Ghosting nos teclados e tecnologias de resolução.

5 1 vote
Avalie o nosso artigo

O problema surgiu com o aparecimento dos teclados USB, sendo que não existia nos teclados PS/2. E faz com que quando várias teclas são pressionadas, algumas possam não ser detetadas. Este artigo aborda o problema e as tecnologias de resolução do mesmo.

Ghosting nos teclados… Um problema que acontece, sendo que nos teclados atuais está por norma minimizado, não querendo isto dizer que não exista em alguns, especialmente se não forem teclados dedicados ao mercado Gaming.

Ghosting

O que é então o Ghosting?

O Ghosting acontece quando ao pressionarmos várias teclas ao mesmo tempo, uma ou mais dessas teclas não são reconhecidas como estando a ser pressionadas. Basicamente é como se as teclas se tornassem fantasmas e dessa forma, não as estivéssemos a pressionar.

A Microsoft tem uma demo interativa neste link, que permite que testem o vosso teclado a ver se ele sofre de Ghosting. Posso dizer que o teclado que estou a usar neste momento, sendo um teclado normal, tem problemas sérios de Ghosting, e pressionando as teclas ASDFGH ao mesmo tempo, ele regista valores diferentes a cada vez que as pressiono, faltando sempre, pelo menos, registar uma das teclas, havendo casos onde falta duas ou mesmo mais.



Este é um problema que afecta os teclados modernos USB, sendo que os teclados Gaming, por norma, tem este problema resolvido ou minimizado. Dependendo do teclado Gaming, estes podem ter Zonas sem Ghosting, terem um limite grande reconhecimento de teclas sem Ghosting, ou até serem livres de Ghosting a 100%.

Tal tornou-se uma necessidade pela grande quantidade de teclas que precisam de ser pressionadas rapidamente/em simultâneo, em alguns jogos.

Anti-Ghosting

O Anti Ghosting foi uma das tecnologias que apareceu para resolver o problema do Ghosting. Basicamente se o Ghosting nos aparecia quando se pressionam certas combinações de teclas, com o Anti Ghosting esse problema desaparece. Quer isso dizer que com o Anti Ghosting podemos praticamente pressionar a combinação de teclas que quisermos, que elas são todas reconhecidas.

E problema resolvido… Ou não?

Na realidade não! O que o Anti-Ghosting faz é eliminar o problema de Ghosting nas combinações que eram problemáticas. Mas na realidade ele mantêm o Ghosting activo ao se pressionar um conjunto alargado de teclas. Digamos que o Anti-Ghosting apenas eliminou o problema das combinações problemáticas, mas não do número de teclas pressionadas, permitindo assim que se pressione, em qualquer combinação, um determinado número de teclas, que varia dependendo da implementação do Anti-Ghosting, mas não mais do que isso. E passado esse número… a tecla seguinte não é reconhecida.

O Anti-Ghosting resolve tambem um problema adicional dos teclados com Ghosting, a deteção falsa de teclas que na realidade não são pressionadas, derivadas de erros de leitura.



No caso de pressão de muitas teclas próximas, esta tecnologia permite ainda detetar teclas pressionadas por engano (por exemplo, com os cantos do dedo), ao verificar se esta se mantêm pressionada e/ou se foi pressionada tardiamente.

N-Key rollover (NKRO)

O N-Key rollover, tambem conhecido como NKRO, é aquilo que devem procurar num teclado caso queiram escapar ao problema do Ghosting. É no fundo a forma de Anti Ghosting, na sua situação extrema e que garante que se possam detetar, sem limite, quais as teclas pressionadas.

Esta é uma tecnologia presente nos bons teclados Gamer, e que permite basicamente que a totalidade do teclado possa ser pressionada em simultâneo, com todas as teclas a serem reconhecidas, e sem erros de leitura.

Nota relevante

Note-se porém que alguns fabricantes possuem teclados que permitem o pressionar e reconhecer a totalidade do teclado, sem no entanto fazerem referência ao NKRO. Se tal de deve a entenderem que a designação é desnecessária, ou se usam alguma alternativa proprietária de Anti Ghosting que alcança o teclado todo é algo que se desconhece, sendo que o facto é que o efeito é equivalente. E desta forma referem-se apenas à inexistência do problema nos seus produtos. Eis um exemplo da Steel Series:

Keyboard ghosting is when a single keystroke or several keystrokes are “lost” due to the inability of a keyboard to process simultaneous signals that come natural to many gamers.  The SteelSeries Apex M800, M500, and 6Gv2 keyboard support as many simultaneous key presses as there are keys on the keyboard due to their unique design and technology.

 





5 1 vote
Avalie o nosso artigo
24 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
andrio
andrio
2 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

[OFF] Alguem chegou a ver isso?

