass the geometry, to allow you to trace rays against that geometry in an efficient manner. Secondly, when tracing rays, there’s some explicit user-defined programmability that can happen when the GPU has tested whether a ray intersects with it or not. Thirdly, rays being traced can emit new rays! There are other things that a DXR implementation needs to take care of, but, in terms of the big picture then that trio of considerations are the most important.

Estes pontos são dados como critica ao DXR, sendo considerados pontos fracos. E basicamente o que temos aqui: O multi bounce que Matt fala, com os raios a emitirem novos raios com novas propriedades quando atingem um objecto, saltando para outros.

Repare-se depois na imagem que se segue na página da Imagination tecnologies, ao texto de cima:



As transparência perfeitas com o uso do multi bounce, outro ponto que Matt refere.

E finalmente o Ray Tracing Hibrido, em paralelo com a rasterização, que poderá explicar os 4K 60 fps é referido aqui.

Naturalmente, nada disto comprova seja o que for. Mas refiro isto pelo facto de estes dados permitirem a possibilidade ficar em aberto. A PS5 pode ser RDNA 2 com um API diferente, ou efectivamente o GPU RDNA 1 alterado, do Github com um chip RT da Imagination Tecnologies.



newest oldest
Notify of
Rui
Visitante
Rui

Interessante mas valorizo mais o que foi divulgado ate agora, da sony um logo da Microsoft quase tudo, se estas ilações sao verdadeiras entao a sony nao tem nada a temer e tem de apresentar o produto, mas tendo em conta os rumores que eu me lembre a solução rt da Microsoft sempre foi dito ser a melhor.

bruno
Visitante
bruno

Nao sei se confirma ou nao o uso de RDNA 1. O que parece claro e que o braco direito do Xmedia comentou a dizer isso mesmo, que o twit confirmava que a PS5 nao teria RDNA2 e sim RDNA 1 este tipo veio desmentir dizer que nao quer dizer nada disso. Pode ser devido ao NDA.. pode nao ser. Pode nem ser RDNA 1 mas algo personalizado. E contudo esquisito a reaccao dele sobre o RDNA2, no primeiro twit o que parece confirmar que nao teve contato com a arquitetura e nem sabe como funciona. O usar do RDNA 2, mesmo que esta suporte raytracing, nao implica necessariamente que nao haja co-processadores dedicados para mais aceleracao… tudo depende de como a arquitetura esta desenhada.

Seja como for, se a tua intrepretacao se confimar, entao tambem se confirmam os twit do Komachi e os primeiros leaks que afirmavam que a PS5 teria incialmente pouco mais de 8 tflops (tendo depois subido com aumento da velocidade de relogio), a Xbox pouco mais de 12, (salientando tb uma lista de possivel aquisicoes).

E entao tb se confirma o rumor que a Sony tinha inicialmente o plano de lancar a ps5 em 2019.

E prova tudo o que eu disse sobre 2019 ser uma asneira enorme, e sobre o grande risco de ser ultrapassado planeando para essa data.

Em primeiro, por algo que ainda ninguem viu ou considerou… as melhorias que a RDNA2 trara sobre a 1, em rasterizacao tipica:

https://www.notebookcheck.net/AMD-RDNA-2-New-rumors-allege-50-better-performance-than-RDNA-1-with-no-added-power-consumption.450435.0.html

As melhorias de performance do RDNA2 podem ir ate aos 50% de acordo com novos rumores e isto pode estar relacionado com a arquitetura e passagem para os 7 nm EUV. Mesmo que nao seja tanto assim, podemos esperar uma melhoria na ordem dos 20 a 30%. O que torna pouco seguro o saber-se ou exprimir-se sobre se a solucao AMD ou qualquer outra, sera melhor ou pior.

Em segundo, porque, nao se sabendo como sera implementado o RT na RDNA 2 e incorreto assumir-se que o mesmo ira penalizar a performance tradicional. Se eu fosse a MS, uma boa jogada seria deixar toda a gente a pensar isso… e depois entregar uma maquina que evita esses problemas.

E isto porque nao sabemos como o RT e realmente implementado, que unidades auxiliares possui, e como se comporta. Se a compute unit tiver sido alterada com unidades auxiliares para calculo de RT ou se tiverem alterado o streamprocessor com unidades para isso… ate podemos ter as duas a funcionar em paralelo sem prejuizo de performances (lembras-te da velha historia de aumentar as instrucoes por ciclo de relogio de 2 para 3 – imagina que a terceira e puro RT)?

Eu so sei o seguinte: planear 36 Compute Units para a nova geracao e um erro crasso e tentar vender uma consola com apenas 10 tFlops e ainda pior.

Isto e apenas reflexo de poupanca de dinheiro e se essa foi a principal preocupacao da Sony ate agora, entao a Sony cometeu um enorme erro e, acima de tudo, estupido porque desde a ONE X que seria expectavel que a MS fosse atras de potencia.

Outro ponto que quero dizer – o uso da solucao da Imagination TECH, nao implica necessariamente um chip separado. esta empresa funciona da mesma forma que a ARM. desenha arquiteturas e deixa outras fabricantes fabricar chips ou implementar os cores noutros chips. A AMD incluiu varios nucleos ARM nos seus APUS desde os primeiros que usavam jaguar. Nao ha razao nenhuma para que este tipo de especialiacao nao tenha ocorrido.

Edson
Visitante
Edson

Bruno, sou leigo em hardware, mas creio que o ps5 com 3 tflops a menos é um tiro no pé da Sony, independente dele ser melhor ou não! A maioria das pessoas são leigas e simplesmente querem jogar e às vezes acompanhar uma notícia sobre games aqui ou ali. A MS fazendo bom uso de marketing ( lembremos que contrataram o líder de marketing da netflix que trabalhou na divisão xbox na era xbox 360), poderá dar sérios problemas à Sony. Vc falou de Spiderman 2, etc… Mas esqueceu que a MS msm lançando games exclusivos series X só daqui 1 ano e meio mais ou menos, poderá ter teasers de games somente para o series x, como a Sony fez nesses anos todos, mostrando trailers ou teasers de games, lançando-os anos depois! Há ainda o rumor da possível exclusividade do Batman ( que eu duvido) que caso se confirme, a MS consegue tbm um herói! Tbm tem a abertura da Marvel para o uso de seus personagens, onde que a MS poderá usar um desses, fazendo um game. Onde quero chegar é que aparentemente as coisas não estarão tão fáceis assim para a Sony, onde que a MS deverá ter o lockhart com um preço bem acessível para estar em países como o Brasil, México, Colômbia, etc… Veremos como fica, mas só da Sony esperar a MS anunciar o preço de sua máquina, mostra que ela tem respeito pelo concorrente e tem receio de não se sair bem!

Mário Armão Ferreira
Visitante

3 Tflops a menos é uma diferença de 30%. Nada que caso se confirme o RT num chip paralelo não seja recuperável, ou até superável.
Recordo que o RT é o processamento mais pesado que existe. Ele tem severas implicações na performance.

bruno
Visitante
bruno

@Edson, sem duvida. Claro, que depois tens RT e tens tudo um resto que acaba por apresentar diferencas.

Para esclarecer, neste momento e atualmente, todo sistema de luz, o que pode incluir alguns reflexos e efeitos de iluminacao sao falsos e pre-cozinhados. Isto acaba tambem por ter o seu peso sobre a rasterizacao da cena pelo GPU.

O RT tem essa vantagem, e responsavel por toda a luz e deixam de ser necessarios esses sistemas.

Logo, como o Mario, diz entre ter 12 Tflops com RT a pesar nesses 12 Tflops e ter 9.2 Tflops+ RT a parte… e impossivel dizer qual sera a melhor.