Rapaz mesmo que com o tempo ir liberando suas franquias assim é meio que um tiro no pé. “Ah, mas da pra fazer mais dinheiro pq o jogo já vendeu o máximo no console”

O jogo deve ter vendido mais de 16m de copias, certeza que não precisava liberar para outra plataforma.

https://www.theenemy.com.br/pc/god-of-war-para-pc-vazamento-do-geforce-now-sugere-que-sim

Andrio
Andrio
Responder a  Mário Armão Ferreira
2 meses atrás

Então Mario, o problema aí que eu vejo é o seguinte. Simplesmente não jogam aberto sobre quais jogos vão e quando vão. Pra mim não deveria sair de qualquer forma pq quando vc pergunta a alguma pessoa pq vc compra um PS a resposta é sempre a mesma. Exclusivo! Outro ponto, quando vão sair no Pc? Se sair deveria sair com no mínimo uns 6 anos já no mercado.

Daniel Torres
Daniel Torres
Responder a  andrio
2 meses atrás

Se isso for verdade, a playstation nada mais é do que uma plataforma exclusiva de indies, o maior nome por gerações indo para outra plataforma rir na cara dos fãs.
Um edit rápido Mário não gostou quando eu usei essa palavra antes, mas vou usar de novo a Sony é a nova prostituta da geração, preços altos, mentiras para as pessoas pagarem mais pelos “upgrades”, e gestão que só visa dinheiro sem nenhum respeito pela história ou valor da plataforma e isso vai ter um preço caríssimo no futuro quando as pessoas se cansarem e perderem o interesse no PS .

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Daniel Torres
2 meses atrás

1- Cuspir na cara de quais fãs? Do fanático? Tem que cuspir mesmo! Fanático não presta pra nada, a não ser torrar o saco!

2- Sobre a playstation ser prostituta, existe aí algo meio óbvio. Ela tá cobrando 10 dólares pelo upgrade e discordo, mas discordo porque os jogos agora estão em 70 e deveria ser 70 no PS4 e no Ps5 e aí o upgrade seria free! Tão dando a oportunidade para quem tem PS4 e não vai pegar no ps5 pagar mais barato. É óbvio! Isso não concordo.

3- Maior lineup de 1 ano de lançamento de um console! Se tá ruim agora, imagina como foi antes. A prostituta tá trabalhando demais, né?

4 – Esse negócio de pensar só como consumidor e não ver a realidade é algo tosco. Jogos velhos, que já foram doados na plataforma playstation e esgotaram seu potencial de venda, servem pra que se mantendo exclusivos? Para o fanboy fazer flame em rede social e só! Ridículo.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Mário Armão Ferreira
2 meses atrás

Então, Mario, sabemos onde está a qualidade hoje. E mais, galera está reclamando do aumento dos preços dos jogos, mas a insomniac já disse que spider 2 será um game massivo, vai ser muito maior que o primeiro game. God of War Ragnarok surgiu o rumor de 40 horas de jogatina, o primeiro tinha na média de 20. Se tudo isso se confirmar, justifica e vai além do aumento. Os 10 dólares viram preço de banana pelo conteúdo oferecido, que é o dobro ou até mais do original a 60 dólares.

Daniel
Daniel
Responder a  Sparrow81
2 meses atrás

Não é bem assim meu caro; a Microsoft tem sim entregado jogos de boa qualidade. Olhe um dado interessante: os últimos fist party da Microsoft Game Studios foram TODOS 85+ no opencritic/metacritic. São eles FS 2020, Wasteland 3, Psychonauts 2 e o recente Deathloop. Tens alguma dúvida que FH5 será 90+,e de que AOE 4 será um jogo bem visto pela comunidade PC? É verdade que Halo Infinite decepcionou muitos fãs e tem boas chances de ser um flop, mas perceba que cada vez mais a Microsoft entrega menos jogos como Sea of Thieves, Crackdown 3 e State of Decay 2 e ai que mora o perigo que pode prejudicar toda a indústria gamer; entregar jogos de qualidade por $10 quando os concorrentes vendem a $70. É verdade que o capricho de um GOW, HZD ou um TLOU não se tem na Microsoft, mas estúdios como Ninja Theory (Hellblade 2), Bethesda (TES 6) e principalmente a Playground (Fable) podem chegar perto e se chegarem não há o que comemorar, pois serão jogos que deveriam custar pelo menos $70 mas estarão a $10 por mês, subsidiados, em detrimento de uma possibilidade ou não do gamepass vir a ser lucrativo algum dia.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Daniel
2 meses atrás

Não confunda. FS é o que é, um simulador atualizado. Com visuais bonitos e só. Os outros jogos não tem dedo da Microsoft diretamente e a critica avalia pelo que são. Ou você acha que um Psychonauts 2 é avaliado na mesma condição e peso que um Ratchet and Clank, Returnal e Demon’s Souls da vida? Isso eu discordo e deveria ser separado nos sites de crítica. Tipo, categoria indie, AA, AAA. Ficaria mais claro para as pessoas que uma nota 90 de um Hades não tem o mesmo peso de uma nota 90 de um TLoU 2.