So para te dar uma perspetiva, a nVidia tem atualmente no mercado a RTX 2080 TI. E um GPU monstruoso, com 800 mm2 de area, 13Tflops de potencia. No entanto, e tendo em atencao que a nVidia sempre foi rainha da performance por watt, este GPU nao consegue garantir os 4K com RT ligado na maioria dos casos.

Ora isto, pode ajudar diluir a conversa e tornar as coisas dubias no campo da performance, sobretudo porque e a mais pura verdade.

Sobreo suporte, sim sem duvida.

Claro, mesmo com teasers (E ja vimos um, o de Hellblade 2), uma coisa e anunciar e entregar outra e uma empresa que sai da geracao com pior suporte de sempre, que e conhecida por cortar o suporte, anunciar titulos para daqui a 3 anos enquanto a concorrente que tem um nome bem pesado por causa dos exclusivos os anuncia e entrega.

Sim, pode dar problemas, mas acho que so dara verdadeiramente problemas se esses resultados se virem imediatamente.

Mário Armão Ferreira
Visitante

Estás a partir do principio que estamos perante uma PS5 RDNA 1 standard e não costumizada (RDNA 1.5).
Não acredito, que a Sony tenha deixado passar possíveis ganhos de performance.
Mas se a ideia da Sony sempre foi usar um co-processador para o RT, percebo a ideia de 2019. 9.2 Tflops com RT calculado à parte ou 12 Tflops com o RT no GPU, não sei dizer qual é melhor.

bruno
Visitante
bruno

Nao estou a partir do principio de nada.

So acho, tendo nos ja um GPU de 36 CUs a mal chegar 4K 30 fps, dobrar a velocidade de relogio e adicionar um co-processador para RT nao augura nada bom para performance Next Gen. Por varias razoes. Primeiro, porque esse GPU vai-se tornar muito certamente na baixa ou media-baixa gama quando a versao RDNA2 chegar ao mercado e se nao esperavam isto entao alguem precisa de ser demitido, porque ate eu o sabia e eu sou um leigo. Alias, os numeros da BIG navi ja foram quase confirmados;

https://wccftech.com/amd-next-gen-flagship-radeon-rx-navi-gpu-specs-leak-5120-cores-24-gb-memory/

Entendo o porque do barulho da MS – ela foi completamente esmagada nas consolas, o Gamepass nao me parece que esteja a ter muito efeito com os ultimos numeros divulgados a serem postos em ridiculo com os numeros divulgados pela Sony.

Mas a mim escapa-se completamente o porque da Sony internamente achar que copiar o design da PS4 Pro e dobrar a velocidade de relogio seria suficiente para um GPU que tera que levar com streaming como concorrente e a MS pos Xbox ONE X.

Esta nao e uma altura para se ser conservador, mas para puxar limites. E a empresa esta numa optima saude financeira. Nao digo que deva incorrer em perdas enormes, mas aguardar quando e expectavel um salto em performances grande nos proximos tempos. A nVidia nao anda doida a ir aos 800 mm2 de silicone apenas porque sim.

So relembro que nem o topo de gama nVidia consegue aguentar com os 4K 60 fps, bem. Como e que a Sony se poem a falar de 4K 60 fps e 8k, e depois apostam tudo num chip de 9 Tflops?

Fernando
Visitante
Fernando

Bruno, eles planejaram um console para 2019. Veja como os eventos secaram de 2019 para cá. Lembre-se do Mark Cerny dizendo no começo de 2019 ao Wire que Death Stranding já era um game cross-gen. Por detalhes que ainda não conhecemos o console foi alterado para o cronograma de 2020. A unica coisa que sabemos por rumores é que eles atrasaram por que a retrocompatibilidade não estava funcionando bem. A MS lançou o XOX em 2017, eles sempre trabalharam com a meta de 2020 e visando a arquitetura mais recente.
As specs de 36 CU RDNA se alinham a um dos melhores produtos que a AMD teve no fim de 2019 e ao que seria possivel de entregar em um console nessa data. A decisao pela arquitetura e o chip que sera produzido é uma coisa que é feita bem no inicio e não pode ser alterado sem prejuizos milionários e grandes atrasos e perda de datas.
A Sony perdeu a vantagem que um ano de mercado traria e como consequencia ficou com uma arquitetura mais limitada. Provavelmente, passaram os ultimos meses testando overclocks para reduzir o deficit de energia sobre as GPUs RDNA 2. Certamente o trabalho foi bem feito, por que sairam de uma GPU que em velocidades “normais” teria certa de 8tf para um console de 9tf. A Microsoft com a mesma estrategia conseguiu ir apenas de 1,2 tf para 1,3tf com o One em 2013.
A contra partida é que eles estão correndo o risco de ter um produto que custe tão caro quanto quando o rival mais poderoso por causa da refrigeração que foi considerada extremamente cara.
A marca Playstation sempre vai vender bem e tera bons jogos, mas talvez tenham dado o tiro no pé que a MS precisava para voltar ao jogo, igual eles fizeram com o PS3.
Esse é aquele momento que venho alertando vocês a alguns anos quando disse que faltava visão de futuro. Desde 2017 o Phil Spencer deu a entender que o Xbox sobre seu comando sempre buscaria o melhor da tecnologia disponivel, e os movimentos de fechamento de estudios ineficientes como a lionhead, o cancelamento de jogos que pareciam sem direção igual o Scalebound, e a compra de novos estudios alinhado ao maior tempo de desenvolvimento, como o que a 343i esta tendo com Infinite, era uma estrategia impopular mas que traria o Xbox para uma boa posição no lançamento da nova geração. Competir com uma nova gwração totalmente planejada em torno dos jogos e sem kinect e uma coisa bem diferente. Assim como foi com a primeiro metade de vida do Xbox 360. Não existe fidelidade absoluta no mercado de consoles. Uma nova geração é um novo reboot. A Nintendo era tudo e o Playstation não era nada em 1994. O Playstation era tudo e o Xbox não era nada em 2004. O WiiU foi um fiasco sem tamanho. O Switch é um fenômemo. O Xbox volta a ter grande atenção nesse momento.

bruno
Visitante
bruno

Concordo com tudo o que dizes mais uma vez, excepto talvez as ineficiencias dos estudios. Fechar tantos num tao curto espaco de tempo foi uma das piores decisoes que foram tomadas, quando o importante seria terminar os projectos e rever as estruturas internas. Porque o unico defeito da ONE foi falta de suporte. Mais nada. Sim o hardware nao era o melhor, mas tinha capacidade de entegar q.b. e com a ONE X no mercado nem esse fator tinham.

Nao me recordo das palavras do Cerny sobre o DS e o cross-gen, tenho que reler isso. Mas so me recordo que efectivamente a Sony sempre se comprometeu com 2020. Claro isto em artigos que sairam em 2019.

Como ja aqui o afirmei, a MS fez boas aquisicoes e a unica coisa que me deixa de pe atras e o Gamepass e as consequencias que ira ter na qualidade dos jogos. Nao fosse isso, diria que a empresa esta a tomar todas as atitudes certas, mas ainda tem que se provar, sobretudo no que diz respeito a suporte continuado, algo em que tem falhado.

Fernando
Visitante
Fernando

O silencio da Sony e um engenheiro que nao sabe sobre o RDNA 2 podem dizer muitas coisas tanto para o positivo quanto para o negativo. Nessa altura do campeonato, ja sabemos que a Sony planejou o PS5 para 2019 e por alguns motivos ele teve que ser adiado para 2020. Sabemos que o console começou a ser desenvolvido com a primeira interação da RDNA logo, a Sony teria que correr atrás do seu RT. A solução da Sony pode ser boa o bastante para ter melhor performance que o RT via compute na AMD RDNA, mas nao sabemos como é a solução da RDNA 2, nem um dos engenheiros do PS5 sabe. A Microsoft passou dois anos melhorando o Directx RT, com certeza as limitações também foram abordadas, e a AMD passou 2 anos dizendo que abordaria o RT quando fosse bom o suficiente. O Directx 12 do Xbox One não é igual ao do PC, ele aproveita particularidades da arquitetura que só existe no Xbox One, o RT do XSX pode ter algo semelhante. E convém não esquecer que deve existir ainda um ganho de eficiência nas performances sobre a arquitetura RDNA original.
Não acho de forma alguma que exista a remota possibilidade de 9 tflops RDNA superarem 12 tflops RDNA 2. Mesmo que o RT desenvolvido pela Sony seja melhor.

bruno
Visitante
bruno

Concordo com tudo o que dizes.