Ah, e eu não duvido que muitas notas altas virão pra MS daqui pra frente. Eu tenho minhas dúvidas com esse Deathloop com 88 de média, não sei se tá muito justo ainda, mas vamos ver. Do jeito que alguns jornalistas andam tendenciosos hoje em dia e até provado já que alguns estão do lado da Microsoft, provavelmente recebendo mais que os mimos habituais, podemos ver avaliações e médias muito esquisitas daqui pra frente, pras duas plataformas. Baixa um pontinho aqui do PS e da mais 5 pro do Xbox.
Mas vamos ver, o meu veredicto se isso realmente está acontecendo vai ser em Halo Infinite. É um triple A e tem que ser avaliado como tal. Dependendo de como sair esse jogo e ganhar um 90+ ou um 80 alto, já saberemos que não podemos confiar mais nem na critica, com raras exceções. Não olharei mais médias, mas apenas alguns poucos que são mais sensatos na análise mesmo.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Daniel
2 meses atrás

Discordo muito. Os jogos da Microsoft estão beeem fracos. Esses que citou aí podem até agadrar quem não tem outra coisa ou tem critério bem baixo.
Quero ver o Fable que é dos que torço pra que venha nível AAA de fato e não outra desilusão.

Deto
Deto
Responder a  andrio
2 meses atrás

Isso aí parece mais publicidade grátis.

Do mesmo jeito que “vazou” Ghost of tsushima no “jogo no Netflix”

O cara vai lá e entope de jogo famoso e “vaza” e espera o marketing grátis.

Andrio
Andrio
Responder a  Deto
2 meses atrás

Eu também não coloco muita fé, mas antes do evento do PS tava rolando uma foto que parecia bem fake do uncharted e o mesmo foi concretizado.

Deto
Deto
Responder a  Andrio
2 meses atrás

Mas isso foi a Sony que vazou, ano passado

Botou Uncharted 4 no slide de “lucro fácil no PC” e por isso fizeram a imagem.

Livio
Livio
Responder a  Deto
2 meses atrás

Nvidia “desmentiu”, mas aquela que seria a principal afetada está calada até agora. Já tenho experiência de atitudes assim, Horizon Zero Dawn que o diga.

Andrio
Andrio
Responder a  Mário Armão Ferreira
2 meses atrás

Perdão Mario, n volto mais a fazer comentários off.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  andrio
2 meses atrás

Aceitem, jogos antigos podem sair no Pc. Se não aceita, não consome mais PlayStation, assim como eu não consumo mais Nintendo por outras razões.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Mário Armão Ferreira
2 meses atrás

Sim, as pessoas falam como se fosse fácil e barato manter um PC. Eu fiquei muito tempo jogando em PCs, cerca de 20 anos e posso garantir que está longe de ser excelente. A cada novo jogo de qualidade lançado, a máquina já entregava menos. Fora os vários conflitos com drivers, querer atualizar no meio de uma jogatina, um travamento no Windows e por aí vai… “Aimmm, vou pro Pc, é mais barato”. Boa sorte, vai em frente. As pessoas acham que Pc é sentar e jogar por 7 anos o que se tem de melhor pagando menos, mas tá longe de ser assim.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Mário Armão Ferreira
2 meses atrás

Somos dois, Mario. PC pra jogar vai ser difícil eu voltar. Quando escuto/leio alguém falando que é o melhor lugar para se jogar, sempre penso que isso depende do ponto de vista. Melhor em algumas coisas, péssimo em outras.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Sparrow81
2 meses atrás

No meu caso infelizmente dois motivos me tiraram do PC; 1 a paciência que já não tenho e 2 os preços, eu realmente gostava até pouco tempo mas agora não vai por nada. Chegava a ficar 2 horas pra conseguir instalar um jogo todo problemático (craqueado) kkk.
Mas não posso deixar de falar também que durante uns pouco mais de 10 anos a qual fui jogador de PC, foram anos maravilhosos, chegava do serviço, chegava do lazer e lá estava meu companheiro, foi muito bom tempo, jogava console só dos meus amigos ou em locadora.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Mário Armão Ferreira
2 meses atrás

Infelizmente o PC nessa questão de jogos é o maior desperdício que existe.

error: Conteúdo protegido