Mas dois apartes:

– Nao sabemos nada sobre a PS5. Nao sabemos se foi ou nao planeado para 2019. Nao sabemos se foi adiado para 2020 ou se era o plano original. Nem sabemos se a consola foi desenvolvido com a primeira iteraccao do RDNA. Ha rumores sobre isso e suspeita-se.

– 9 Tflops RDNA podem, e digo podem como possibilidade ainda nao avaliada, ultrapassar 12 Tflops RDNA2 se no primeiro caso todo o trabalho RT estiver a ser feito por um chip auxiliar sem prejuizo das performances e no segundo caso o RT tiver todo que ser feito concorrencialmente com a rasterizacao. E isto que o twit deste engenheiro revela: como resolver o “bouncing” ou melhor dizendo, todas as colisoes e trajectos dos raios, no RDNA 2? Este trabalho e extremamente pesado. Recordo que antes da Turing precisaste de 3 gpus volta para construir uma cena, puro RT, a 1080p 24 fps e depois, com hardare especializado isso passou para 1 GPU. Nao se deve ignorar o efeito que a especializacao do hardware tem sobre as performances. A constante derrota da AMD face a nVidia nas performances e a evolucao e ganhos da RDNA1 face a GCN sao reveladores que hardware especializado consegue muito face a hardware nao especializado. E muito cedo, contudo, para dizer seja o que for sobretudo porque se assume que a RDNA 2 tera problemas com o RT quando nem sabemos ocmo a coisa funciona e que alteracoes foram feitas.

Ewertom
Visitante
Ewertom

Tô mais que decidido @Fernando no lançamento vou vender meu PS4 Pro e o meu Xbox juntar a grana e pegar o SX.
Que console é esse.

daniel
Visitante
daniel

Como está o roadmap da AMD para esse ano em relação as big Navi? Será que esse “adiantamento” da Microsoft não tem a ver com uma divulgação das GPUs num momento próximo, pois revelando as big Navi, pode revelar todas as novidades do console da microsoft, perdendo um fator novidade. Se conseguiram entregar uma APU de 12TF, não duvido que possa vir uma GPU que beire os 20 TF.

AlexandreR
Visitante
AlexandreR

Nuca mais sai o anúncio da ps5, para acabarem com os rumores!

nETTo
Visitante
nETTo

Foi anunciado hj um State of Play, só não sei pra quando

Carlos Zidane
Visitante
Carlos Zidane

Caso isso aí for verdade, eu gosto mais da solução da Sony. Mas nem é o caso, o problema é o MARKETING RUIM que será pra Sony. Já tá cheio de “Q.I. 60” por aí tirando um monte de conclusões…

A Sony que se vire agora. O meu tá garantido por conta dos jogos, mesmo que seja mais fraco, eles tem que convencer os outros 107M de clientes PS4

No easy task

O que vai me dizer qual comprar primeiro vai ser o preço aqui no Brasil. Se a MS vier com uma boa proposta de preço como foi da outra vez… Aí o PS5 fica pra quando tiver um preço decente

nETTo
Visitante
nETTo

Se o artigo estiver correto e mesmo com um Gpu inferior o marketing será instigado pelas diferenças nos jogos. Se todos verem que o de 12 entrega algo igual ao de 9, certamente estará instaurada a dúvida sobre o qual informativo é este marketing de TF

O meu também está garantido, embora eles ainda tenham de garantir o restante de clientes kkk

João Magalhães
Visitante
João Magalhães

Está ficando bastante claro que o PS5 é um projeto mais antigo,e se confirmar os rumores mostra que o console não soube se atualizar…eles tiveram 1 ano a mais que a MS para preparar o PS5,enquanto o Xbox X estava sendo feito.

Se confirmar foi um erro estupido demais como mencionou o Bruno.

Vai me dar a entender que o console passou por remendos nesse período.

E pra mim o silêncio da Sony começa a fazer sentido ou se não for isso, precisa ter coisas para compensar:ótimo HW auxiliar para RT,maior quantidade de Ram,SSD mais rápido e etc….Precisam equilibrar a diferença de GPU com outras vantagens.Uma empresa de Hardware não pode dar tanta diferença ao concorrente.

AlexandreR
Visitante
AlexandreR

Se eventualmente a ps5 for mais fraco que a Xbox SX, devido ao suposto lançamento que era previsto para 2019. Isso afeta também o preço de lançamento da PS5!
Os componentes com o passar do tempo tem tendência a baixar de preço, e passando para 2020, a consola supostamente torna se mais barata!
Ou seja a Sony poderá lançar a sua consola com 9,2 tflops com um chip personalizado específico para RT,com um valor de 399€. E a Xbox SX eventualmente será acima dos 399€, aposto nos 499

daniel
Visitante
daniel

Tem aquele rumor de que os custos de fabrico do PS5 estavam por volta de $450, mas vai saber né. Pela configuração da Microsoft, não duvido de vir acima dos $499; talvez $549, e daí o lockhart surja como uma opção mais em conta por até $349, e a Sony no meio entre $399 e $499. Engraçado que no que tange as specs, um insider soltou 1 ano antes e acertou as do Anaconda. Estou curioso pra saber se o Series S será ou não uma realidade, assim como ele previu.

nETTo
Visitante
nETTo

Eu penso que este é o valor que a Sony busca, 399,00.

Sinceramente, eu até prefiro que seja mais fraco assim como mais barato.

Meu bolso agradece

nETTo
Visitante
nETTo

Eu sinceramente não acredito que Mark Cerny seja tão incompetente a ponto de mesmo diante de um adiamento e com o tempo que sobra até o lançamento não ajustar o projeto pra algo que se equivala ao concorrente. Veja os rumores são que em 2017 o PS5 voltou a prancha em virtude do bom trabalho da Microsoft com o One X

João Silva
Visitante
João Silva

Vivi pra ver o pessoal fã do PlayStation acreditar que tem um chip milagroso no PS5 que faz 9 ser maior que 12.

Só uma pergunta não estão acreditando em segunda placa de vídeo e poder da nuvem não né ?

nETTo
Visitante
nETTo

Fanboy detected kkk

João Magalhães
Visitante
João Magalhães

Se o PS5 ter digamos os 13 TFlops já rumorados ou mesmo 12TF e ainda mais com RT externo esmagaria o XSX,seria um massacre!

bruno
Visitante
bruno

Off topic:

Sabemos dois nomes de código ligados aos chips PS4. Ariel e Oberon.

Mas sabemos o que são? São iGPU ou APUs completas? Mais, sabemos se são o mesmo, isto é se o Oberon deu lugar ao Ariel ou vice versa?

Carlos
Visitante
Carlos

Uma coisa que vcs estáo esquecendo é que o ps5 é rdna1, por isso a sony correu pra implementar uma gambiarra pq somente as gpus rdna2 terão suporte a rt. Não é devido ao rt que vão usar ser melhor, e sim pq é o que poderiam fazer ou o ps5 viria sem rt.

bruno
Visitante
bruno

Ninguém se esqueceu disso, tu é que o estás a assumir.

nETTo
Visitante
nETTo

kkkk

as teorias

nETTo
Visitante
nETTo

Tipo vc sabe que tudo que foi oferecido a Microsoft também foi a Sony né, sabes que as duas são CLIENTES da AMD, ou seja, o seu comentário nem sentido tem kkk